Ouvir
Caleidoscópio
Em Direto
Caleidoscópio TORNA VIAGEM

Concertos

ISEG | 07 novembro 2012

Doppio Ensemble

|


AUDITÓRIO CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS DO INSTITUTO SUPERIOR DE ECONOMIA E GESTÃODia 7 de novembro às 19h00

Programa


O. Messiaen (1908-1992)Tema e Variações p/ violino e piano

Astor Piazzolla (1921-1992) Café 1930 e Nightclub 1960
(da Histoire du Tango)

Fernando Lopes-Graça (1906-1994) Sonatina Nº 1 p/ violino e piano
I. Moderato
II. Andante
III. Scherzando
IV. Allegro ma non troppo

S. Prokofiev (1891-1953) Sonata p/ violino e piano em ré maior, 
Nº 2, Op.94 bis
I.Moderato
II. Scherzo:Presto
III. Andante
IV. Allegro con brio

Doppio Ensemble
Ana Queirós | piano
Evanda Gonçalves | violino



Ana Queirós | piano

Laureada em concursos nacionais e internacionais, Ana Queirós tem realizado recitais em Portugal (CCB, Festival Internacional de Música do Palácio da Bolsa, Festival de Música de Coimbra, Festival Musica Portuguesa HOJE, Festival de Guimarães, Clubbing/Casa da Música, Festival Internacional de Ópera e Música Clássica de Ponte de Lima, Museu Gulbenkian, entre outros), Brasil (Belém, Vitória, Brasília e São Paulo), Alemanha (Neckargemund Klavierwoche, Heidelberg Klavierwoche, Concertino Weinsberg), Espanha (Barcelona, Coruña, La Guardia), Itália (Festival Internazionale de Pianoforte Firenze), EUA (Nova Iorque) e Moçambique (Festival Internacional de Música de Maputo). Discípula de Fátima Travanca, Luis Pipa, J. Alexandre Reis e Pedro Burmester em Portugal, é Mestre em Piano Performance pela Manhattan School of Music de Nova Iorque, na classe de Solomon Mikowksy. Aperfeiçoou-se em Espanha e Alemanha com D. Bashkirov, V. Margulis, P. Badura- Skoda, V. Viardo, Pierre Réach, Laszlo Simon, Tania Achot e Charles Spencer (interpretação de Lied), entre outros. Estudou em Madrid com Galina Egyazarova. Tem actuado sob a direcção de maestros como A. Saiote, V. Pearce de Azevedo, J. Viceiro, K. Waldron e E. Schelle. Foi bolseira da Fundação Calouste Gulbenkian, do Centro Nacional de Cultura e da Manhattan School of Music. Desenvolve intensa actividade artística, tanto a solo como em música de câmara, sendo fundadora do Doppio Ensemble e do TriArt. Gravou ao vivo para a RDP Antena 2, Porto Canal e Rádio Brasília. Tem estreado obras de compositores portugueses e franceses, nomeadamente Jean-François Lézé, Carlos Azevedo e Pedro Faria Gomes. É Assistente da Universidade do Minho e professora na Escola Profissional de Música de Viana do Castelo. Paralelamente à actividade de concertista, é autora de diversos artigos que integram programas de divulgação musical.

Evandra Gonçalves | Violino

Detentora de um vasto currículo., Evandra evidencia desde muito cedo uma maturidade musical invulgar. Vencedora de vários concursos de violino e música de câmara (Juventude Musical Portuguesa, Prémio Jovens Músicos, Prémio Maestro Silva Pereira, NU Concerto Competition – Chicago, USC Concerto Competition – Los Angeles) estudou em Portugal com Alberto Gaio Lima e Zofia Woycicka. Com apenas 17 anos, e com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian e do Ministério da Cultura, rumou aos EUA para se aperfeiçoar com Gerardo Ribeiro, na Northwestern University onde concluiu Master of Music e o Certificate in Violin Performance. Durante este período foi também assistente na Universidade do referido violinista e pedagogo. Posteriormente, Evandra foi aceite na University of Southern California, em Los Angeles, como aluna de Robert Lipsett, concluindo o Advanced Studies Degree. Ao longo da sua carreira, teve o privilégio de contactar com alguns dos maiores violinistas da atualidade, participando em masterclasses com Zakhar Bron, Almita Vamos, Isaac Stern e Augustin Leon Ara. Como membro da Orquestra de Jovens da União Europeia, trabalhou com L. Slatkin, M. Rostropovich, Sir Colin Davis, V. Ashkenazy, Martha Argerich, Emanuel Ax, Bernard Haitink, C. Maria Giulini, entre outros, apresentando-se nas principais salas de concertos da Europa e América do Sul. Com uma intensa actividade artística, Evandra foi solista com a Orquestra Sinfonieta, Orquestra Clássica do Porto, Orquestra Sinfónica Portuguesa, Orquestra Filarmonia das Beiras, Orquestra Nacional do Porto e NU Symphonie Orchestra. Membro fundador do Doppio Ensemble, da Camerata Senza Misura e do TriArt, gravou diversos CDs, entre os quais “Torga: Retratos e Paisagens” (Camerata Senza Misura), “António Vitorino de Almeida: Música de Câmara” (Numérica) e “Canções Lunares” (José Bernardo Silva, Edição de autor), entre outros. É, atualmente, membro da Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música e leciona na Escola Profissional de Música de Viana do Castelo.