Sociedade

Trabalhadores da Sociedade Coliseu Micaelense temem pelo futuro (Som)

Em risco está o posto de trabalho de mais de duas dezenas de funcionários. Os trabalhadores queixam-se que vão ser obrigados a concurso público e vão perder regalias.

© Município de Ponta Delgada

São 22 postos de trabalho que estão em risco. Em causa está a internalização desta empresa municipal, logo os postos de trabalho são extintos. Os trabalhadores são obrigados por lei a candidatarem-se a concurso público para entrarem nos quadros de pessoal da Câmara.

Este cenário está a motivar vários pontos de discórdia. 

A Antena 1 Açores procurou explicações junto do Presidente da Câmara, mas a Autarquia fez saber que não há declarações sobre o assunto. José Manuel Bolieiro deverá dar a conhecer em conferência de imprensa o figurino da internalização das empresas Municipais. 

Agora uma coisa é certa. A Câmara de Ponta Delgada ao internalizar a Sociedade Coliseu Micaelense assume na integra o seu passivo, num valor próximo dos 4 milhões de euros.

Antena 1 Açores