Ouvir
Portugal em Direto
Em Direto
Portugal em Direto

Discos

Rita Redshoes e Camané juntos em “Contigo é Pra Perder”

|

Rita Redshoes e Camané juntos em “Contigo é Pra Perder”
Rita Redshoes e Camané juntos em “Contigo é Pra Perder”, a canção e o video que celebram o amor em tempos de Covid-19.

"Escrevi esta canção grávida e embalada pela ideia de uma dança a dois. Talvez tenha sido a sensação de nunca me sentir só durante essa fase a justificação para esta espécie de valsa. Uma dança concertada, com todos os enigmas e perigos do amor. O amor como um acto de fé e de redenção, sobretudo em dias como os que vivemos, em que parece tão simples sucumbir ao desalento. O amor por nós próprios e pelo outro é, e será sempre, a única salvação."
Rita Redshoes


Rita Redshoes e Camané unem vozes em “Contigo é pra perder”, o novo single que antecede o lançamento do quinto álbum de originais da cantora, compositora e multi-instrumentista, e uma das mais conceituadas e acarinhadas artistas nacionais. “Contigo é pra perder” sucede a “O amor não é razão” e revela mais um pouco da orientação estética e musical de um disco que, “como nós, está à espera dos dias em que voltemos a poder estar juntos sem écrans pelo meio” para que possa ser lançado, partilha Rita Redshoes.
Numa canção que evoca a necessidade universal que todos temos de amar e sermos amados de volta, que nos leva a arriscarmos o sofrimento mas, ao mesmo tempo, a sentirmo-nos mais do que nunca vivos, Rita Redshoes tem em Camané um cúmplice muito especial na interpretação de uma canção que é meio-valsa, meio-balada e oscila entre o canto e o sussurro. “Camané tem no timbre e na forma como interpreta as palavras o peso bom de uma vida cheia de histórias e de verdade à flor da pele. Sempre tive a ideia de concretizar algum projecto com ele e esta canção mostrou-se como a ponte perfeita
diz Rita Redshoes.

A ideia do video de “Contigo é pra perder” partiu da nova realidade que globalmente estamos a viver, depois de canceladas, devido ao Estado de Emergência entretanto decretado, as filmagens que seriam conduzidas pelo realizador Bruno Ferreira e a produtora Casper Films. “De repente estávamos todos a comunicar com a família e amigos da única forma possível: através dos nossos telefones. Retratar esta realidade tornou-se o mais simples de fazer e também o mais verdadeiro. Pedimos a amigos, familiares e enfermeiros e médicos do Hospital de Santa Maria para usarem a sua criatividade e mandarem 1 minuto filmado a fazer o que lhes apetecesse ou partilhando a forma como estão a ocupar o tempo. Responderam prontamente e cheios de generosidade” conta-nos Rita Redshoes. O resultado é um video que ficará para a história deste confinamento generalizado como um retrato do amor em tempos de Covid-19.