Ouvir
Vibrato
Em Direto
Vibrato Pedro Rafael Costa

Concertos

Marisa Silva & David Silva | 31 Março | 19h00

Instituto Superior Economia e Gestão

|

Marisa Silva & David Silva | 31 Março | 19h00 Marisa Silva & David Silva | 31 Março | 19h00

© Jorge Carmona / Antena 2


Temporada Concertos Antena 2

31 Março | 19h00

Auditório do
Instituto Superior de Economia e Gestão      


Marisa Silva & David Silva

Marisa Silva, piano
David Silva, flauta





Programa

A Música no Feminino

Lili Boulanger (1893-1918) - Nocturne p/ flauta e piano (1911)

Clara Schumann (1819-1896) - Três Romances p/ violino e piano, versão p/ flauta e piano (1853)
Andante Molto
Allegretto
Leidenschaftlich schnell

Sofia Gubaidulina (1931) - Sonatina para flauta solo (1978)

Maria Theresia Von Paradis (1759-1824) - Sicilienne em mi bemol maior

Mel Bonis (1858-1937) - Sonata p/ flauta e piano, Op. 64 (1904)
Andantino con Moto
Scherzo (Vivace)
Adagio
Finale (Moderato)




Um recital de música de câmara dedicado a composições escritas para flauta e piano por algumas das compositoras mais significantes da história da música ocidental. Este repertório camerístico de uma grande intimidade e delicadeza, transporta-nos através das suas melodias bem características do romantismo do século XIX. Com uma ênfase particular na música francesa e alemã, este programa traz para o palco o tema bem atual da igualdade de género, em particular no que se refere à bravura que estas mulheres tiveram em desafiar a sociedade e os costumes em que viveram para perseguir os seus sonhos e objetivos profissionais.





Transmissão direta
Apresentação: Pedro Ramos
Produção: Anabela Luís, Zulmira van Holstein



Marisa Silva | Nasceu em Neuchâtel, na Suiça, em 1993. Laureada em diversos concursos nacionais, destacam-se os seguintes: 2º Prémio no Concurso de Piano “Mozart no Ribatejo”, 2º Prémio na segunda e terceira edições do Concurso de Piano de S. Teotónio, 2º Prémio no Concurso de Piano Lopes-Graça, 2º Prémio no Concurso de Piano Elisa de Sousa Pedroso e 2º Prémio no XI Concurso de Piano da Póvoa de Varzim. No contexto da música de câmara, foi premiada em várias edições do Prémio Jovens Músicos – RTP / Antena 2, destacando-se o 3º Prémio em 2008, o 2º Prémio em 2009 e o 2º Prémio em 2014. Foi selecionada para o curso Aurora Chamber Music (Suécia) em 2015 e em 2016, orientada pelo pianista Peter Donohoe (vencedor do concurso Tchaikovsky). 
Foi convidada em 2019 pelo Movimento Patrimonial pela Música Portuguesa para a realização de um recital no ciclo “Contemplações”, estreando uma peça do compositor Hugo Ribeiro (encomenda do MPMP). Apresentou-se como solista com a Orquestra Sinfónica da Escola Superior de Música de Lisboa em 2018, sob a orientação do maestro Vasco Pearce de Azevedo, interpretando o Concerto para piano de Schumann. Em 2016 foi uma das jovens pianistas convidadas para o “II Festival Internacional de Jovens Pianistas António Vitorino d’Almeida” e para o “Concerto de Jovens Pianistas Premiados” pelo EPTA Portugal (European Piano Teacher Association). No âmbito da música de câmara, realizou concertos no 39º Festival do Estoril, no Festival Dias do Desassossego 2016 e na 31ª Edição da Temporada da Música em São Roque. 
A convite da Orquestra Sem Fronteiras, esteve ainda presente no Simpósio Internacional de Arte Contemporânea Cidade da Guarda (SIAC), como intérprete e como formadora acerca da linguagem e técnicas da música contemporânea. Integrou o elenco de pianistas na peça “O Náufrago” do encenador Jonh Romão, apresentada no Centro de Artes de Ovar, no Teatro Gil Vicente e no Teatro Rivoli. 


Foi ainda cofundadora do José Saramago Ensemble Jovem, com o apoio da Fundação Saramago, da Escola Superior de Música de Lisboa, da Antena 2 e da Câmara Municipal de Lisboa. 
Ao longo do seu percurso, tem também vindo a estrear obras de compositores portugueses como Eurico Carrapatoso, Hugo Ribeiro e Sérgio Azevedo. Apresenta-se regularmente em recital, tendo atuado em salas como: Auditório Vianna da Motta, Palácio Foz, Museu da Música, Teatro S. Luiz, Club Setubalense, Convento dos Capuchos, Teatro Garcia Resende, Auditório da Fundação José Saramago, Auditório do Banco Santander e Convento S. Pedro de Alcântara. 
Realizou a sua Licenciatura em Piano na Escola Superior de Música de Lisboa, sob a orientação do pianista Miguel Henriques. Na mesma instituição, obteve o Mestrado em Ensino da Música na especialização de piano e música de câmara.




David Silva | Pertencente à nova geração de jovens músicos emergentes em Portugal, tem vindo a solidificar rapidamente a sua carreira enquanto flautista no panorama nacional. Desde recitais a solo, passando pela música de câmara ou enquanto músico orquestral, a sua carreira abrange um repertório que compreende mais de quatro séculos de música, começando no período barroco e chegando até aos dias de hoje. 
No campo orquestral, foi membro da Gustav Mahler Jugend Orchester entre 2018 e 2020, tendo trabalhado com vários maestros de relevo, tais como: Christian Thielemann, Herbert Blomstedt, Vladimir Jurowski ou Jonathan Nott. Destacam-se ainda outras colaborações frequentes com: Orquestra Gulbenkian, Orquestra Sinfónica Portuguesa, Staatskapelle Dresden, Orchestre de la Suisse Romande, Musikkollegium Winterthur Orchester, entre outras. 
Enquanto músico a solo e em música de câmara, David Silva é responsável pela criação e desenvolvimento de vários projetos que o levaram a apresentar-se em salas como: Centro de Arte Moderna - FCG, Museu do Oriente, Palácio Foz, Palácio da Fronteira, Biblioteca Nacional de Portugal, Palácio de Queluz, Palácio dos Aciprestes e Palácio Belmonte. 


Começou os seus estudos musicais aos seis anos na Academia de Música do Monte Abraão, tendo ingressado na Escola de Música do Conservatório Nacional aos doze, na classe de João Pereira Coutinho. Posteriormente foi aceite na Escola Superior de Música de Lisboa, onde concluiu a sua licenciatura com Nuno Ivo Cruz. Por dois anos consecutivos recebeu uma bolsa de mérito académico atribuída pelo Instituto Politécnico de Lisboa. Concluiu a sua educação académica em algumas das instituições de maior renome a nível europeu: Koninklijk Conservatorium Brussel (Mestrado em Música - Flauta Transversal) e Haute École de Musique de Genève (Mestrado em Interpretação Musical - variante concerto). Entre os seus principais orientadores, salientam-se os professores Carlos Bruneel e Michel Bellavance (Flauta), Jerica Pavli e Katlijn Sergeant (Piccolo) e Serge Saitta e Anna Besson (Traverso). Durante o seu percurso académico foi distinguido com vários prémios nacionais e internacionais, distinguindo-se mais recentemente o 3º prémio no Dutch International Flute Competition 2021. Os seus estudos foram apoiados pela Fundação Calouste Gulbenkian através de uma bolsa de mérito artístico.













Fotos Jorge Carmona / Antena 2