Ouvir
Boulevard
Em Direto
Boulevard André Pinto

Concertos

Beatrice Rana | 30 Julho | 21h00

Grande Auditório

|

Beatrice Rana | 30 Julho | 21h00 Beatrice Rana | 30 Julho | 21h00

© Jorge Carmona / Antena 2


30 Julho | 21h00

Grande Auditório
Realização e Apresentação: Reinaldo Francisco 
Produção: Pedro Ramos

Gravação pela Radiotelevisão Italiana 
a 20 de Novembro de 2019 


Beatrice Rana, piano


Programa

Frederic Chopin - 12 Estudos, Op. 25 

Isaac Albéniz - 3º caderno de Iberia”

Igor Stravinsky - 3 andamentos de Petrouchka


Um programa verdadeiramente desafiante. Para além dos estudos de Chopin, um marco do repertório pianístico que representa a reinvenção desta forma levada a cabo pelo compositor polaco, o recital apresenta a personagem Petruchka, do incontornável bailado de Stravinski, o Polichinelo de teatro de marionetas russo numa obra verdadeiramente endiabrada. 
Uma noite preenchida por obras geniais que ficaram na história.

Mais sobre este recital, aqui.







No início de uma carreira que se prevê fulgurante, Beatrice Rana tem vindo a afirmar a sua presença em palco com a sua profunda musicalidade e uma grande maturidade artística. 
Nascida no Sul de Itália, no seio de uma família de músicos, começou a tocar piano aos quatro anos de idade. Estudou no Conservatório Nino Rota, na comuna de Monopoli, em Bari, tendo-se diplomado precocemente aos 16 anos. Estudou posteriormente na Hochschule Hannover com Arie Vardi. Prossegue o seu aperfeiçoamento com Benedetto Lupo na Academia Nacional de Santa Cecília, em Roma. 
Em 2013 recebeu um 2º Prémio e o Prémio do Público no Concurso Van Cliburn (Fort Worth, Texas). Dois anos antes tinha vencido o Concurso Internacional de Montreal. Desde então, Beatrice Rana tem vindo a apresentar-se nas principais salas de concertos e festivais, nomeadamente em colaboração com maestros como Gianandrea Noseda, Zubin Mehta, Fabio Luisi, Yannick Nézet-Seguin, ou Riccardo Chailly, e orquestras como a Filarmónica de Londres, a Orquestra do Teatro alla Scala, a Sinfónica NHK de Tóquio, a Filarmónica de Los Angeles ou a Orquestra de Filadélfia.
Já apresentou recitais no Grande Auditório Gulbenkian, na Casa da Música no Porto, no Concertgebouw de Amesterdão, em São Petersburgo, Helsínquia, Seul, Seattle e Dallas.
Em 2015, a Warner Classics lançou o primeiro álbum de Beatrice Rana – com a Orchestra dell’Accademia Nazionale di Santa Cecilia e o maestro Antonio Pappano – preenchido com as interpretações do 2º Concerto para Piano de Prokofiev e do 1º Concerto para Piano de Tchaikovsky. Este disco valeu à pianista a distinção “Revelação do Ano” nos BBC Music Awards 2016. 
Já em 2017, foi lançado um novo CD dedicado às Variações Goldberg de J. S. Bach, obra que a pianista tem vindo a apresentar no Wigmore Hall, no Théâtre des Champs-Élysées, no Herbst Theater de San Francisco, no Konzerthaus Berlin, no Toppan Hall de Tóquio e no Festival de Páscoa de Aix-en-Provence, entre outros palcos.