Ouvir
A Força das Coisas
Em Direto
A Força das Coisas Luís Caetano

Concertos

Dias da Música | 28 Abril 21h00

Concerto de Abertura

|

Dias da Música | 28 Abril 21h00 Dias da Música | 28 Abril 21h00



28 Abril 21h30 | Transmissão direta

Concerto de Abertura

CCB - Grande Auditório

Transmissão em direto a partir das 21h00


Mykola Diadiura, direção musical
José Esteban García Miranda, maestro do coro
Larissa Savchenko, meio-soprano
Wojtek Gierlach, baixo
Miguel Moreira, narração

Coro da Fundação Princesa das Astúrias


Programa

Serguei Prokofiev - Ivan, o Terrível, op. 116; Música dos filmes de Sergei Eisenstein em versão de Oratória (arranjos de Abram Stasevich)


Orquestra Sinfónica Metropolitana @ David Rodrigues/Metropolitana


Proclamado em 1547, Ivan IV tornou-se o primeiro Czar da Rússia. Construiu um império expansionista que centralizava o poder e combatia cruelmente as oligarquias aristocratas, os boiardos. Em particular, a política da Opríchnina, baseada em territórios administrativos que protegiam a coroa, deixaram uma marca sangrenta no seu reinado. Ficou conhecido pelo cognome O Terrível.
Estaline identificava-se com esta figura histórica, por razões que se adivinham. Porém, os filmes que o realizador Eisenstein lhe dedicou exploram, sobretudo, os aspetos morais e psicológicos da sua personalidade. O primeiro, de 1944, tem início com a coroação. Aborda os episódios do seu casamento e as lutas intensas que culminaram na instauração de um regime absolutista. O segundo filme só foi estreado em 1958, já depois das mortes de Eisenstein, de Prokofiev e do próprio Estaline. Centra-se nas mais atrozes tramas palacianas que Ivan teve de enfrentar ao longo da governação.
A importância da banda sonora no desenrolar destes filmes é devedora do interesse que Prokofiev dedicou à ópera nos anos 1940. Nunca chegou a publicar as partituras, e menos ainda as recuperou numa versão cénica. Foi Abram Stasevich, maestro que havia colaborado na produção do filme, quem assumiu a tarefa. Em formato de Oratória, fez estrear em abril de 1961, em Moscovo, esta obra magistral, que articula livremente as partes mais substantivas da música original (inalterada) com a declamação de um texto que contextualiza a narrativa.
Rui Campos Leitão


Nestes três Dias da Música, acompanhe-nos também pelo facebook da Antena 2.


Veja ainda a programação dos restantes Dias da Música, na Antena 2:

Dia 29 - das 13h45 às 00h00
Concertos
Excertos musicais a partir de várias salas
Comentários, entrevistas, apontamentos de reportagem

Dia 30 - das 12h45 às 20h30
Concertos
Excertos musicais a partir de várias salas
Comentários, entrevistas, apontamentos de reportagem
Concerto de Encerramento [a confirmar]