Ouvir
Fuga da Arte
Em Direto
Fuga da Arte Ricardo Saló

Cultura

Vozes do Bairro | O Senhor Valéry | 12 Setembro 19h00

Teatro Radiofónico Levado à Cena

|

Vozes do Bairro | O Senhor Valéry | 12 Setembro 19h00 Vozes do Bairro | O Senhor Valéry | 12 Setembro 19h00

As Vozes do Bairro 
Teatro Radiofónico Levado à Cena

Apresentam
 

O Senhor Valéry por José Raposo

Textos: Gonçalo M. Tavares
Direção artística: Teresa Sobral
Músico/sonoplasta: Miguel Curado
Ator: José Raposo
Direção de Cena, Operação de Luz e Som: Diogo Aleixo

Para ouvir, clicar aqui.


Sinopse

O Senhor Valéry é um homem que leva a lógica até aos limites, na tentativa de explicar o mundo. As suas explicações são sempre acompanhadas de desenhos. Tem um animal doméstico nada usual e uma casa de férias muito estranha. Chega a explicações absurdas, apenas porque nunca prescinde da sua lógica. Há quem tenha dito que lembra Tati ou o Principezinho. O Senhor Valéry era pequenino, mas dava muitos saltos. Ele explicava: Sou igual às pessoas altas só que por menos tempo.


A partir de O Bairro de Gonçalo M. Tavares
Vizinhos uns dos outros, que nos abrem as portas de suas casas e oferecem instantâneos de uma realidade sui generis, com situações insólitas, cómicas, algumas cruéis, ou mesmo trágicas.
Este ciclo de Teatro Radiofónico começa por apresentar ao público seis Senhores.
Seis livros, seis histórias, seis atores, seis espetáculos, vários micros; sapatos, panelas, lápis, pratos, porta, janela, água, tralha. Muita tralha. Um músico, um cadeirão e um belo candeeiro.
A cada Senhor corresponde um livro, a cada livro corresponde um ator. Um músico que envolve o livro com os sons que o livro tem. Iremos retirar o Bairro do papel e transformá-lo numa onda sonora.
Haverá dois públicos, "o que vê e ouve" e "o que ouve e imagina". O que vê e ouve estará connosco no teatro, vê o ator e o músico, vê como se produzem os sons que se vão ouvir na rádio, vê todo o espetáculo que o público que está em casa "ouve e imagina". Partilhamos assim, ao vivo, o Teatro Radiofónico. 

Teresa Sobral


Produção: Teatro da Trindade INATEL
Parceria: Antena 2
Apoios: Núcleo Museológico da RTP, Caminho/Leya
Programa com a captação, montagem e realização de Hugo Romano 
e apresentação de Maria Alexandra Corvela