Sociedade

Igreja deve preocupar-se com a essência e não com as aparências (Vídeo)

O padre Júlio Rocha considera que a igreja deve ser mais humilde, ativa e próxima das populações.

Num período dominado pelo discurso político e pela pandemia, a homilia de domingo, transmitida da ilha Terceira pelo canal1 da RTP, mostrou que há massa critica dentro da igreja.

Na linha do Papa Francisco, o padre Júlio Rocha defendeu uma igreja inclusiva, mais preocupada com a essência do que com as aparências.

Telejornal