Local

Registo de dormidas com quebras superiores a 99% (Vídeo)

Maio de 2020 registou uma descida das dormidas de 99,2% em relação a maio de 2019. Açores e Madeira são as regiões que tiveram uma maior quebra neste ponto de análise.

Os números já eram esperados e agora surge a confirmação de uma época negra para o turismo nacional e regional. Num ano em que se esperavam novos recordes de dormidas nos Açores a Covid -19 veio por um travão na subida destes números.

Comparando maio de 2019 com maio de 2020 a quebra é de 99,2%, passando das 277 mil 345 dormidas para 2287, segundo o Serviço Regional de Estatística dos Açores.

O reduzido número de estabelecimentos hoteleiros que registaram movimento turístico não permite de momento a divulgação dos resultados por ilha, mas no alojamento local todas as ilhas tiveram descidas muito significativas.

O Corvo e a Graciosa registaram uma quebra 100% e as Flores com 99,7%, passando de 2315 dormidas para 8.

Neste período em análise, o todo nacional e, segundo o Instituto Nacional de Estatística, todas as regiões tiveram decréscimos nas dormidas superiores a 80%.

RTP/Açores