Ouvir
Grandes Adeptos
Em Direto
Grandes Adeptos Com Tiago Alves, Miguel Guedes, Jaime Mourão-Ferreira e Telmo Correia

masterclass

António Trindade (Trindas)

|

António Trindade (Trindas)

PERFIL

Nome: António Trindade (Trindas)
Letras: Equilibrio / Estou à Espera / Sente




LETRAS

Equilibrio

Antes de qualquer hora,
Qualquer lua
Antes de dizer o que senti por ti
Antes de qualquer simbologia
Que não para de gritar por mim
Sou eu, qualquer lua, qualquer hora
Em toda a energia
Só para te ter em,
Equilíbrio

Por vezes, há uma que oculta e aquece
Que se depara numa forma hábil que a moda obedece
Sentimos, desembrulhamos o mundo
Que nele aparece
E é o encontro com um novo ser
Que reside em todas as coisas
E não se confunde com nada

Seja num lugar público
Ou num espaço vazio
No crepúsculo, ou na aurora
No branco ou no preto
Norte ou sul,
De noite ou de dia
Num lugar ao pé do mar
Ou qualquer lugar em,
Equilíbrio

(instrumental)

Sou eu, qualquer lua, qualquer hora
Em toda a energia
Só para te ter em,
Equilíbrio


Estou à Espera

Estou à espera de um romance
Que me leve
Que me cure
Desta mágoa, desta dor, de um vazio hoje sem vida
Um novo aroma vem
Vadio
Rasgando o cinza
Abrindo um caminho
Espelhando em água
Aguarelas de paixão

Estou à espera…

Estou à espera de um romance
Que me pasme
Que me cure
Dessa mágoa, dessa dor, do vazio hoje sem vida
Um novo aroma vem
Vadio
Rasgando o cinza
Abrindo um caminho
Espelhando em água
Aguarelas de paixão
E seguir sorrindo
Flor, rocha e pão
Sorrindo…

Estou à espera…

Em todos os sinais
Em todas as paixões
Em todos os finais
Em todas as canções
Nos pontos finais
Em todos os romances

Estou à espera.
Estou à espera
Estou à espera


Sente

Abre os olhos
Ouve o som e sente
A energia da natureza em silêncio
e,…logo mais, vamos ter a lua
Com a tua presença

Abre os olhos
Vê a luz e crê
Somos todos mais que presentes
São os meus braços, os teus abraços
os teus encantos
É só para sentires
Talvez te faça arrepiar,

Ao ouvir
Os teus passos a caminhar
Ou sentir
A tua pele arrepiar

Segue para jusante com ternura
Como uma brisa suave tonta
Vai pelos teus dedos, liberta os medos, segue os teus credos
É só para sentires
Talvez te faça arrepiar,

Ao ouvir
Os teus passos a caminhar
Ou sentir
A tua pele arrepiar

Mas promete que vais
O universo aplaude
Seja som ou luz
Seja crente

Quero ouvir, quero ouvir
Os teus passos a caminhar.