Ouvir
Memória
Em Direto
Memória Alexandra Louro de Almeida

Concertos

Biliana Voutchkova, Ernesto Rodrigues e Rodrigo Pinheiro | 20 Junho 21h00

O'culto da Ajuda | Lisboa

|

Biliana Voutchkova, Ernesto Rodrigues e Rodrigo Pinheiro | 20 Junho 21h00 Biliana Voutchkova, Ernesto Rodrigues e Rodrigo Pinheiro | 20 Junho 21h00
 
20 Junho 21h00
Lisboa    


Biliana Voutchkova | Ernesto Rodrigues | Rodrigo Pinheiro


Improvisação livre


Biliana Voutchkova, violino
Ernesto Rodrigues, viola
Rodrigo Pinheiro, piano


Transmissão em direto
Realização e Apresentação: João Almeida
Produção: Cristina do Carmo


Biografias


Biliana Voutchkova nasceu em 1972, em Plovdiv, Bulgária. De uma família de músicos, Biliana Voutchkova começa a tocar violino aos quatro anos de idade, fazendo a sua estreia com uma orquestra aos nove anos, e grava seu primeiro álbum aos 16 anos. Estuda violino clássico, e durante a Faculdade, começa a envolver-se com a cena musical contemporânea e improvisação, em Nova York.  Teve como professores Peter Arnaoudov, Abram Stern e Felix Galimir. Estudou na University of Southern California, onde esteve com uma bolsa especial para o estudo em violino, e na New School for Social Research/Mannes College of Music em New York, onde se diplomou. Foi galardoada em diversos concursos internacionais: Kozian International Music Competition, no CRS National Competition for Performing Artists, e no Music and the Earth International Contemporary Music Competition.
É uma violinista de música clássica contemporânea, improvisação e projetos interdisciplinares experimentais, nomeadamente aliando música e dança. Atualmente vive em Berlim.



Ernesto Rodrigues nasceu em Lisboa, em 1959. Inicia os seus estudos musicais aos sete anos de idade, sob a orientação de Wenceslau Pinto. Em 1973, frequentou a Academia de Amadores de Música e, pouco depois, o Conservatório Nacional, onde estuda Violino e Composição. Estudou com Emmanuel Nunes, Paulo Brandão e Eurico Carrapatoso. Participou em diversos cursos e workshops com Jorge Peixinho e Constança Capdeville, entre outros. O seu principal interesse está relacionado com a música contemporânea (improvisada e/ou escrita), assim como em música gráfica e indeterminada (partituras cedidas pelos compositores Gerhard Stäbler e Phill Niblock). 
A relação com os seus instrumentos é basicamente direccionada para aspectos de ordem “sónica” e textural. A influência da música electrónica tem sido determinante para uma abordagem nova, no que ao violino/viola diz respeito, subvertendo os conceitos clássicos e académicos, recorrendo ao uso sistemático de “preparações” e micro-tonalidades. 
Colaboração musical em trabalhos dos artistas plásticos Carlos Mota e Rogério Silva. Música para Dança em trabalhos de Isabel Valverde, Ana Galan, Anna Pasztor, Valérie Métivier e Ana Moura. Música para Cinema onde destaca a sua colaboração com os realizadores Rui Simões e Edgar Feldman. No campo da Poesia distingue experiências com Lawrence Ferlinghetti e Manuel Cintra. Membro fundador dos grupos Metropolis, Fromage Digital e Lautari Consort. Activo como improvisador, destaca colaborações com Carlos Zíngaro, Margarida Garcia, Manuel Mota, Ulrich Krieger, Gabriel Paiuk, Jean-Luc Guionnet, Toshihiro Koike, Taku Unami, Masafumi Ezaki, Masahiko Okura, Christine Sehnaoui, Wade Matthews, Ingar Zach, Michael Thieke, etc. Em 1999 funda a editora Creative Sources Recordings, principalmente vocacionada para a música experimental e electroacústica. 



Rodrigo Pinheiro nasceu em 1973 na Covilhã, onde começou a aprender piano no Conservatório de Música da cidade quando tinha 5 anos, e depois no Conservatório de Lisboa até os 18 anos. Com uma abordagem intuitiva na improvisação e na exploração dos timbres do piano, usando técnicas clássicas e extensas, torna a sua música energética, polirrítmica e cheia de contrastes.
Tem atuado na cena de improvisação gratuita em projetos como RED trio, Clocks & Clouds, e a solo. Também tocou com músicos como Hernâni Faustino, Gabriel Ferrandini, Per Anders Nilsson, John Zorn, Nobuyasu Furuya, Nate Wooley, John Butcher, Lotte Anker, Joe McPhee, Keir Neuringer, Rodrigo Amado, Ernesto Rodrigues, José Oliveira, Nuno Torres, Ricardo Jacinto, Blaise Siwula, Nuno Rebelo, Jason Stein, Hiroshi Kobayashi, Cristin Wilboltz, Pedro Sousa, Albert Cirera, Gerard Lebik, Piotr Damasiewicz, João Camões, Miguel Mira, Luis Vicente, Marco Franco, entre outros. Tem tocado e gravado em Portugal, EUA, Holanda, Alemanha, Áustria, Polônia, Rússia, Lituânia, Sérvia, Romênia e Noruega.