Política

Deputado do PSD/Madeira acusa ministro das Finanças de mentir no caso da Lei das Finanças Regionais


Guilherme Silva acusou hoje o ministro das Finanças de "envenenar a opinião pública com mentiras sobre as contas da Madeira, dando sinais de má-fé, sobre a negociação da Lei das Finanças das Regiões Autónomas".

Deputado do PSD/Madeira acusa ministro das Finanças de mentir no caso da Lei das Finanças Regionais

No programa "Grande Entrevista" da RTP, Teixeira dos Santos afirmou que "há 10 anos o Governo fez um acordo com a Região, em que o Estado assumia a dívida da Madeira, que ficou a zero".

Em 2006 - acrecentou o ministro - " a dívida da Madeira era de 620 milhões de euros e, em 2009, a dívida era de um pouco mais de 1 200 milhões de euros, praticamente duplicou"- sublinhou Teixeira dos Santos.

Para Guilherme Silva, "o ministro mentiu quando disse que o Estado pôs a dívida da Madeira a zero: não foi assumir a dívida, foi, sim, atribuir à Região as verbas que competiam com as receitas das privatizões e não uma dádiva. Dádiva pode ter sido para os Açores, porque o património das empresas privatizadas era mais significativo na Madeira do que nos Açores"- frisou o deputado madeirense.

Considerou ainda "inadmissível que o ministro tenha afirmado que o Governo pôs a dívida da Madeira a zero e não o tenha dito em relação aos Açores, que, aí sim, foi posta a zero" - adiantanto ainda que "a Região Autónoma dos Açores é socialista, tem benesses. A Madeira não é socialista, tem penalizações.

Carlos Tavares com Agência Lusa