Local

Sindicatos manifestam preocupações na abertura do ano letivo (Vídeo)

Tanto os sindicatos como os professores questionam a posição da tutela, que permite teletrabalho para docentes que vem de fora da região e não dá a mesma oportunidade aos grupos de risco.

© DR

Num ano letivo exigente, o Sindicato Democrático dos Professores dos Açores alerta para a falta de docentes. Uma situação que, no entender de Ricardo Baptista, se explica pelo facto da tutela não abrir lugares de quadro suficientes e não impor limites à contratação sucessiva, como existe na Madeira e no continente.

António Lucas, do Sindicato dos Professores da Região Açores, está preocupado com o funcionamento das escolas sobrelotadas, que não tem possibilidades de garantir o distanciamento social, e tal como o SDPA mostra-se indignado com a dualidade de critérios do Governo Regional, que permite teletrabalho para docentes que vem do exterior e não admite o mesmo para portadores de doença crónica.

Tendo em conta as particularidades do arranque deste ano letivo, o SPRA defende que a Secretaria da Educação deveria ter feito uma reunião do conselho coordenador do sistema educativo regional bem como do conselho coordenador do ensino público com vista a harmonizar todo o processo.

RTP/Açores