Local

Autoridades insistem com a Câmara das Lajes das Flores para cortar a água à Ponta da Fajã (Vídeo)

O Ministério Público exige à autarquia das Lajes das Flores o corte de água na Ponta da Fajã e o cumprimento da legislação com mais de 30 anos, que proíbe habitar o lugar.

Se a autarquia não o fizer, incorre no crime de desobediência.

Desde dezembro de 2019, há uma petição na assembleia legislativa regional a apelar à revogação da legislação de 1989 sobre a impossibilidade de se residir na zona por alegadas razões de segurança.

O documento ainda aguarda resposta do parlamento.

Telejornal