Ouvir
Ecos da Ribalta
Em Direto
Ecos da Ribalta João Pereira Bastos

Concertos

IFP | 16 novembro 2012

Concerto Antena 2

|

    AUDITÓRIO DO INSTITUTO FRANÇÊS DE PORTUGAL16 de novembro às 19h00

Programa


L.v. Beethoven Sonata Op.110
I. Moderato cantabile, molto espressivo
II. Allegro molto
III. Adágio ma non troppo
IV. Fuga, Allegro ma non troppo

F. Chopin Barcarola Op. 60

F. Schubert Sonata Arpeggione D 821 
I. Allegro moderato
II. Adagio
III. Allegretto

A. Ginastera Pampeana Nº 2 – Rapsodia p/ violoncelo e piano

Daniela Ignazzitto | piano

Nascida na cidade de Palermo, Itália, inicia os seus estudos musicais no Conservatório "V. Bellini" da sua cidade, onde se diploma em piano com classificação máxima cum laude e onde segue também o curso de composição. Depois de ter concluído o curso de piano, inicia o seu aperfeiçoamento musical frequentando cursos anuais (1997/98 em Osimo, Ancona e 2001/02 em Roma) e master classes organizados pela Associação Musical A.GI.MUS. de Foligno e no Conservatório de Música “B. Marcello” de Veneza com a pianista Lya De Barberiis. Em Setembro de 1999 é convidada, como professora de piano e acompanhadora no Conservatório Regional de Ponta Delgada, Açores, onde lecciona durante dois anos. Atualmente é professora de piano na Escola de Música do Conservatório Nacional e na Academia Amadores de Música de Lisboa. Em Portugal continua o seu aperfeiçoamento musical frequentando o curso de licenciatura em piano na Escola Superior de Música de Lisboa, com o Professor Jorge Moyano em piano e com a Professora Olga Prats em música de câmara concluindo a sua licenciatura com 19 valores. Ao longo do seu aperfeiçoamento tem frequentado variadas master classes orientadas por pianistas como Aldo Ciccolini, Sequeira Costa, Dimitri Baskirov, Avidis Kouyoumdjian. A sua atividade artística inclui recitais a solo e de música de câmara, realizados para algumas importantes instituições musicais tais como Teatro Massimo e Amici della Musica de Palermo, Associazione Musicale Dino Ciani de Milão, Societá dei Concerti de Roma, Associazione Musicale Etnea de Catania, DRAC de São Miguel, Açores, Centro Cultural de Belem de Lisboa, Festival do Convento dos capuchos de Almada, Teatro de Vila Real, Raízes Ibéricas de Oeiras, Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras. Dos instrumentistas com quem colaborou em Música de Câmara destacam-se músicos como Lya De Barberiis, Giovanni Sollima, Gabriela Canavilhas, Marcos Lázaro, Irene Lima, Viviana Caiolo, Nuno Silva, Catherine Strynckx, Luis Pacheco Cunha, João Paulo Santos. Desde 2001 tem realizado vários concertos a solo e de música de camara em direto para a RTP (Radio Televisão Portuguesa). Em 2005 apresenta-se a solo acompanhada pela orquestra sinfónica da Escola Superior de Música de Lisboa sob a direção do Mº Vasco Azevedo, interpretando o concerto nº 1 de J. Brahms, no Palácio Nacional da Ajuda e no Teatro Municipal São Luiz de Lisboa.

Catherine Strynckx | violoncelo

Nascida em França, efectuou os seus estudos em Paris, Praga e Basileia e na Y. Menuhin Academy. Obteve os 1º Prémios nos Concursos Internacionais de Caltanisseta e Trapani e é laureada do Concurso Internacional “Vittorio Gui “ de Florença. Foi violoncelo solo nas Orquestras durante 10 anos: na Camarata Lysy (1989-1992) e na "Orchestre des Pays de Savoie" (1993-2000). Também foi membro da Orquestra Nacional do Porto (2000-2002). É membro fundador do "Serenade String Trio" com o qual gravou dois discos e do grupo de música contemporânea Sirius. Tocou a solo e em grupos de câmara em muitos países, nos Estados Unidos, Alemanha, Suíça, República Checa, Eslováquia, Argentina, Tailândia, Sultanato de Oman, Malta, Quirguistão… Gravou para a rádio francesa ("France Musique"), checa, eslovaca, suíça e Antena 2. Gravou também discos com o Ensemble Avondano e com o Quarteto par o Fim do Tempo (centenário do nascimento) de Olivier Messiaen com o Daniel Rowland, Paulo Alvares e Carlos Alves. Com o violoncelo barroco trabalhou sobre a direção de R. Goebel, T. Koopmann, C. Coin e Fabio Biondi. Colabora regularmente com a Orquestra Utópica e é membro do Quarteto Lopes-Graça que recebeu o Prémio Autores 2010 para o seu disco “Música Portuguesa para um Quarteto”. É também a violoncelista do grupo Orangotango que recebeu o Prémio especial do Concurso Internacional “Terem Crossover” 2012 em São Petersburgo, do Trio Babel e do Trio “a piacere”. Atualmente leciona na Escola Superior de Castelo Branco e na Escola de Música do Conservatório Nacional de Lisboa.