Ouvir
Jazz a 2
Em Direto
Jazz a 2 João Moreira dos Santos / Maria Alexandra Corvela / Luís Caetano / Produção: Cristina do Carmo

Concertos

Concerto de Câmara | OSP 25 | 21 Março

Teatro Nacional de São Carlos

|

Concerto de Câmara | OSP 25 | 21 Março Concerto de Câmara | OSP 25 | 21 Março

21 Março | 18h30

Foyer
Entrada Livre

Concerto de Câmara | Série OSP 25


Paula Carneiro, violino e curadoria
Luís Auñon Perez, oboé
Ricardo Ramos, fagote
Pedro Meireles, violino
Carolina Matos, violoncelo


Programa

Alexandre Ouzounoff
 (1955) - Quarteto para fagote e trio de cordas

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) - Quarteto para oboé e trio de cordas em Fá maior, K. 370
I. Allegro
II. Adagio
III. Rondo. Allegro

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) - Sonata para fagote e violoncelo em Si bemol maior, K. 292/196C
I. Allegro
II. Andante
III. Rondo: Allegro

Alexandre Ouzounoff (1955) - Il pleut sur les jardins d’Eole



A curadoria da série de concertos de câmara OSP25 fica a cargo de músicos da Orquestra Sinfónica Portuguesa que, este ano, completa 25 anos de uma atividade repleta de merecidíssimos sucessos junto de um vasto público, granjeando igualmente o aplauso crítico nacional e internacional.
Os concertos no Foyer de São Carlos são de entrada livre e têm o objetivo de tornar-se uma plataforma regular para conjuntos e músicos que desejem usufruir da atmosfera única deste Teatro, bem como da sua localização tão central.



Concerto gravado para posterior transmissão
Produção: Anabela Luís



Alexandre Ouzounoff | Compositor francês, estudou fagote com Maurice Allard, e venceu o 1º Prémio em História da Música no Conservatório Nacional Superior de Paris. Em 1978 é Laureado no Concurso Internacional de Música de Câmara de Martigny (Suíça). A partir de 1980 tornou-se um dos grandes vanguardistas internacionais de fagote, colaborando estreitamente com alguns compositores. Em 1987, após ter sido convidado por Lionel Hampton a apresentar-se no Idaho Jazz Festival, decidiu dedicar-se exclusivamente à sua carreira de compositor. Em 1998, recebeu o 1º Prémio do Concurso de Santiago de Compostela e, em 2015, recebeu o 2º Prémio do Concurso de Composição Col Legno nos EUA. 
É atualmente professor de fagote no Conservatório de Versalhes. Já compôs mais de 50 peças e os seus trabalhos são executados internacionalmente em países como EUA, Polónia, Finlândia, Alemanha, Áustria e Japão, entre outros.


    

Paula Carneiro | Natural do Porto, iniciou os seus estudos aos 7 anos. Participou no estágio APROARTE em 2004 como concertino. Em 2009 e 2010 participou no estágio ibero-americano e bicentenário como assistente de concertino, em ambas, com o Maestro Gustavo Dudamel. Nas edições de 2006 e 2008 ganhou o 2º prémio no Concurso Prémio Jovens Músicos. 
Atualmente faz parte do prestigiado Ensemble Darcos. Na temporada 2015/2016 foi convidada para assumir o lugar de 2º concertino assistente da Orquestra Gulbenkian. Atualmente é chefe de naipe dos 2os violinos da Orquestra Sinfónica Portuguesa – TNSC.


    

Luis Auñon Perez | Estuda Oboé no Conservatório Superior de Música «Joaquín Rodrigo» de Valência (Espanha), a sua cidade natal, onde obteve o Prémio Extraordinario Final de Carreira.
Posteriormente, recebe aulas magistrais de oboistas como J. Gayot, M. Bourgue, S. Schilli ou D. Wollenweber. Durante o seu percurso como estudante integrou a Orquestra de Jovens de Valência, a Orquestra Nacional da Juventude de Espanha e a Orquestra Mundial da Juventude.
Em 2015, ganha o Concurso Nacional de oboé de Espanha. No ano 2013 ocupou o lugar de solista B na Orquestra Metropolitana de Lisboa, e, desde 2016, é solista A da Orquestra Sinfónica Portuguesa.



Ricardo Ramos | Iniciou a sua formação musical na Escola Profissional Artística do Vale do Ave – Artave -, em 1997, prosseguindo-a mais tarde (2003) na Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo do Porto, na classe de Hugues Kesteman. Estudou na Musikhochschule Lübeck (2007 – 2011), na Alemanha, com Pierre Martens. 
Foi laureado pela Solti Foundation no Concurso do Estoril (2011), no Prémio Jovens Músicos da RDP (fagote – nível superior, em 2003 e 2008), no Concurso Helena Sá e Costa (2005), no Poussehl Wettbewerb (2008) e no Concurso do Rotary Club do Porto (2007). 
Desde 2009, é chefe de naipe de fagote na Orquestra Gulbenkian e, desde 2015, professor de fagote na Escola Superior de Música de Lisboa.




Pedro Meireles | Concertino principal da OSP, diretor conjunto dos Solistas de Lisboa e 1º violino do Quarteto Camões. Estudou no Conservatório de Música do Porto e mais tarde na Royal Academy of Music, em Londres, onde concluiu a licenciatura e o mestrado em violino e viola de arco, com honras e prémios, tendo em 2016 sido nomeado Membro Associado (ARAM). Desde os nove anos de idade foi galardoado em mais de 50 concursos nacionais e internacionais tendo vencido por três vezes, o Prémio Jovens Músicos da RTP, nas modalidades de violino e viola. 
Como concertista e como músico de câmara, realizou concertos em algumas das mais conceituadas salas da Europa, tendo estreado inúmeras obras de compositores contemporâneos (muitas dessas obras gravadas em CD). É frequentemente convidado para orientar master classes de violino e viola, bem como para integrar o júri dos principais concursos e prémios de Música em Portugal.


    

Carolina Matos | Violoncelista natural de Viana do Castelo, é chefe de naipe auxiliar da Orquestra Sinfónica Portuguesa. Estudou com Pétia Samardjieva, Paulo Gaio Lima, Xavier Gagnepain e Daniel Grosgurin. Concluiu o mestrado na Haute École de Musique de Genève e foi bolseira da Fondation Hans Wildorf. Laureada em concursos nacionais e internacionais realizou vários concertos em França, Bélgica, Suíça, Japão entre outros.



Fotos Jorge Carmona / Antena 2 RTP
(exceto a de Ricardo Ramos)