Ouvir
Vale a Pena Ouvir
Em Direto
Vale a Pena Ouvir Maria Alexandra Corvela / Reinaldo Francisco

Destaques

Centenário de Leonor de Sousa Prado (1917-2007)

Relembrando uma grande violinista

|

Centenário de Leonor de Sousa Prado (1917-2007) Centenário de Leonor de Sousa Prado (1917-2007)

Leonor de Sousa Prado, no programa inaugural da RTP, a 4 de Setembro de 1956. Participa na rubrica “Música e Artistas”, preenchida com um concerto pelo duo Leonor de Sousa Prado (violino) - Nella Maissa (piano). © RTP


Leonor de Sousa Prado (4 Maio 1917 - 27 Dezembro 2007)

Violinista e pedagoga


A violinista Leonor Alves de Souza Prado nasceu no Porto, a 4 de maio de 1917, filha de pai português e mãe alemã. Iniciou os seus estudos musicais nesta cidade, com Cláudio Carneyro e René Bohet, tendo demonstrado desde logo excepcionais aptidões musicais que a levaram a classificar-se em primeiro lugar num concurso de provas públicas para uma bolsa de estudo no estrangeiro, do Instituto de Alta Cultura. Como bolseira deste Instituto, Leonor Prado estudou em Bruxelas com Albert Zimmer e Carl Flesch.
A Segunda Guerra Mundial forçou-a a regressar a Portugal, continuando os seus estudos de violino com Juan Manén e Maxim Jacobson. Em 1941, foi-lhe atribuído o Prémio “Moreira de Sá” e em 1943, o Primeiro Prémio de Violino da Emissora Nacional.
Foi concertino da Academia de Instrumentistas de Câmara da Emissora Nacional, tendo desempenhado idêntico lugar na Orquestra Gulbenkian, entre 1966 e 1968.
Como resultado de uma intensa actividade na área de Música de Câmara, formou e integrou diversos agrupamentos, incluindo o “Quarteto de Lisboa” e o “Trio de Lisboa”.
Como solista, e em conjuntos de Câmara, atuou numerosas vezes, no País (Continente, Açores e Madeira) e no Estrangeiro (Espanha, França, Bélgica, Suíça, Inglaterra, Alemanha, Angola, Moçambique, etc.), sob a direção, entre outros, dos maestros Pedro de Freitas Branco, Silva Pereira, Frederico de Freitas, Henrique Casals, Paul Tortelier, Sandór Vegh (com quem tocou o duplo concerto de J. S. Bach), Fritz Rieger, Enrique Toldrá, Walter Susskind, Raphael Frühbeck de Burgos, Franz-Paul Decker, Franco Mannino, Helmut Müller-Brühl, Robert Zeller, David Zinman, Karl Ristenpart, Urs Voegelin, Elaine Shaffer, Pierre Colombo, Adrian Sunshin, Edwin Fischer, Géza Anda e António Janigro.
Gravou diversas obras do reportório violinístico e de Música de Câmara para a Emissora Nacional (mais tarde RDP – Radiodifusão Portuguesa), destacando-se ainda a edição de três CD’s com obras de Beethoven, Mendelssohn, Brahms, Martinu e Schostakovich.
Foi Professora no Conservatório de Música do Porto entre 1944 e 1946, tendo fixado residência em Lisboa, a partir desse último ano. Leccionava na Academia de Santa Cecília quando, em 1972, foi convidada para Professora no Conservatório Nacional de Música de Lisboa. Leccionou ainda na Fundação Musical dos Amigos das Crianças.
Faleceu em Lisboa, a 27 de dezembro de 2007.

Leonor Prado, uma das maiores violinistas e pedagogas portuguesas de sempre, faria hoje 100 anos!

Tiago Neto, violinista, professor e seu antigo discípulo



Discografia:

João Domingos Bomtempo – Obras para piano, volume 3
Nella Maissa – piano, Leonor de Sousa Prado - violino
A Voz do Dono 8E 05140503



Pedro de Freitas Branco – As Vespas (Abertura); Concerto de Câmara; Paraísos Artificiais; Rapsódia Portuguesa 
Vaughan Williams, Martinu, Luís de Freitas Branco, Ernesto Halffter, National Symphony Orchestra, Leonor Prado, Regina Cascaes, Marie Antoinette Lévêque Freitas Branco