Ouvir
Tarde - Antena 1
Em Direto
Tarde - Antena 1 José Carlos Trindade

Os Dias da Rádio

Jorge Amado, 110 anos depois

A 10 de agosto de 1912, nascia um dos maiores romancistas da língua portuguesa.

|

Jorge Amado, 110 anos depois

"O escritor que levou o nome do Brasil a todos os cantos do mundo": foi assim que Jorge Amado foi descrito pelo colega Antônio Olinto, no prefácio de O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá (40.ª edição, 2002, Bertrand Brasil). Um embaixador honorário por via da pena, algo possível graças a livros como Capitães da areia (1937), O País do Carnaval (a sua estreia editorial, em 1931) ou Dona Flor e Seus Dois Maridos (1966).

Na obra do escritor baiano, traduzida em 49 línguas, a denúncia explícita da desigualdade vive paredes-meias com uma crónica de costumes mais ligeira, embebida no regionalismo literário, mais sensual e telúrico. São exemplos dessa corrente os seus romances "Gabriela, cravo e canela" (1958) ou "Tieta do Agreste" (1977), adaptados em telenovelas da Rede Globo.

Titular do Prémio Camões e de uma cátedra na Academia Brasileira de Letras, Amado acumulou, em vida, um sem-número de honras. Em Portugal, é duplamente Grande Oficial, na Ordem de Santiago da Espada e Ordem do Infante Dom Henrique.

Ao 110.º aniversário de Jorge Amado, a Antena 1 revisita alguns programas centrados na vida e obra deste escritor incontornável.


  • A Páginas Tantas: "20 anos depois da morte de Jorge Amado" (Antena 1, 21 de julho de 2021)
  • À Volta dos Livros: conversa com Joselia Aguiar, autora de "Jorge Amado - uma biografia" no FOLIO - Festival Literário Internacional de Óbidos (Antena 1, 30 de outubro de 2019)


  • Câmara Clara: conversa com o investigador literário Arnaldo Saraiva e o escritor Antônio Torres acerca da receção da obra de Amado em Portugal (RTP 2, 25 de novembro de 2012)
  • Acontece: reação de Jorge Amado ao Prémio Camões (RTP 2, 23 de março de 1995)