Ouvir
José Candeias
Em Direto
José Candeias

Apoios

Encontros Sonoros Atlânticos 2022

Fajã da Fragueira, Angra do Heroísmo, Ponta Delgada, Ribeira Grande, Lisboa | 19 julho a 17 setembro

|

Encontros Sonoros Atlânticos 2022

Os Encontros Sonoros Atlânticos são uma série de recitais em que a obra do compositor, musicólogo e maestro açoriano Francisco de Lacerda (1869– 1934) é o estímulo para a criação de novas peças musicais, em sintonia com os locais em que se apresentam. São organizados pela Associação Francisco de Lacerda, fundada em 2019 na Fajã da Fragueira, na ilha de São Jorge nos Açores.

A viagem inicia-se a 19 de julho, em São Jorge, no local de origem de Francisco de Lacerda, com o trio composto por José Pereira, Sérgio Sousa e Nuno Abreu. No programa, as raramente ouvidas "Lições em Trio" de Francisco de Lacerda, seguido pela estreia portuguesa de "Zebra Crossing", de Vasco Mendonça, e terminando com a belíssima "Serenade" de Dohnányi, um pilar do reportório para esta formação. 

A 21 de julho, na Terceira, no Jardim Duque da Terceira, o Lava Brass Quintet apresenta um programa composto por peças de Francisco de Lacerda e duas obras em estreia mundial: "Piccola Suite" de Sérgio Azevedo e "Continuum Variations" de Antero Ávila. Integram ainda a programação deste concerto obras de Luís Carvalho, Enrique Crespo e Leonard Bernstein. 

A 22 de julho, na Ermida de S. António da Grota, no Monte Brasil, o trio composto especialmente para esta ocasião por Ricardo Pinheiro, Jeff Davis e Tomás Marques recria musicalmente uma viagem entre Lisboa e os Açores que culmina no nascimento de uma criança na pequena ilha do Corvo.


Cartaz "Encontros Sonoros Atlânticos 2022", com informação descrita acima.


O mapa desta viagem musical prossegue em São Miguel, a 24 de julho, na Praça do Município, em Ponta Delgada, onde os Humorictus Ensemble, um dos grupos de madeiras portugueses mais promissores, põe em relevo a criação musical portuguesa com obras de Francisco de Lacerda, Luís Tinoco, Luís Carvalho, Darius Milhaud e Gyorgy Ligeti. 

A 27 de julho, também em São Miguel, Ricardo Jacinto traz ao Arquipélago Centro de Artes Contemporâneas "O Parlamento de Caríbdis IV". E a 17 de setembro, na Biblioteca Nacional, em Lisboa, o concerto de encerramento dos Encontros Sonoros Atlânticos 2022 está a cargo da Orquestra Metropolitana de Lisboa, dirigida por Pedro Neves, e da soprano Eduarda Melo, com obras de Francisco de Lacerda e Maurice Ravel.

Este concerto é também o palco para a estreia mundial da obra vencedora do 1.º Prémio de Composição Francisco de Lacerda - um dos maiores galardões pecuniários para jovens compositores em Portugal. Nesta segunda edição dos Encontros Sonoros Atlânticos é ainda apresentado o resultado inicial de um projecto paralelo, mas intimamente relacionado com estes: o primeiro volume de uma edição crítica da música orquestral de Francisco de Lacerda - um trabalho musicológico de fôlego que vem colmatar uma lacuna antiga no tratamento do seu espólio orquestral.