Ouvir
Império dos Sentidos
Em Direto
Império dos Sentidos Paulo Alves Guerra / Produção: Ana Paula Ferreira

Concertos

CMAG | 09 MAIO 2013

Concerto Antena 2

|



Casa Museu Anastácio Gonçalves

Dia 9 de maio às 19h00

José Carlos Araújo
Recital de cravo

Programa
Johann Sebastian Bach Suites inglesas (ca.1718)


José Carlos Araújo estudou cravo, órgão e música antiga no Conservatório Nacional, com Cândida Matos e Rui Paiva, na Escola Superior de Música de Lisboa e em numerosos seminários da especialidade com Cremilde Rosado Fernandes, Ana Mafalda Castro, Gustav Leonhardt, Jacques Ogg, Rinaldo Alessandrini, Roël Dieltiens, Wilbert Hazelzet, José Luis Uriol, Miklós Spányi, Ketil Haugsand e Hermann Stinders. Como bolseiro da Fundação Rotária Portuguesa participou no IV Festival Cultural Europeu de Rouen. Foram-lhe atribuídos o Primeiro Prémio e Prémio Especial do Público no Concurso de Cravo Carlos Seixas (2004) pela Escola Superior de Música de Lisboa e Sociedade Histórica da Independência de Portugal. Em 2006 apresentou a estreia moderna do concerto para cravo de José Palomino e a Suíte Concertante para Cravo e Orquestra de Câmara de Armando José Fernandes (1967). No domínio da música de câmara, apresentou-se ao lado de Elvira Ferreira, Mariana Nina, Leonor Amaral, Mercè Obiol, Irene Lima, Ulrich Cordes, José Manuel Araújo e Rui Paiva, e sob a direcção dos maestros Armando Vidal, João Paulo Santos, Rui Pinheiro, Alberto Lysy e Massimo Mazza. Foi responsável, em 2007, por um ciclo de recitais que, em parceria com a Academia Militar, RDP (Antena 2) e Agenda Cultural de Lisboa, propuseram a redescoberta e reintegração do órgão histórico da Capela da Bemposta (1793) no circuito organístico de Lisboa. Apresentou na Temporada de Cravo de Óbidos concertos regulares desde 2006, dedicados à música antiga ibérica, a Domenico Scarlatti ou às Variações Goldberg, bem como, com a colaboração de Jorge Rodrigues, um recital dedicado a Haendel e um programa sobre O Cravo Bem Temperado de J.S. Bach. Na Academia das Ciências de Lisboa inaugurou o restauro de dois pianos de mesa do início do séc. XIX que integram a colecção instrumental do Conservatório Nacional. Em 2009 colaborou com o Teatro da Cornucópia na produção de A Tempestade de William Shakespeare sob a direcção de Luís Miguel Cintra. Em conjunto com Carlos Avillez, preparou a apresentação pública de Dido and Aeneas de Henry Purcell no Teatro Nacional de S. Carlos pelo Atelier de Ópera da EMCN, com a produção de textos de apoio e de uma conferência subordinada à herança vergiliana no libretto de Tate (Italiam non sponte sequor), atualmente em vias de publicação. Gravou para a RTP e RDP (Antena 2), SIC e ARtv – Canal Parlamento. Em 2008 a RTP 2 dedicou um documentário à sua atividade artística. Colaborou com a artista plástica Teresa Gonçalves Lobo, integrando as personalidades escolhidas para representar o século de 1910 a 2010 presentes na exposição e catálogo do seu projeto Cem Anos da República, de 2010/2011. Licenciado pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, onde estudou Filologia Clássica, prepara atualmente o mestrado em Literatura Latina. Como aluno com as mais elevadas classificações da Faculdade de Letras em 2007, foi distinguido com uma bolsa de estudo entregue pelo Reitor da Universidade. Investigador do Centro de Estudos Clássicos da Faculdade de Letras, na área da Antiguidade Clássica, foi bolseiro da Fundação para a Ciência e Tecnologia, colaborou com o projeto Lexikon para a elaboração de um dicionário de grego e tem-se dedicado à tradução de autores clássicos como Plínio e (em parceria) Valério Máximo, pela primeira vez em português. Colaborou em volumes recentes de Euphrosyne – Revista de Filologia Clássica. Inaugurou em 2012 o projeto discográfico melographia portugueza, desenvolvido pelo mpmp – movimento patrimonial pela música portuguesa, com os primeiros dois CD da gravação integral da obra para tecla de Carlos Seixas. Este projeto, utilizando instrumentos históricos como o cravo Antunes e o órgão do Mosteiro de São Bento da Vitória, no Porto, e realizado pela primeira vez, inclui ainda a apresentação pública de todas as sonatas do compositor.