Ouvir
Manhã - Antena 1 (2ª Parte)
Em Direto
Manhã - Antena 1 (2ª Parte)

Discos

Waldemar Bastos ao vivo

Novo álbum em breve!

|

Waldemar Bastos ao vivo

O regresso da lenda da World Music

Waldemar Bastos é um dos mais aclamados ícones da World Music, sendo apelidado pela imprensa
internacional como um visionário. Os seus temas fazem um apelo à fraternidade universal e Waldemar considera a sua música um reflexo da própria vida e das suas experiências.
Ao longo de mais de 40 anos de música, muitos são os sucessos que marcam a sua carreira. Trabalhou com nomes como David Byrne (líder dos Talking Heads e da editora discográfica Luaka Bop), Arto Lindsay, Ryuichi Sakamoto, Chico Buarque, Dulce Pontes, Keiko Matsui e Derek Nakamoto; partilhou palcos com Brian Eno, David Sylvian, Jacques Morelenbaum e gravou com a Orquestra Gulbenkian, a London Symphony Orchestra e com elementos da orquestra sinfónica do Rio de Janeiro, sob a orientação do Maestro Dori Caymmi.
Waldemar marca o mundo por onde passa e as pessoas com quem se cruza. Os reconhecimentos internacionais ao seu trabalho são inúmeros: desde a abertura do Festival da UNESCO Don´t Forget Africa, passando por um concerto exclusivo para o falecido príncipe Rainier, do Principado do Mónaco, e pela presença nas comemorações dos 25 anos da queda do Muro de Berlim – a convite da Chanceler Angela Merkel, foi também convidado a cantar no Panteão Nacional, na transladação do corpo de Amália Rodrigues, tendo sido o único não fadista a quem coube a honra de cantar na cerimónia.
A sua música é também ela distinguida mundialmente, o que faz com que Waldemar Bastos seja um dos mais consagrados artistas lusófonos. Com uma sonoridade única e humanista, que ele próprio define como "afro-luso-atlântica", toca o mundo com a sua música e com a sua intensidade de sempre, enchendo plateias por onde passa.
2020 traz o seu novo single “Lisboa Menina Bonita”, que precede o lançamento do seu oitavo álbum. 
Desta forma, seis anos depois do seu último disco “Classics of My Soul”, Waldemar regressa aos álbuns com um novo trabalho, que é composto por vários temas gravados ao vivo, com a Orquestra Gulbenkian, e duas faixas de estúdio – “Lisboa Menina Bonita” e “Carta do Contratado”

Com data marcada para o início do ano de 2020, Waldemar Bastos ultima os preparativos do seu novo álbum,
assim como, da digressão que marca as apresentações ao vivo do mesmo.