Sociedade

Movimento "Salvar a Ilha" defende suspensão imediata da construção da incineradora (Vídeo)

Filipe Tavares diz que o projeto da MUSAMI para a incineradora de São Miguel não pode ser licenciado, devido ao incumprimento da Declaração de Impacte Ambiental.

© SIARAM

O Movimento "Salvar a Ilha" afirma que o projeto, submetido a concurso e recentemente adjudicado, não cumpre as metas de reciclagem europeias e, por isso, não pode ser licenciado.

Filipe Tavares considera que a alternativa à incineradora passa pela utilização partilhada dos recursos existentes.

O Movimento "Salvar a Ilha" também realizou um estudo sobre o custo anual do transporte dos resíduos de São Miguel para a Terceira, afirmando que os valores ficam muito abaixo daqueles já divulgados pela MUSAMI.

Filipe Tavares considera grave que a MUSAMI nunca tenha realizado uma reunião formal com a empresa municipal de gestão ambiental da Terceira e pede a realização urgente de uma reunião entre esta empresa, o Governo Regional, a AMISM, MUSAMI e as associações ambientalistas.

RTP/Açores