Ouvir
Fuga da Arte
Em Direto
Fuga da Arte Ricardo Saló

Concertos

Quinteto João Mortágua | 3 Maio 19h00

Liceu Camões

|

Quinteto João Mortágua | 3 Maio 19h00 Quinteto João Mortágua | 3 Maio 19h00

3 Maio | 19h00
Auditório do Liceu Camões
Entrada livre


Quinteto João Mortágua
 


João Mortágua, sax alto e soprano
José Pedro Coelho, sax tenor
Miguel Moreira, guitarra
José Carlos Barbosa, contrabaixo
José Marrucho, bateria


Programa

Lançamento do álbum
Dentro da Janela



As melodias crescem e a janela expande-se. O aulos duplica e a panela efervesce.
Cinco anos volvidos desde a prima brisa, os novos hinos respiram mudança evolutiva.
Diálogos ao lume e ritmos à vela, não há vento que mais bruma nem janela como ela!
E eis que sob a hipnose do ar, vislumbramos a ave da migração estelar.

Depois da dupla estreia no Teatro S. Luiz (2017) e na Casa da Música (2018), o novo quinteto de João Mortágua, sucedâneo do quarteto de Janela (2014), lança agora o seu aguardado álbum, gravado em dezembro, que é o 48º do Carimbo Porta Jazz.





Transmissão direta
Realização e Apresentação: João Almeida
Produção: Anabela Luís





Natural de Estarreja, João Mortágua concluiu o curso básico de piano e o oitavo grau de saxofone no Conservatório de Música de Aveiro, onde integrou a Big Band, o Quarteto de Saxofones e a Banda Sinfónica. Paralelamente frequentou masterclasses com o Quarteto de Saxofones de Amesterdão, tendo também integrado a Orquestra Juvenil do Centro. Dado o crescente interesse pelo jazz, partiu em 2005 para Lisboa, onde frequentou a escola de jazz do Hot Club de Portugal. 
Licenciado em Jazz pela Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo (ESMAE-Porto), integrou o Septeto premiado na Festa do Jazz do S. Luiz 2007. Participou no 39º Seminário do Siena Jazz, tendo obtido uma bolsa para a 40ª edição. 
Tocou em inúmeros espaços e festivais nacionais, incluindo o Guimarães Jazz, Festival de Jazz de Portimão e Festival de Jazz de Valado dos Frades. Participou na gravação dos álbuns Joyce (Zelig), Our Secret World (OJM e Kurt Rosenwinkel) e Agromando (Iago Fernandez). 
Enquanto trabalha em projectos como o seu quarteto Janela ou o trio experimental m3, toca também com grupos emergentes da cena portuguesa como o sexteto de Miguel Moreira ou o quinteto de Gonçalo Moreira. O seu disco de estreia Janela foi editado em 2014 pela Carimbo Porta-Jazz. A sua música habita numa sonoridade de quarteto com guitarra, junto dos efeitos espaciais de Miguel Moreira às aguçadas linhas de Barbosa e ao peculiar blending rítmico de Marrucho.
Com a sua peculiar visão do jazz, João Mortágua estabeleceu-se rapidamente como um dos mais completos e desafiantes saxofonistas portugueses da atualidade. As suas elegantes composições oferecem espaço para improvisações plenas de dinâmica de grupo.
Tocou e gravou com Nuno Ferreira, Miguel Moreira, Iago Fernandez, Mané Fernandes, Filipe Teixeira, Marcel Pascual, Rui Freitas, Bruno Pernadas, Alexandre Coelho, Orquestra HCP, Nelson Cascais e André Fernandes, entre outros. 
Nos últimos anos editou dois novos álbuns de originais, com duas formações distintas: MIRRORS (2017) e AXES (2017).













Fotos Jorge Carmona / Antena 2