Ouvir
Caleidoscópio
Em Direto
Caleidoscópio A MÚSICA DO CINEMA

Concertos

Miguel Martins / Ricardo Pinto Quarteto | 17 Maio 21h30

Cascais Jazz Club

|

Miguel Martins / Ricardo Pinto Quarteto | 17 Maio 21h30 Miguel Martins / Ricardo Pinto Quarteto | 17 Maio 21h30

© Jorge Carmona; ed. LDS / Antena 2



17 Maio | 21h30

Cascais Jazz Club


Miguel Martins / Ricardo Pinto Quarteto

Ricardo Pinto, Trompete
Miguel Martins, Guitarra
Hugo Antunes, Contrabaixo | Bass
João Sousa, Bateria | Drums



Miguel Martins / Ricardo Pinto Quarteto, grupo com sede em Lisboa, com um percurso que inclui vários concertos em clubes de jazz e festivais em Espanha e Portugal, tem como base esta ligação musical entre os vários elementos do grupo e suas experiências através da improvisação.
O repertório inclui muitos elementos musicais diferentes, arranjos originais, misturando outros estilos musicais, criando paisagens sonoras ricas e ritmos intensos.
Miguel Martins é líder deste quarteto, em parceria com o trompetista Ricardo Pinto, onde partilham uma cumplicidade e química musical muito intensa.
Estes dois músicos em conexão com o contrabaixista Hugo Antunes, e João Sousa na bateria, fazem com que a experiência de tocar tantos anos, a musica seja inesperada, com surpresa e com segurança, fazendo o publico viajar através desta intensidade e alegria de tocar musica com base na improvisação e liberdade. A surpresa é garantida.




Transmissão em direto
a partir do Cascais Jazz Club
Apresentação e Realização: André Cunha Leal
Produção: Cristina do Carmo



Ricardo Pinto | Trompete | É um músico que gosta de desenvolver linguagens de música diferentes, sempre tendo o jazz como linha de base. Estudou na escola Acorde Comigo, no Hot Clube de jazz em Lisboa, tendo aulas com João Moreira e Pedro Madaleno, tendo tentado vários workshops e seminários de jazz, como por exemplo Ruffus Reed e Walrrat Jack, também com Perico Sambeat, Phillip Mossman, Ben Monder e outros.
Formou-se em Artes Plásticas pela Escola de Arte e Design (ESAD) em 2002. Atualmente, Ricardo Pinto vive em Lisboa onde participa em vários projectos musicais: Yeti projeto (jazz), Kumpania Algazarra (World fusão), Yeman jazz (World wide jazz) Reunion Big Jazz Band (jazz), e com o DJ Johnny.
Sintra Project é dedicado à mágica vila de Sintra e aos ambientes marcados por uma densidade única, que inspiraram o compositor e deram origem ao seu universo musical neste disco. A sua música atravessa o jazz, com especial enfaze no jazz europeu, passando por componentes de música para filme. Ricardo Pinto toca trompete e é o compositor de todas as músicas.



Miguel Martins | Guitarra | Nasceu em Faro, no ano de 1976. Em 1995, começou a tocar jazz profissionalmente, destaque para a sua longa participação na Big Band Jazz na Filarmónica dirigida pelo contrabaixista Zé Eduardo, com o qual estudou as bases da improvisação e harmonia. Estudou guitarra com Riky Sabatés, Mário Delgado, Jonathan Kreisberg, Ben Monder e Phillipe Caterine. Participou em diversos workshops com músicos como Frank Tiberi ou John Nugent, Doug Weis, Nguyen Lê entre outros. Em 1998, e até 2003 forma um quinteto como líder e compositor intitulado "Portujazz". Por este grupo passaram músicos como: António Mesa, Joahnnes Krieger, Yuri Daniel, Bruno Pedroso, Alexandre Frazão, Demian Cabaud, Lars Arens, José Menezes, David Linker, Pedro Gonçalves, Hugo Alves.
No campo pedagógico é licenciado em Educação Musical, em 2000/1 lecciona a disciplina de guitarra na Escola de jazz do Barreiro, em 2005/7 na Escola de jazz de Torres Vedras e na JBjazz. Em 2006 realizou o workshop "Oficina Horta Jazz" nos Açores(Faial). Participou como professor de guitarra e combo no workshop Lagosjazz2007.
Em 2004 nasce Miguel Martins "Kaleidoscópio",com o contrabaixista Carlos Barretto e o finlandês Markku Ounaskari na bateria. Em 2007, Miguel Martins "Kaleidoscópio" edita o seu primeiro album "The new comer" pela Klimaxrecords, lançado no LUX "Lisbon Jazz Sessions".
Miguel Martins tem actuado em vários Festivais de jazz nacionais e internacionais tais como: Festival de Sevilha, Festival de Punta Umbria, Festival internacional de Loulé, Festival internacional de Faro, Festival de Vila Real (douro jazz), Festival Lagos jazz (2005/07), Festival do Sudueste, Festival Paredes de Coura (jazz na relva), foi convidado pela Faro capital nacional da cultura 2005 para participar como solista convidado na Orquestra Jazz de Lagos "OJL", Portalegre jazz Fest, Torres Vedras Jazz Fest, PlenOut Jazz Fest, Jazz Im Goethe Garten, Festival de Aljustrel "Jazzmin", PortugalJazz "Almeirim", Festival de Gibraleon "jazzolontia 07", Festival de jazz de "Dos Hermanas"(Sevilla), Jazz Circulo V (Madrid), Festival de Jazz de Valado de Frades, II Festival La Guitarra La Laguna (Tenerife), V Festival de Jazz de Minde, e "concert Hall's" em Loulé, Figueiró dos Vinhos, Beja , Horta, Tomar, Redondo, Faro, entre várias actuações nos principais clubes de jazz nacionais e internacinais em Portugal, Espanha,Ilhas Canárias, Inglaterra, Alemanha, Italia.
Em finais de 2007 mudou-se para Barcelona onde viveu e tocou com músicos como Llibert Fortuny, Masa Kamaguchi, Dani Domingez etc... Ao longo do seu percurso musical tocou com músicos nacionais e internacionais como: Carlos Barretto, Carlos Bica, Markku Ounaskari, Pedro Madaleno, Zé Eduardo, Jonathan Robinson, John B Arnold, Kelvin Sholar, Paulinho Lêmos, João Frade, Munir Hoss, André Sousa Machado, Sebastian Merk, Regis Molina, Nelson Cascais, Paulo Bandeira, Laurent Filipe, José Salgueiro, Mário Franco, Guglielmo Pagnozzi, Antonio Ciaca, etc.



Hugo Antunes | Contrabaixo | Bass | Músico português radicado em Bruxelas; depois de uma passagem por Amesterdão, tem vindo a destacar-se na cena europeia do jazz e da música improvisada. Membro de várias formações, entre as quais o Alexandra Samsonova Quartet, o Benny Lackner Trio, o Carlo Magni Trio e os Velkro, tem editado pela Clean Feed o álbum Roll Call, à frente de um grupo transnacional de características invulgares com dois saxofones tenor e duas baterias em que funciona, claramente, como o eixo.
É o que também acontece com o seu trio “americano”, formado com o trompetista Nate Wooley e com o baterista Chris Corsano. Contrariamente aos outros projetos em que Hugo Antunes está envolvido, este vota-se inteiramente à composição em tempo real, pelo que «cada concerto é um ato único de expressão artística». Outras vertentes singularizam a banda: sendo de base acústica, não exclui a utilização de dispositivos elétricos e eletrónicos, e aplicando a linguagem convencional do jazz, não desdenha a exploração abstrata de técnicas extensivas nas abordagens instrumentais.
Antunes é dos poucos contrabaixistas que na atualidade recorrem a preparações (colocação de objetos nas cordas para alteração da sonoridade).



João Sousa | Bateria | Drums | Nasceu em Faro, em 1990 e começou a tocar bateria aos 10 anos de idade. Licenciado pela Universidade Lusíada, teve a oportunidade de desenvolver a sua criatividade e abordagem musical com os melhores músicos de jazz em Portugal, entre eles, Alexandre Frazão, Afonso Pais, André Fernandes, Mário Delgado, Vasco Mendonça e Demian Cabuad.
Participou em vários Worshops / Masterclasses com muitos músicos internacionais como Jeff Ballard, David Rossman, Mark Turner, Joey Baron, Kurt Rosenwinkel, Lage Lund, Joe Lovano, Adam Nussbaum, Jochen Rueckert e Aaron. Golberg, Terrance Blanchard, Greg Hutchinson, Dave Holland, Jim Black, Omar Avital, Mário Laginha, Jimmy Wormworth, Dré Pallemaerts, Jacob Sacks, Drew Gress.
Desde então, está trabalhando ativamente como sideman e gravou dois álbuns muito distintos, o primeiro liderado por um pianista do Taiwan, e mais recentemente o projeto "So Far" com o austríaco Stefan Gottfried e o italiano Gabriele di Franco.
Tem feito digressões e atuado em muitos locais aclamados e em festivais de Jazz na Europa, incluindo o Hot Club Portugal - Jazz Nova Cava, Barcelona - De Doelen, Roterdam - Dizzy's, Roterdam - Jazz na cidade de Duke - Loulé Jazz Festival - Festival Cutting Edge - Music Village, Bruxelas - Festival de Jazz Minde - Teatro S. Luiz, Lisboa - Festival de Jazz PjPj - Teatro Lethes, Faro.
Em junho de 2017, terminou o mestrado em Jazz Performance, no Royal Conservatory de Haia, onde estudou com o renomado baterista holandês Erik Ineke. Em 2015 e 2016, tocou em diversos locais da Holanda com os tenor saxofonistas Ben van den Duncan e Simon Rigter e o pianista belga Johan Clement.
Atualmente, seu principal projeto é Old Mountain, co-liderado pelo guitarrista Pedro Branco. Surgido em 2016, desde então vem crescendo através de colaborações com músicos distintos, como Gonçalo Marques, Demian Cabuad, Felício Erlenburg, Nicòllo Ricci, Nelson Cascais, Mauro Cotone, Giuseppe Romagnoli, André Rosinha, Alessandro Fongaro e Nadia Basurto.



Fotos Jorge Carmona / Antena 2