Local

Inspeção de Atividades Económicas suaviza ameaças às festas populares

A Inspeção Regional de Atividades Económicas já não vai apertar o cerco às festas populares.

Inspeção de Atividades Económicas suaviza ameaças às festas populares

© Bagos d'Uva

A inspeção começou por mandar um oficio às juntas de freguesia advertindo que as festas teriam de respeitar as regras impostas aos restaurantes.
Perante os protestos, recuou.
 
Uma das advertências da inspeção era que as festas não podiam servir comida produzida em casas particulares.
Os autarcas revoltaram-se.

Álamo Meneses, presidente da câmara de Angra do Heroísmo, chegou mesmo a dizer ao jornal Diário Insular que as regras que a inspeção queria impor eram"absurdas".

Agora, a própria inspeção veio dizer que, afinal, as regras não se aplicam às festas sem fins lucrativos.

O oficio enviado as autarquias tinha um carácter pedagógico e - conclui a inspeção - foi mal interpretado.

RTP-Açores