Política

PCP denuncia agravamento das condições de vida nos Açores


A Direcção e o Conselho Regional do PCP consideram que o agravamento das condições de vida no arquipélago não são, apenas, fruto de dificuldades externas e da conjuntura, mas também das orientações políticas dos Governos Central e Regional


Estas conclusões foram tornadas públicas em conferência de imprensa realizada em Angra do Heroísmo, ilha Terceira, acusando ainda o PCP/Açores de "falta de investimentos e apoio aos sectores produtivos  e, com o argumento da crise e das dificuldades das empresas, procura-se levar a cabo um sério ataque aos direitos e rendimentos dos trabalhadores açorianos".

De grande importância - consideram também os comunistas açorianos - é a questão do Novo Acordo Laboral da Base das Lajes, que terá que ser ratificado pela Assembleia da República.

Para o PCP, "o Acordo pretende ignorar, quase por completo os milhões de euros que são devidos aos trabalhadores açorianos, pelo não cumprimento do anterior Acordo" e o PCP vai ainda mais longe, ao dizer que "repudia veementemente o Novo Acordo e exige a sua renegociação, no sentido de abranger também outras matérias que respeitam aos trabalhadores da Base das Lajes e aos seus direitos".

Carlos Tavares