Sociedade

SPRA quer bolsas de estudo para combater falta de docentes (Vídeo)

Sindicato dos Professores da Região Açores defende a atribuição de bolsas de estudo em áreas deficitárias dentro de 5 anos, e propõe um reforço dos apoios à fixação nas ilhas periféricas, com vista a combater a falta de docentes.

© DR

O SPRA está em total sintonia com a tutela em relação à manutenção do calendário escolar, no contexto da pandemia, mas diverge no que diz respeito à aplicação da 3ª dose da vacina para docentes, e estranha que ainda não tenham sido chamados.

Em conferência de imprensa, o SPRA voltou ao tema da falta de professores. Aumento da idade da reforma, horários de trabalho e mudanças na carreira, são apontados como causa.

No campo das soluções, o sindicato aconselha o Governo a estender o leque de bolsas de estudo a áreas que serão deficitárias dentro de 5 anos.

Melhorar os apoios à fixação de docentes, nas ilhas periféricas, é a ideia apontada no âmbito das medidas a curto prazo.

Em matéria de carreiras, o SPRA quer tratamento igual entre contratados e profissionais do quadro. Reivindicação que surge na sequência da diretiva europeia, que obriga Portugal a aplicar direitos salariais iguais entre professores do quadro e docentes com contratos de trabalho a termo.

Telejornal