Ouvir
Bairro Latino
Em Direto
Bairro Latino Um programa de João Gobern

Apoios

Citemor 2018

De 19 de Julho a 11 de Agosto

|

Citemor  2018

Citemor — 40º Festival de Montemor-o-Velho, que decorre de 19 de Julho a 11 de Agosto em Coimbra, Montemor-o-Velho e Figueira da Foz.

Conheça toda a programação

Concerto de Abertura com IVO DIMCHEV

A música arranca em força na edição de 2018, estabelecendo uma ligação fundamental com a dinâmica identitária do festival, dando a conhecer ao público português o búlgaro Ivo Dimchev, um artista emblemático presente regularmente nos principais palcos das artes performativas.
O seu trabalho é uma intensa e colorida mistura de performance art, dança, teatro, música, ilustração e fotografia. Autor de mais de 30 espectáculos - quase sempre geradores de controvérsia - para os quais compôs e interpretou inúmeras canções, Ivo Dimchev começou a apresentar estas músicas em concerto e gravou posteriormente dois discos: “Songs from my shows - Live” e “Sculptures”.
A voz de Ivo Dimchev é um conjunto de paradoxos, simultaneamente rugosa e límpida, rude e lírica, extravagante e sóbria. No espaço entre estes extremos revela-se uma complexidade que não pode ser reduzida a um "virtuosismo" vocal. É nestas antíteses que se estabelecem diálogos e confrontos entre estéticas musicais e performativas que questionam o "gosto", o "belo", o "exótico". Dimchev despega-se do corpo - um corpo em constante metamorfose e, por vezes, em convulsão - e materializa-o na voz. É esta maleabilidade interpretativa, esta entrega total à vocalidade que parece dar forma às suas composições musicais, também elas camaleónicas, fluídas, inquietantes e, por vezes, perturbadoras.
Recentemente adoptou I-VO como assinatura para a sua obra musical, que apresentará em concerto no Teatro Académico de Gil Vicente, quinta-feira, 19 de Julho, às 21:30.




O Festival de Montemor-o-Velho é simultaneamente o festival de teatro mais antigo do país e também aquele que se tem reinventado, desafiado pela mudança dos tempos. 
Na definição de cada edição, foi sempre fundamental uma leitura do território, tanto a nível geográfico quanto artístico e temporal.

Saiba mais sobre o Festival e conheça toda a programação

Links: