Ouvir
A Ronda da Noite
Em Direto
A Ronda da Noite Luís Caetano

Cultura

Centenário Ruben A. | 26 de Maio

Antena 2 | Online

|

Centenário Ruben A. | 26 de Maio Centenário Ruben A. | 26 de Maio

Ruben A., nome literário de Ruben Alfredo Andresen Leitão, nasceu há 100 anos. Para assinalar a efeméride, há uma extensa programação, com iniciativas que têm lugar durante este ano, mas também no próximo. A Antena 2 junta-se a esta homenagem no dia 26 de Maio, evocando o escritor e celebrando a sua obra.


26 de Maio 

Centenário de Ruben A. | 1920 - 2020

Ao longo do dia de 3ª feira, 26 de Maio, data em que Ruben A., escritor, romancista, ensaísta, historiador, crítico literário, completaria 100 anos, a Antena 2 homenageia-o em diversos momentos da sua emissão:

- em Império dos Sentidos, de Paulo Alves Guerra 
com uma conversa com Nicolau Andresen Leitão, filho do escritor e membro da Comissão das Comemorações do Centenário
Para ouvir, clicar aqui [a partir de 1h14m] 


- Leituras de excertos do livro Caranguejo, de Ruben A., pelo agrupamento de teatro Um Coletivo 
Uma Criação Radiofónica em 4 momentos, com transmissão às 08h30, às 11h30, às 15h30 e às 18h30.
Como se a Criação do mundo, enfim, começasse ou acabasse numa vertigem. As histórias são de amor e nenhuma conhece princípio. Aqui, os amantes são órfãos. Para além de todas as palavras, as que se dizem e as que se escondem, vislumbramos, subtilmente, o caos a que nos habituámos a chamar coração. 
Para ouvir, clicar nos links:


- em A Ronda da Noite, de Luís Caetano
Para ouvir, clicar aqui.





Caranguejo, de Ruben A.

Uma Criação Radiofónica por Um Coletivo

A partir de quatro fragmentos de Caranguejo, de Rúben A., ouvimos falar de amor. 
Como se a Criação do mundo, enfim, começasse ou acabasse numa vertigem. As histórias são de amor e nenhuma conhece princípio. Aqui, os amantes são órfãos. Para além de todas as palavras, as que se dizem e as que se escondem, vislumbramos, subtilmente, o caos a que nos habituámos a chamar coração.
 
Para ouvir, clicar nos links:

Ficha Técnica
Dramaturgia: Cátia Terrinca
Ela: Cátia Terrinca
Ele: Elmano Sancho
Sonoplastia: Diogo Arouca Rodrigues
Produção: Tânia Baldé / UMCOLETIVO

Em continuidade com o trabalho desenvolvido nos últimos 4 anos de atividade regular, o Um Coletivo parte de obras não dramáticas de autores de língua portuguesa que, de alguma forma, residem num território interior e marginal, como Rúben A. e João Vário. Encontra-se aqui uma analogia com o território geográfico de desenvolvimento das nossas actividades, uma proximidade metafórica entre um artista que foi esquecido e uma população invisível.
Neste contexto, em 2020, assume protagonismo o projeto, Sótão da Sensibilidade, onde CORES, JULI A., CARANGUEJO e SILÊNCIO fazem parte de um tríptico transdisciplinar a partir da obra de Rúben A., que escolheu o Alentejo como território de evasão e purga filosófica.




O programa das comemorações do centenário de Ruben A. sofreu algumas alterações face ao inicialmente previsto devido à situação pandémica, prolongando-se agora para 2021, e compreende inúmeras iniciativas.
Depois do lançamento de um selo pelos CTT  dedicado ao escritor, a 19 de fevereiro, a 2ª edição do Prémio Musa, uma iniciativa do Movimento Patrimonial pela Música Portuguesa, com o Museu de História Natural e Ciência, da Universidade do Porto, teve como fonte de inspiração textos do escritor.
A comissão das celebrações do centenário, constituída pelos professores António Feijó, Miguel Tamen e Sílvia Chicó, da Universidade de Lisboa, e Clara Rocha, da Universidade Nova de Lisboa, José Manuel dos Santos, da Fundação EDP, Maria Calado, do Centro Nacional de Cultura, e pelo filho do autor, Nicolau Andresen Leitão, do ISCTE- Instituto Universitário de Lisboa, programou também exposições, peças de teatro, colóquios e conferências:

Teatro por Um Coletivo: 
6 de junho | Estreia da peça Júlia Teatro Muncipal de Elvas
14 de novembro | Silêncio para 4, O Espaço do Tempo em Montemor-o-Novo 
16 de novembro | Júlia, Teatro Sá da Bandeira em Viana do Castelo 
24 de novembro | Júlia, Fábrica da Criatividade em Castelo Branco 

Edições 
Livros do Brasil
26 de maio | Reedição do romance A Torre da Barbela, no formato livro de bolso na coleção Miniatura da Livros do Brasil.

Assírio & Alvim

Segundo semestre de 2020. Reedição da novela Silêncio para 4
Reedição da autobiografia num volume, O Mundo à Minha Procura


Também a RTP Arquivos, repositório do património e memória coletiva nacional, colectou na Coleção Ruben A., uma série de 25 vídeos e audios, com Ruben A. ou sobre a sua atividade e escrita, que disponibiliza ao público:

Conferência do escritor Ruben A. sobre o seu percurso literário, no Instituto Alemão de Lisboa, a 23 Janeiro 1969.

Leitura integral da peça em sete cenas "Relato de 1453", sobre a queda de Constantinopla e do fim Império Romano do Oriente, pelo escritor Ruben A., a 1 de Junho de 1965.

- Ruben A. faz, para o programa Convergência, critica sobre a produção literária e ensaística, editada em Portugal durante o ano de 1970.

Discurso do escritor Ruben Andresen Leitão e de Higino Borges de Menezes, na tomada de posse enquanto novos administradores da Imprensa Nacional - Casa da Moeda, a 1 de Agosto de 1972.
 
Declarações do escritor Ruben Andresen Leitão, após a cerimónia da sua tomada de posse como Director Geral dos Assuntos Culturais, do Ministério da Educação e da Cultura, em Lisboa, na Biblioteca Nacional, a 4 de Janeiro de 1975.

Para ver ou ouvir as restantes peças, clicar aqui.


Ruben A. ladeado pela prima e poetisa Sophia de Mello Breyner Andresen e pela escritora Isabel da Nóbrega


Em 2021, em datas a confirmar, a programação inclui:

- Exposição “O Incrível Ruben A. - 100 anos do escritor", na Biblioteca Nacional. Comissária Dália Dias 

- Colóquio “O Incrível Ruben A.", na Fundação Calouste Gulbenkian
Uma organização da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, que conta com comunicações por Clara Rocha, Dália Dias, Fernando Pinto do Amaral, Gustavo Rubim, Joana Matos Frias, Joana Meirim, Pedro Mexia, Silvia Chicó; os testemunhos: Antonio Valdemar, Artur Santos Silva, Emilia Nadal, Francisco Pinto Balsemão, José Manuel Villas-Boas, José Miguel Júdice, Liberto Cruz, Luis Valente de Oliveira, Marcelo Rebelo de Sousa, Vítor Serrão; e os moderadores António Feijó, João Almeida, Guilherme d’Oliveira Martins, Luis Caetano, Miguel Tamen.

- Conferência de Liberto Cruz, “História e Ficção em Kaos de Ruben A.”, 
inserida no Colóquio “O Património do Romance", Museu Ferreira de Castro em Sintra.

Dia Ruben A., 
no Centro Cultural de Belém, uma organização do CCB em colaboração com o Centro Nacional de Cultura.

Encontro “Ruben A. – Um Cosmopolita nas Margens da Cidade”,
no Centro Cultural de Cascais, 
uma organização de Cascais Interartes, Fundação D. Luis I, e Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

- Evocação de Ruben A., na Casa Andresen

- Homenagem a Ruben A., pela Academia das Ciências de Lisboa.