Ouvir
Olhar a Lua
Em Direto
Olhar a Lua Tomás Anahory

Cultura

Teatro Sem Fios | A Omissão da família Coleman, de Claudio Tolcachir | 5 Dezembro 19h00 | 7 Janeiro 14h00

Artistas Unidos

|

Teatro Sem Fios | A Omissão da família Coleman, de Claudio Tolcachir | 5 Dezembro 19h00 | 7 Janeiro 14h00 Teatro Sem Fios | A Omissão da família Coleman, de Claudio Tolcachir | 5 Dezembro 19h00 | 7 Janeiro 14h00

Pedro Baptista © Jorge Gonçalves


Teatro Sem Fios 

5 Dezembro 19h00 
7 Janeiro 14h00 (repetição)

Gravado no Auditório 2 do 
em Lisboa

Produção: Anabela Luís / Artistas Unidos


A Omissão da família Coleman, de Claudio Tolcachir


Para ouvir, clicar aqui.


Intérpretes

A Avó - Isabel Muñoz Cardoso
A Filha - Andreia Bento
Verónica - Vânia Rodrigues
Damián - Pedro Baptista
Gabi - Inês Pereira
Marito - André Loubet
Hernán - Nuno Gonçalo Rodrigues
O Doutor - António Simão

Direcção: Nuno Gonçalo Rodrigues e Pedro Carraca


Sinopse
Uma família à beira da dissolução, vivendo juntos numa casa; a construção de espaços pessoais e o complexo de conciliar espaços partilhados. Uma coexistência impossível a partir do absurdo da vida quotidiana.



Esta peça encontra-se editada pelos Artistas Unidos/Livros Cotovia, com uma tradução de Rita Bueno Maia e Maria João Machado. 

Colecção: Teatro 
Ano de Edição: 2017 
ISBN: 978-989-99921-0-8
Pode encontrá-la aqui.



Claudio Tolcachir
 actor, dramaturgo e encenador argentino. Fundador da Companhia e Escola Timbre 4, apresenta regularmente os seus espectáculos na sua sala em Buenos Aires e no estrangeiro. A estreia de La omisión de la familia Coleman, em 2005, colocou-o no mapa nacional e internacional como autor e encenador. A peça surge a partir do trabalho com os actores da sua companhia durante longas improvisações. Em 2011, nos Prémios Konex, é considerado um dos 5 melhores encenadores da década na Argentina. Em 2012, foi reconhecido, pela Legislatura de Buenos Aires, como Personalidade Destacada da Cultura.




Andreia Bento
 tem a licenciatura da ESTC. Como actriz trabalhou no Pogo Teatro, Teatro Infantil de Lisboa, Teatro da Malaposta com Ana Nave, Teatro Aberto com José Wallenstein e na curta-metragem A Rapariga no Espelho de Pedro Fortes. Colabora com os AU desde 2001. Recentemente nos Artistas Unidos: Os Acontecimentos de David Greig (2015), O Novo Dancing Eléctrico (2016) e A Estupidez (2017).


André Loubet
 é licenciado pela ESTC. Iniciou a sua formação teatral na ACE. Trabalhou com Teatro do Bolhão, Kuniaki Ida; Teatro da Cornucópia; Oscar Murillo; Martim Pedroso; Hop Produções. Frequentou workshops com Rogério de Carvalho e Maria Duarte. Nos Artistas Unidos participou em Doce Pássaro da Juventude de Tennessee Williams (2015), Na Margem de Lá – Um Lamento de Jorge Silva Melo (2017) e A Vertigem dos Animais Antes do Abate (2017).


António Simão
 tem os cursos do IFICT (1992) e IFP (1994). Trabalhou com Margarida Carpinteiro, António Fonseca, Aldona Skiba-Lickel, Ávila Costa, João Brites, Melinda Eltenton, Filipe Crawford, Joaquim Nicolau, Antonino Solmer e Jean Jourdheuil. Integra os Artistas Unidos desde 1995, tendo participado recentemente em A Morte de Danton de Georg Büchner (2012), Os Caprichos da Marianne de Alfred de Musset (2012), Feliz Aniversário de Harold Pinter (2012), A Estalajadeira de Carlo Goldoni (2013), O Campeão do Mundo Ocidental de John Millington Synge (2013), Sala Vip de Jorge Silva Melo (2013), Punk Rock de Simon Stephens (2014), A Modéstia de Rafael Spregelburd (2014), A Casa de Ramallah de Antonio Tarantino (2014), Os Acontecimentos de David Greig (2015), Jogadores (2016), A Estupidez (2017), e O Cinema (2017).


Inês Pereira estreou-se no teatro em 2004 no Teatro Tapa Furos tendo entretanto trabalhado como atriz e, por vezes, assistente de encenação com os Primeiros Sintomas, o Teatro da Terra, o TEP, o Teatro do Eléctrico, Causas Comuns, Ruínas com directores como Bruno Bravo, Sandra Faleiro, Gonçalo Amorim, Maria João Luís, Ricardo Neves-Neves e Carlos Marques. É ainda vocalista do Conjunto Vigor. Nos Artistas Unidos participou em O Rio de Jez Butterworth (2016) e A Vertigem dos Animais Antes do Abate (2017).


Isabel Muñoz Cardoso trabalhou com Luís Varela, José Peixoto, José Carlos Faria, José Mora Ramos, Diogo Dória, Jean Jourdheuil, Solveig Nordlund. Nos Artistas Unidos participou em inúmeros espectáculos a partir de António, Um Rapaz de Lisboa de Jorge Silva Melo (1995) tendo interpretado recentemente Jardim Zoológico de Vidro de Tennessee Williams, O Novo Dancing Electrico de Enda Walsh (2016) e A Noite da Iguana de Tennessee Williams (2017).


Nuno Gonçalo Rodrigues é diplomado pela ESTC. Em 2013, funda OS POSSESSOS (Rapsódia Batman, 2014; II - A Mentira, 2015; Marcha Invencível, 2017). Nos Artistas Unidos recentemente participou em A Noite da Iguana de Tennessee Williams, Na Margem de Lá – Um Lamento de Jorge Silva Melo (2017), Tenho trinta anos, estou nas cadeias há quatro a partir de Luandino Vieira (2017) e A Vertigem dos Animais Antes do Abate (2017).


Pedro Baptista
 tem o Mestrado em Teatro da ESTC. Participou em espectáculos de Mário Coelho. Dirigiu: Rabbits (2017); NÓS ou ensaio sobre a metamorfose (2013). Nos Artistas Unidos participou em Na Margem de Lá – Um Lamento de Jorge Silva Melo (2017) e A Vertigem dos Animais Antes do Abate (2017).


Vânia Rodrigues trabalhou com André Uerba, Miguel Moreira, Mónica Calle, João Mota, João Abel, Há Que dizê-lo, Latoaria, Tiago Vieira, Pedro Palma, Raul Ruiz. Nos Artistas Unidos participou recentemente em Jardim Zoológico de Vidro de Tennessee Williams, O Rio de Jez Butterworth (2016), A Noite da Iguana de Tennessee Williams (2017) e A Vertigem dos Animais Antes do Abate (2017).


Pedro Carraca trabalhou com António Feio, Clara Andermatt, Luís Miguel Cintra, João Brites, Diogo Dória e Maria do Céu Guerra. Integra os Artistas Unidos desde 1996. Recentemente participou em Jogadores de Pau Miró (2015), O Novo Dancing Eléctrico (2016), A Noite da Iguana de Tennessee Williams (2017), O Cinema (2017), Tenho trinta anos, estou nas cadeias há quatro a partir de Luandino Vieira (2017) e A Vertigem dos Animais Antes do Abate (2017).