Ouvir
Musical - Antena 1
Em Direto
Musical - Antena 1

Discos

Sérgio Godinho - "Nação Valente" - Concertos

|

Sérgio Godinho - Nação Valente - Concertos

CONCERTOS
  • 20 Abril – Centro Cultural Olga Cadaval - Sintra
  • 24 e 25 Abril – Parque Urbano de Montemor-o-Novo
  • 25 de Abril - Teatro Diogo Bernardes/Ponte de Lima
  • 6 Maio – Cine Teatro de Castro Verde
  • 28 Junho – Convento de São Francisco/Coimbra 
  • 5, 6, 7 e 8 Julho – São Luiz Teatro Municipal/Lisboa (com Orquestra Metropolitana de Lisboa)
SÉRGIO GODINHO COM ORQUESTRA METROPOLITANA DE LISBOA NO SÃO LUIZ

TEMPORADA DE CONCERTOS ENTRE 5 E 8 DE JULHO


Sérgio Godinho está de regresso ao São Luiz Teatro Municipal. Um regresso motivado por um desafio lançado pela direcção artística do teatro – a realização de uma temporada de concertos na companhia da Orquestra Metropolitana de Lisboa. E, por incrível que pareça, uma estreia, a “debutância” em palco com uma formação musical com estas características, com esta riqueza. E se o percurso do “escritor de canções” tem sido marcado ao longo dos anos por inúmeras apresentações na sala lisboeta, como a primeira em Maio de 1974 numa sessão de canto livre ou quando, nos 40 anos do 25 de Abril, “ocupou” o teatro com o espectáculo “Liberdade”, este convite reveste-se de características especiais e possibilitará uma nova abordagem à sua obra, dando (mais) uma nova vida às canções que nos têm acompanhado nas últimas décadas.
E que melhor momento para o fazer do que este que se segue à edição de “Nação Valente”, o seu 18º trabalho de estúdio? Um álbum que nos traz de volta ao conforto e à inquietação que Sérgio Godinho nos tem proporcionado ao longo da sua carreira. Afinal, olhar para a obra de Sérgio Godinho é também descobrir uma parte significativa da nossa vivência, do nosso quotidiano, do amor, das lutas, das perdas e das alegrias. Uma nação, necessariamente valente, feita de vida.
Para estas apresentações com a distinta Orquestra Metropolitana de Lisboa, Sérgio Godinho chamou alguns dos melhores que o têm acompanhado nos últimos anos. Para os arranjos de orquestra e ainda a participação especial ao piano, Filipe Raposo, pianista, compositor e arranjador com quem Sérgio realiza habitualmente concertos de voz e piano; o núcleo duro dos inconfundíveis “Assessores”, dirigidos pelo talentoso Nuno Rafael, companheiro de palco e de estúdio há quase duas décadas; e para a condução da Metropolitana, Cesário Costa, maestro experimentado na arte de encontrar ligações entre linguagens musicais diversas com elegância e tranquilidade.
Em palco, às canções que compõem o disco mais recente juntar-se-ão outras, menos recentes, das mais e menos conhecidas:
Os inevitáveis “O primeiro dia” ou “Com um brilhozinho nos olhos” reforçarão o seu carácter de clássicos com a grandiosidade que a OML lhes imprimirá;
“Grão da mesma mó” ou “Noite e dia”, serão alguns dos temas que representarão a contemporaneidade da sua obra, canções que, como se comprovou com “Nação Valente”, confirmam a frescura criativa de Sérgio Godinho;
Mas também momentos de intensidade dramática quando Sérgio, acompanhado pelo piano de Filipe Raposo, interpretar “Fotos do fogo” ou, num tributo duplo, evocar Luís de Camões e José Afonso com “Endechas a bárbara escrava”;
Ou ainda, experienciar a ironia de canções como “Bem-vindo Sr. Presidente” ou “Só neste país” cuja pompa será reforçada com a presença da OML.
Um retrato único e imperdível desta nação valente através de Sérgio Godinho e a Orquestra Metropolitana de Lisboa.

**********



“Nação Valente” traz-nos de volta ao conforto e inquietação que Sérgio Godinho nos tem proporcionado ao longo da sua carreira. Mas transporta-nos ainda para territórios poéticos e musicais de alguma forma inéditos na obra do cantautor e que ilustrarão, seguramente, os seus futuros “best of” - um conjunto de temas que pode muito bem representar aquele que tem sido o “nosso” quotidiano na presente década.

“Nação Valente” chega às lojas no próximo dia 26 mas já pode ser encomendado no iTunes. Os concertos de apresentação em Lisboa e Porto terão lugar dias 23 e 24 de Fevereiro no Capitólio e 3 e 4 de março na Casa da Música estando os bilhetes disponíveis a partir de hoje nas salas e locais habituais.

Sucessor do galardoado e muito aplaudido “Mútuo Consentimento”, “Nação Valente”, o 18.º álbum de estúdio, quebra os sete anos que Sérgio Godinho esteve sem gravar novas canções. Sete anos sem gravar, mas não de silêncio, nem sem editar. Em 2013, edita “Caríssimas Canções”; em 2014 “Liberdade”; e em 2015, com Jorge Palma, edita “Juntos Ao Vivo No Theatro Circo””, disco que recentemente recebeu o Galardão de Ouro. Entre a música, Sérgio Godinho apropria-se do sobrenome de contador de histórias e lança-se na edição, primeiro de um livro de contos, “Vida Dupla” (2014), depois o seu primeiro romance, “Coração Mais que Perfeito” (2017).

Este é, portanto, um regresso muito desejado. “Nação Valente” tem produção de Nuno Rafael, um dos seus habituais “assessores”, e conta com a partilha na composição das canções com alguns dos nomes que Sérgio Godinho mais respeita da música nacional. Falamos de nomes como David Fonseca, Filipe Raposo, Hélder Gonçalves, Pedro da Silva Martins ou um velho companheiro, José Mário Branco. Márcia é outro dos nomes que aparece aqui, por ter o único tema no disco para o qual Sérgio Godinho faz uma versão. “Nação Valente” tem a ainda a colaboração do “multidisciplinar” Filipe Melo que soma à sua participação enquanto músico, os (memoráveis) arranjos para cordas e sopros.

Para a divulgação das novas canções, Sérgio Godinho convidou o jovem realizador Afonso Mota para a concepção de 10 vídeos que serão publicados periodicamente até à data da chegada às lojas de “Nação Valente”. O primeiro tema a ser revelado é “Tipo Contrafacção”:



ALINHAMENTO:

01 – GRÃO DA MESMA MÓ (Letra: Sérgio Godinho; Música: David Fonseca)
02 – ARTESANATO (Letra: Sérgio Godinho; Música: Hélder Gonçalves)
03 – BARALHO DE CARTAS (Letra e música: Sérgio Godinho)
04 – NAÇÃO VALENTE (Letra: Sérgio Godinho; Música: Hélder Gonçalves)
05 – MARIANA PAIS, 21 ANOS (Letra: Sérgio Godinho; Música: José Mário Branco)
06 – TIPO CONTRAFACÇÃO (Letra: Sérgio Godinho; Música: Nuno Rafael)
07– NOITES DE MACAU (Letra e música: Sérgio Godinho)
08 – DELICADO (Letra e música: Márcia; Arranjo: Nuno Rafael)
09 – NOITE E DIA (Letra: Sérgio Godinho; Música: Filipe Raposo)
10 - ATÉ JÁ, ATÉ JÁ (Letra: Sérgio Godinho; Música: Pedro da Silva Martins)