Ouvir
Notas Finais
Em Direto
Notas Finais João Pedro

Concertos

Concerto de Câmara | OSP 25 | 30 Setembro, 1 e 2 Outubro | 19h00

Concerto Aberto

|

Concerto de Câmara | OSP 25 | 30 Setembro, 1 e 2 Outubro | 19h00 Concerto de Câmara | OSP 25 | 30 Setembro, 1 e 2 Outubro | 19h00

© Jorge Carmona / Antena 2


30 Setembro, 1 e 2 Outubro | 19h00


Realização e Apresentação: Andrea Lupi
Produção: Anabela Luís

Gravação pela Antena 2 /RTP
a 16 de Maio de 2019


Concerto de Câmara | Série OSP 25


Adriano Aguiar, Curadoria/Contrabaixo
Eliot Lawson, Violino
António Figueiredo, Violino
Beatriz Acosta, Violeta
Irene Lima, Violoncelo


Programa


Gioachino Rossini (1792–1868)
- Une Larme pour Basse para contrabaixo e quarteto de cordas
- Duo para violoncelo e contrabaixo
- 6ª Sonata para dois violinos, violoncelo e contrabaixo


Luigi Boccherini (1743–1805)
- Quinteto para dois violinos, violeta, violoncelo e contrabaixo, Op. 39, G337



A curadoria da série de concertos de câmara OSP25 fica a cargo de músicos da Orquestra Sinfónica Portuguesa que, este ano, completa 25 anos de uma atividade repleta de merecidíssimos sucessos junto de um vasto público, granjeando igualmente o aplauso crítico nacional e internacional.
Os concertos no Foyer de São Carlos são de entrada livre e têm o objetivo de tornar-se uma plataforma regular para conjuntos e músicos que desejem usufruir da atmosfera única deste Teatro, bem como da sua localização tão central.




Adriano Aguiar | Curadoria/Contrabaixo | Com uma carreira centrada na atividade orquestral, integrou as Orquestras Sinfónicas da RDP/Porto (1978-1985), do Teatro Nacional de São Carlos (1985-1992) e desde 1996 é Coordenador de Naipe Adjunto na Orquestra Sinfónica Portuguesa.Estudou contrabaixo com Augusto Fortuna, Alejandro Erlich-Oliva e Iouri Axenov. É licenciado em contrabaixo pela ESML e doutor em Música e Musicologia pela Universidade de Évora.
Salienta-se o seu interesse pela Música de Câmara. Neste contexto fez parte de diversos ensembles (Oficina Musical, Quarteto de Contrabaixos de Lisboa, Contr'Orquestra), destacando-se o Duo Contracello (com Miguel Rocha) e o Avondano Ensemble. Como solista destacam-se as suas atuações com a Orquestra D. Fernando II, a Orquestra Sinfónica Portuguesa (Passione Amorosa de Bottesini, com Pedro Wallenstein), a Orquestra da Escola Profissional de Música de Espinho (Concerto de Goleminov), o Quarteto Lopes-Graça (repertório português do séc. XIX). Com o pianista João Paulo Santos apresentou a Sonata de Hindemith e um recital nos Dias da Música no CCB, em Abril de 2013, intitulado "Bottesini em Lisboa".
Formou vários alunos na Escola Profissional de Música de Espinho e na Academia Nacional Superior de Orquestra. Desde 2012 é professor de contrabaixo na Escola Superior de Artes Aplicadas (ESART), tendo tido ao longo do seu percurso uma atividade regular enquanto professor em Masterclasse.




Eliot Lawson | Violino | De nacionalidade belga e luso-americana, nasceu em 1978 em Bruxelas. Iniciou os seus estudos de violino em 1985 na Academia de Música em Antuérpia com o D. Mijajev. Em 1989 foi selecionado por Sir Yehudi Menuhin para estudar na sua escola em Londres, mas ele prosseguiu os seus estudos musicais na Bélgica com L. Souroujon. Ao mesmo tempo estudou em 1994-1995 com H. Krebbers. A seguir foi aluno de L. Oistrakh no conservatório de Bruxelas onde acabou os seus estudos em Junho de '98 com grande distinção. Estudou também no Conservatório de Roterdão com I. Grubert e J.J. Kantorow (a mais alta distinção Bacharel e Master) e na Scuola di musica di Fiesole, em Italia, no curso "Experimental violintraining course for young concert performers" (P. Vernikov) e "Preparation for international Violin competitions".Em Maio de 2005, obteve na Indiana University em Bloomington, Indiana (EUA) o Artist Diploma (Diploma mais alto nos Estados Unidos da América para músicos) . Aperfeiçoou-se junto da pedagoga russa Nelli Shkolnikova. Escolhido com mais um colega violinista entre os 250 outros violinistas da escola, teve a oportunidade de tocar para Lorin Maazel cuja reacção foi "you are a marvelous violinist and a very fine artist". Durante os seus estudos obteve várias bolsas e participou em vários concursos. 
Eliot deu vários concertos no país e no estrangeiro (França, Espanha, Portugal, Alemanha, Países-Baixos, Bulgária, Rómenia, Andorra, Suiça, Itália e Estados Unidos de América) e participou em vários festivais e tocou em salas conhecidas. Como solista tocou entre outras com o Lisbon Metropolitan Orquestra, Orquestra Sinfónica de Sófia, Orquestra de Câmara da Valónia, Orquestra Juvenil de Covilhã, Orquestra Sinfónica de Porto, Euregio Orquestra, Orquestra Sinfónica Flamenga, Orquestra Nacional da Bélgica, etc.Como músico de Câmara, o Eliot é membro do Hermes Ensemble e OneOff. Tem um duo permanente com David Cohen (solo cello da Orquestra Philharmonica em Londres) e a sua irmã pianista, Jill. É violinista do Jongen ensemble. Eliot é convidado regularmente como professor nas Masterclasses na Bélgica, no Luxemburgo, em França e nos Estados Unidos da América.



António Figueiredo Violino | Obteve o Diploma de Pós Graduação da Royal Academy of Music em 1996 na classe de Eric Gruenberg. Membro da Orquestra Sinfónica Portuguesa do Teatro Nacional de São Carlos desde 1997. Participou vários anos na Orquestra de Jovens da Comunidade Europeia trabalhando com vários Maestros de renome como Carlo Maria Giulini, Mstislav Rostropovitch, Bernard Haitink, Vladimir Ashkenazy, entre outros.É laureado no Prémio Jovens músicos na edição 1989, 1º prémio na categoria de violino.
É o concertino principal da Orquestra Sinfonietta de Lisboa. É ainda um dos membros fundadores do Quarteto Vianna da Motta. Desde 2015 que tem sido convidado para integrar a Orquestra Internacional de Itália.
  


Beatriz Acosta | Violeta Nasceu em 1997 e tem dupla nacionalidade - portuguesa e espanhola. Após concluir o Ensino Artístico Especializado em Música como violinista, licenciou-se em Música/Viola de Arco na ESML, onde frequenta o 1º ano do Mestrado em Música, na mesma variante (classe de Pedro Saglimbeni Muñoz). Desde muito jovem participou em workshops e estágios promovidos a nível nacional e internacional por entidades como a Fundação Calouste Gulbenkian (EGO), a Orchestra della Magna Grecia (projeto «Top 10 Young Musicians from Europe») e a Orchestre des Jeunes de la Méditerranée. Atualmente, é reforço a tempo integral na Orquestra Sinfónica Portuguesa    



Irene Lima | Violoncelo | Nasceu em Lisboa em 1957. Aluna de Adriana de Vecchi e Fernando Costa na Fundação Musical dos Amigos das Crianças, estudou igualmente com Andre Navarra e Philippe Muller em Paris. Primeiro Violoncelo Solo da OSP, Irene Lima foi também 1º Violoncelo Solo na Opéra de Wallonie, na Bélgica. Professora de Música de Câmara na ESML, foi membro fundador do Quarteto Vianna da Motta e dos Solistas de Lisboa. A Ópera e a Música de Câmara são o seu repertório de eleição.    



Fotos Jorge Carmona / Antena 2