Ouvir
Jazz a 2
Em Direto
Jazz a 2 João Moreira dos Santos / Maria Alexandra Corvela / Luís Caetano / Produção: Cristina do Carmo

Destaques

Caleidoscópio I | Sábado 22h00 | Segunda 13h00 | Quarta 5h00

Meio Registo - Órgãos Históricos de Portugal | João Vaz e Tiago Manuel da Hora

|

Caleidoscópio I | Sábado 22h00 | Segunda 13h00 | Quarta 5h00 Caleidoscópio I | Sábado 22h00 | Segunda 13h00 | Quarta 5h00

A Antena 2 apresenta, a partir de 1 de Janeiro até ao final de Março, a série do programa Caleidoscópio, intitulada Meio Registo - Órgãos Históricos de Portugal, da autoria de João Vaz e Tiago Manuel da Hora.


Sábados 22h00 | 2ª feiras 13h00 | 4ª feiras 5h00


Meio Registo - Órgãos Históricos de Portugal

Por João Vaz e Tiago Manuel da Hora


Meio Registo presente evocar um dos mais importantes e identitários legado do património musical e organológico português, o órgão histórico e seus principais intervenientes. 
Nesta série pretende-se recuperar e preservar na memória comum, um triangulo patrimonial que passa pela tradição de música de tecla por compositores portugueses, pela historiografia musical no domínio dos principais organeiros e seus instrumentos mais representativos, e ainda o património da prática musical, um legado sonoro material e imaterial registado em gravações efectuadas nesses mesmos órgãos.
Sustentado por uma forte base musicológica, fruto das mais actualizadas investigações, Meio Registo procura contribuir para alargar o nosso conhecimento histórico, musical e patrimonial, através de uma viagem através da discografia que foi sendo gravada ao longo das últimas décadas nestes instrumentos, que permite complementar o retrato sonoro de alguns dos órgãos históricos portugueses mais significativos, contando com registos mais antigos, que nos levam até à década de 1960, passando pelos principais intérpretes nacionais e internacionais de diferentes gerações que até aos nossos dias se interessaram por registar em gravação esse património riquíssimo e tão singular.




Programas


Prog. 1 | 1 Janeiro
O órgão da Sé de Évora
Para ouvir, clicar aqui.


Prog. 2 | 8 Janeiro
Os órgãos da Sé de Braga
Para ouvir, clicar aqui.


Prog. 3 | 15 Janeiro
Os órgãos do Mosteiro de Arouca e da Capela da Universidade de Coimbra, construídos por Manuel Benito Gómez
Para ouvir, clicar aqui.


Capela da Universidade de Coimbra 


Prog. 4 | 22 janeiro
O órgão da Sé de Faro
Para ouvir, clicar aqui.


Prog. 5 | 29 Janeiro
O órgão do Mosteiro de São Vicente de Fora
Para ouvir, clicar aqui.


Prog. 6 | 5 Fevereiro
Os órgãos históricos da Sé Catedral do Porto
Para ouvir, clicar aqui.


Prog. 7 | 12 Fevereiro
Os órgãos da Igreja dos Clérigos no Porto
Para ouvir, clicar aqui.




Prog. 8 | 19 Fevereiro
Os órgãos de João da Cunha (Igreja Matriz da Ponta do Sol, Madeira) e Leandro José da Cunha (Igreja da Misericórdia de Tavira e Convento do Bom Jesus (Funchal)
Para ouvir, clicar aqui.


Prog. 9 | 26 Fevereiro
Os órgãos de Bento Fontanes: Igreja de Santa Maria de Óbidos, Misericórdia de Torres Vedras, Igreja da Encarnação (Mafra)
Para ouvir, clicar aqui.


Prog. 10 | 5 Março
Os órgãos de Joaquim António Peres Fontanes: Igreja de São José e Igreja do Carmo (Ponta Delgada), Igreja da Piedade (Santarém) e Igreja de Santiago de Tavira
Para ouvir, clicar aqui.




Prog. 11 | 12 Março
Os órgãos de António Xavier Machado e Cerveira (I)
Para ouvir, clicar aqui.


Prog. 12 | 19 Março
Os órgãos de António Xavier Machado e Cerveira (II)
Para ouvir, clicar aqui.


Prog. 13 | 26 Março
Os órgãos da Basílica de Mafra
Para ouvir, clicar aqui.




João Vaz | Natural de Lisboa, é diplomado em Órgão pela Escola Superior de Música de Lisboa, sob a orientação de Antoine Sibertin-Blanc, e pelo Conservatório Superior de Música de Aragão, em Saragoça, onde estudou com José Luis González Uriol, como bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian. É também doutorado em Música e Musicologia pela Universidade de Évora, tendo defendido, sob a orientação de Rui Vieira Nery, uma tese sobre a música portuguesa para órgão no final do Antigo Regime.
Tem mantido uma intensa actividade a nível internacional, quer como concertista, quer como docente em cursos de aperfeiçoamento organístico, ou membro de júri de concursos de interpretação.
Efetuou mais de uma dezena de gravações discográficas a solo (nomeadamente em órgãos históricos portugueses) e é autor de diversos artigos musicológicos publicados internacionalmente.
Leciona actualmente Órgão na Escola Superior de Música de Lisboa.
É também diretor artístico do Festival de Órgão da Madeira e das séries de concertos que se realizam nos seis órgãos da Basílica do Palácio Nacional de Mafra (de cujo restauro foi consultor permanente) e no órgão histórico da Igreja de São Vicente de Fora, em Lisboa (instrumento cuja titularidade assumiu em 1997).



Tiago Manuel da Hora | Produtor e musicólogo, é investigador integrado do INET-MD, onde se tem dedicado à história da música portuguesa e da produção discográfica. É doutorado em Ciências Musicais pela NOVA-FCSH, onde cursou sob a orientação de Rui Vieira Nery.
Atualmente, é investigador contratado da NOVA-FCSH no âmbito do projecto “PROFMUS – Ser músico em Portugal: a condição socioprofissional dos músicos em Lisboa (1750-1985), do INET-MD.
É autor de várias publicações em livro, entre as quais Espólio Manuel Ivo Cruz: Música Manuscrita Portuguesa e Brasileira (2013), Joaquim Simões da Hora: Intérprete, Pedagogo e Divulgador (2015) e Fernando Lopes-Graça e Eugénio de Andrade: o diálogo entre a música e a poesia (2018), bem como de artigos e capítulos para publicações científicas e artísticas em Portugal e no estrangeiro.
Participa regularmente em encontros científicos na área da investigação em música, cursos livres de História da Música, bem como curadorias no âmbito da história da cultura.
É professor-adjunto de Ciências Musicais na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico do Porto.
Entre 2013 e 2017 representou Portugal como membro associado da Association Européenne des Agents Artistiques, com sede na Casa da Cultura da União Europeia (Bruxelas).
Ao longo da última década tem desenvolvido uma intensa atividade em torno da produção fonográfica, assinando a produção e direcção de gravações para diversas editoras de prestígio nacional e internacional.