Sociedade

Propinas no secundário são mais caras do que na universidade (vídeo)


Miguel Maduro Dias já concluiu o secundário, mas voltou à escola para estudar música.

Descobriu que vai ter de pagar 1500 euros anuais de propinas na escola Tomás de Borba,em Angra do Heroísmo, quando na universidade dos Açores as propinas não ultrapassam os 900 euros.

Propinas no secundário são mais caras do que na universidade (vídeo)

 

A medida é uma consequência de um despacho do governo regional que obriga ao pagamento de propinas por quem tem mais de 18 anos e queira estudar música.

Esta decisão da Secretaria da Educação foi tomada no último Verão.

O problema é que estes valores só se aplicam na Tomás de Borba, em Angra do Heroísmo, que absorveu o conservatório da cidade.

Quem frequenta os conservatórios de Ponta Delgada e Horta está isento de propinas.

Dado o elevado valor das propinas, muitos estudantes desistem das aulas e optam por arriscar nos exames.

 

 

 

Notícia vídeo: Marta Silva, Telejornal.