Ouvir
Jazz a 2
Em Direto
Jazz a 2 João Moreira dos Santos / Maria Alexandra Corvela / Luís Caetano / Produção: Cristina do Carmo

Concertos

Romeu Madeira e Francisco Sassetti | 12 Janeiro 19h00

Auditório do Liceu Camões

|

Romeu Madeira e Francisco Sassetti  | 12 Janeiro 19h00 Romeu Madeira e Francisco Sassetti  | 12 Janeiro 19h00

© Jorge Carmona / Antena 2


12 Janeiro | 19h00

Auditório do Liceu Camões


Solistas da Metropolitana

Romeu Madeira | Francisco Sassetti


Romeu Madeira, violino
Francisco Sassetti, piano






Programa

Impressionismos: Debussy, Freitas Branco

Claude Debussy (1862-1918) - Sonata para Violino e Piano em Sol Menor, L. 140

Luís de Freitas Branco (1890-1955) - Sonata para Violino e Piano nº 1





Tal como aconteceu com Claude Debussy, o talento musical de Luís de Freitas Branco revelou-se desde cedo, começando a compor aos 13 anos de idade. Porém, a primeira obra que verdadeiramente se destaca no catálogo do mais importante compositor português da primeira metade do século XX é, precisamente, esta primeira Sonata para Violino e Piano, composta cinco anos mais tarde, já em 1908. Foi com esta partitura que o jovem músico se apresentou no Concurso de Música de Câmara promovido pela Sociedade de Música de Câmara de Lisboa, que lhe atribuiu o 1º Prémio. Nesta fase florescente da vida, deixou-se inebriar pelas sonoridades que chegavam de França, por intermédio do músico belga Désiré Pâque, de quem foi aluno. Assim, a música de Debussy não lhe seria estranha, e menos ainda a de César Franck, cuja influência aqui se reconhece.



Em sentido inverso, o presente programa coloca em diálogo essa obra de juventude com a derradeira criação de Debussy, o pioneiro da corrente impressionista que abriu caminho às nuances tímbricas e harmónicas, buscando alternativa aos rigores formais da tradição clássica. Apesar de ser uma obra composta por um homem doente, já em final de vida, desprende-se numa jovialidade contagiante. A Sonata em Sol Menor, de 1917, evita os quatro andamentos expectáveis, e surpreende como uma escrita simultaneamente intimista e plena de força, como só Debussy sabia fazer.




Transmissão em direto
Realização e Apresentação: André Cunha Leal
Produção: Anabela Luís





Romeu Madeira iniciou os estudos musicais aos doze anos de idade no Conservatório de Música de Coimbra, na classe de Clara Dias. Terminou o Curso de Instrumento (8º Grau), em 2004, na mesma instituição. Em 2004 ingressou na Escola Superior de Música de Lisboa, na classe de Khachatour Amirkhanian, tendo também trabalhado na classe de Música de Câmara de Irene Lima e de Olga Prats. Em 2010 iniciou o mestrado na Academia Nacional Superior de Orquestra, na classe de Aníbal Lima. Frequentou várias masterclasses com António Ramos, Angel Sampedro, Aníbal Lima, Clara Dias, Daniel Rowland e David Lefévre. Em 2006 participou na Semaine Internationale de Musique, no Luxemburgo. Participou nos dois primeiros estágios da Orquestra dos Conservatórios de Música sob a direção dos maestros Rui Massena e Cesário Costa, e no I e II Curso Internacional de Direcção de Orquestra com os maestros Robert Houlihan (Irlanda) e Rodolfo Saglimbeni (Venezuela). Em 2008 foi admitido na Orquestra de Câmara da Guarda Nacional Republicana, com a qual já se apresentou a solo.
Colaborou com a Orquestra de Câmara de Almada, a Orquestra Clássica da Beira Interior, a Sinfonietta de Lisboa, a Orquestra Clássica do Sul, a Orquestra de Câmara Portuguesa, a Orquestra de Macau, a Orquestra de Câmara de Sintra, a Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras, a Camerata Alma Mater e o Remix Ensemble. Desde 2011 é membro do Quarteto de Cordas de Sintra, com o qual tem realizado diversos concertos e gravações, um pouco por todo o país, assim como diversas gravações para a Antena 2. É membro da Orquestra Metropolitana de Lisboa desde 2017, onde integra o naipe dos primeiros violinos. Atualmente, leciona Violino na Escola Profissional Metropolitana e no Conservatório de Artes Performativas de Almada.




Francisco Sassetti, natural de Lisboa, iniciou os seus estudos musicais com Maria Fernanda Costa. Concluiu o Curso Geral de Piano do Conservatório Nacional de Lisboa na classe de piano de Dinorah Leitão, e a Escola Superior de Música de Lisboa, na classe da pianista Tânia Acho. Ingressou no College Conservatory of Music da Universidade de Cincinnati (EUA) onde obteve, em 1995, o Mestrado em Piano Performance na classe de Eugene Pridonoff. Realizou ainda estudos com Olga Prats, Marie Antoinette Levécque de Freitas Branco, Franck Weinstock, Sequeira Costa, Dmitri Papemo e Olivier Jacquon. 
Iniciou a carreira de concertista no Teatro de S.Luis em Lisboa, em 1988, e desde então tem-se apresentado a solo ou integrado em grupos de música de câmara. Foi bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian e da Universidade de Cincinnatti. Foi ainda premiado no 1º Concurso da Juventude Musical Portuguesa (1988) e gravou para a rádio clássica de Cincinnati (1995).
Nos últimos anos tem trabalhado com alguns dos melhores cantores nacionais tais como Elsa Saque, Carlos Guilherme, Teresa Cardoso de Meneses, Sandra Medeiros, Ana Ester Neves, Luís Rodrigues e Isabel Alcobia. Gravou com a cantora alemã Ute Lemper para o filme francês Aurelien, e apresentou-se em Hamburgo num recital de fado com a cantora Anabela. Apresentou-se ainda em França, na Bélgica, (Europália) em Espanha e no Uruguai. Paralelamente à carreira de Interprete, tem-se destacado como professor de piano. Neste sentido alguns jovens pianistas que passaram pelas suas mãos foram premiados em concursos nacionais e integram agora as Escolas Superiores de música Portuguesas. Leccionou na Escola Leal da Câmara e na Escola Profissional de Música de Almada. Desde 1997 integra o corpo docente da Escola Superior de Música de Lisboa, como pianista acompanhador das classes de canto, é ainda acompanhador na ANSO (Academia Nacional Superior de Orquestra).




Fotos @ Jorge Carmona / Antena 2 RTP