Ouvir
Um Certo Olhar
Em Direto
Um Certo Olhar Luís Caetano

Cultura

Lavrar o Mar | Pasta e Basta | Conciorto | 16 a 26 Novembro

Aljezur | Monchique

|

Lavrar o Mar | Pasta e Basta | Conciorto | 16 a 26 Novembro Lavrar o Mar | Pasta e Basta | Conciorto | 16 a 26 Novembro



Pasta e Basta | Conciorto 

| 16 a 19 Novembro, 30 Novembro a 3 Dezembro | Rogil (Aljezur) e Monchique |

| 21 a 25 Novembro | Monchique e Aljezur | 


Pelo segundo ano consecutivo, o projecto cultural e turístico Lavrar o Mar – As Artes no Alto da Serra e na Costa Vicentina, apresenta uma programação que pretende aprofundar a relação entre públicos vindos de fora e os residentes do barlavento algarvio.
Este ano convidam o público a literalmente entrar com as mãos na massa da sua programação, num fazer em conjunto, criando experiências que fazem sentido, que divirtam, que unam pessoas de muitos mundos, neste
lugar com serra e oceano.


Teatro Culinário Interculturalinguístico

16 a 19 Novembro | Rogil
30 Novembro e 1 a 3 Dezembro | Monchique

Esta é uma experiência memorável entre teatro e gastronomia em que o público confecciona, com as suas próprias mãos, la pasta fresca, enquanto se cozinha entre os seus dedos enfarinhados, uma história que vem de longe, escrita por Afonso Cruz
Uma versão também para as famílias na qual se está à espera de meninos que não tenham medo de se deixar cozinhar pela própria história.



Pasta e Basta, um mambo italiano é uma peça de teatro culinário que nasce da necessidade de encontrar uma forma de arte para falar da interculturalidade dos lugares em que vivemos, dos alimentos que comemos. Noutras palavras, nasce do desejo de falar das nossas vidas quotidianas.


A confecção da pasta e do prato são um elemento do espectáculo, pelo que o público põe as mãos na massa e depois come a sua própria criação. Pasta e Basta é um bom momento em que se ompartilha uma parte das nossas vidas com os outros, que muitas vezes não conhecemos. Juntos fazem massa, ouve-se uma história que fala da vida, e come-se as culturas do mundo que entram dentro de nós, para não sair nunca mais.





Esta versão Algarvia pensada para o projecto Lavrar o Mar em ligação com o Festival da Batata Doce de Aljezur inclui novos ingredientes locais como a Batata Doce de Aljezur e os enchidos de Monchique. Os novos pratos nascem em diálogo com duas pessoas vindas de África e do oriente assim como um produtor agrícola e um chef de cozinha local.






Música Comestível
A propósito do Festival da Batata doce

Um Concerto da Horta
21 Novembro | Monchique

Um jantar com Concerto da Horta
22 a 25 Novembro | Aljezur

No fim de semana em que Aljezur está em festa com o Festival da Batata Doce, decorre na Várzea - Horta & Bistrot,  um concerto quase dentro da horta: Conciorto, são legumes para ouvir e comer. 
Um jantar/concerto em que o chef Luigi Gautero com a dupla musical Jean Luigi Carlone e Biagio Bagini oferecem entre muitos legumes e batatas doces, um som que regala.


É um divertimento lavrado na terra das novas tecnologias (ototo, interface arduino-based) que permite transformar objectos do quotidiano em instrumentos musicais. Bagini e Carlone tocam assim em berigelas, cenouras, courgettes, flautas transversais, sax e guitarras para dar vida a um concerto sustentável.


O espaço de referência para estes dois músicos, é neste projecto, a horta. Isto porque a horta é o lugar onde a palavra é como uma semente. Em que o feijoeiro em vez de feijões, dá notas. E depois, as plantas crescem em forma de canções. Nesta horta, crescem canções pop, rock e canções modernas que contam as histórias das beringelas, dos pimentos e das courgettes. Contam também os estados de alma do horticultor, assim como contam sobre as hortas de personagens famosas.





Mais informações sobre esta e outra programação, no site de Lavrar o Mar [clicar no link]


Ficha técnica | Pasta e Basta:
Autoria: Giacomo Scalisi
Co-Criação: Miguel Fragata e Afonso Cruz
Textos: Afonso Cruz
Intérpretes: Giacomo Scalisi e André Amálio
Participação especial Aljezur: Ana Paula Henriques, Ganesh Acharya, Mel Herbers, Remi Gallet, São Gonçalves, Sofia Mentzingen, Tó Mandala
Participação especial Monchique: Alice Duarte, Daniella Dommett, Mathilde Major, Ganesh Acharya, José Maria Inácio, Madalena Teixeira, Maria Emília Nobre, Remi Gallet
Produção e Acompanhamento: Sara Palácios
Desenho de Luz: Joaquim Madaíl
Produção e Difusão: Maria Miguel Coelho
Organização: Uma produção COSANOSTRA Cooperaava Cultural CRL
Co-Produção: Festival Todos 2015, em colaboração com a Conserveira de Lisboa
Apoios: Istituto Italiano di Cultura

Ficha técnica | Conciorto:
Gian Luigi Carlone: Voz, Flauta, Sax Soprano, Vegetais Electrónicos e tudo o resto
Biagio Bagini: Voz e Guitarra
Apoios: Istituto Italiano di Cultura