Política

Verbas do furacão Lorenzo continuam envoltas em polémica (Vídeo)

O Presidente do Governo afirma ter-se baseado numa carta enviada pelo Ministro do Planeamento ao então vice-presidente do governo regional, Sérgio Ávila, para estabelecer o limite de 198 milhões de euros para os apoios à reconstrução dos estragos do furacão Lorenzo.


Só que a carta se referia apenas a fundos comunitários e não a verbas a assumir pela República.

José Manuel Bolieiro espera que o Governo de António Costa reconheça que os prejuízos foram superiores a 313 milhões de euros, elevando a sua comparticipação financeira nas obras de recuperação.

É que, um despacho de António Costa, publicado a semana passada, fixa em 198 milhões de euros o limite máximo de apoio aos Açores.

O assunto tem gerado debate político nos Açores, com o líder do PS, e antigo presidente do governo regional, a pedir explicações a José Manuel Bolieiro.

Em 2019, o furacão Lorenzo provocou estragos alvultados nos Açores, destruindo, entre outras infraestruturas, o porto das Lajes das Flores.

Telejornal