Local

Redução de efetivos prejudica eficácia das Lajes, garantem americanos (som)



Especialistas americanos em logística garantem que a redução de efetivos militares americanos na base das Lajes vai prejudicar a operacionalidade da infraestrutura.

Redução de efetivos prejudica eficácia das Lajes, garantem americanos  (som)

 

Para estes técnicos, ouvidos pela Antena 1 Açores, a base não funciona apenas com 160 militares e 400 trabalhadores civis portugueses. 

Mesmo que a missão das Lajes seja apenas a de projetar forças americanas, a prontidão das Lajes ficará em causa com a redução, explicam os técnicos americanos:

 

 

Com menos militares dos Estados Unidos (o plano americano prevê uma redução de 800 para 160),a Base das Lajes precisa despedir mais de 400 portugueses, cujo trabalho não especializado se torna dispensável.

No entanto, com menos americanos - e para garantir um grau de prontidão aceitável, dizem as mesmas fontes - a base precisaria de ter um contingente de 900 trabalhadores civis qualificados.

Antena 1 Açores