Política

Debate na RTP e Antena Um Açores: os partidos centraram a discussão na crise económica (vídeo)

Sete dos oito partidos concorrentes às eleições regionais de Domingo discutiram a crise económica, a saude, e o Estatuto Político-Administrativo dos Açores num debate na rádio e televisão públicas da Região.
O líder do PPM não participou no debate - o único antes das eleições - por considerar que não podia sair do seu círculo eleitoral, o Corvo, durante dois dias.

Debate na RTP e Antena Um Açores: os partidos centraram a discussão na crise económica (vídeo)
A discussão centrou-se na crise económica.



Anibal Pires, da CDU, afirmou que a crise já chegou aos Açores e que há descontentamento generalizado nas ilhas.

"A distribuição de riqueza não tem sido a mais justa", sublinhou o dirigente comunista para quem é preciso impôr políticas salariais que beneficiem todos.

Carlos César, do PS, garantiu que "o pior da crise não chegará aos Açores".

O dirigente socialista propôs a criação duma linha de crédito para as empresas e de apoios para as famílias no pagamento das habitações.

Por seu turno, o Presidente do PDA, José Ventura propôs a criação de um observatório económico para estudar a saúde das empresas.

Esse organismo reuniria representantes do Governo, dos patrões e dos trabalhadores.

"Nós somos contra os conflitos selvagens entre classes", disse.

Para Artur Lima, do PP, "a crise está nos Açores".

O líder centrista sugeriu que o Estado e as autarquias passem a pagar a tempo e horas e que a devolução do IVA aos comerciantes passe a ter periodicidade mensal.

A dirigente regional do Bloco de Esquerda, Zuraida Soares, considerou que "a crise já cá estava mas que se acentuou com os últimos acontecimentos internacionais".

O Bloco de Esquerda propõe que o Governo Regional pressiona para que a Europa reduza as taxas de juro e que a Inspecção do Trabalho seja realmente actuante.

Costa Neves, do PSD, garantiu que "a crise existe nos Açores" e que todos os indicadores o demonstram a começar pelo desemprego que subiu "45 por cento".

Alargar o abono de família e criar uma linha de crédito bonificado à habitação, são propostas do PSD para combater a crise.

Reconhecendo que a crise existe, Manuel Moniz, do Movimento Partido da Terra, disse que o modelo de vida nos Açores tem de ser diferente e que o arquipélago não ficará imune a crises enquanto não for independente em matérias como alimentação e energia.



Num debate de hora e meia, marcado pela ausência de confrontação política, discutiu-se ainda a desertificação das ilhas, a criação de emprego e o Rendimento Social de Inserção.

Resumo do debate (vídeo):



Debate completo (vídeo):







Reacções dos candidatos no fim do debate (vídeo):




Reacções populares, entrevistas à população (vídeo):




Luciano Barcelos / António Gil