Ouvir
Boulevard
Em Direto
Boulevard André Pinto

Destaques

Intersections #11 #12 | 25 Novembro

CI Community Project | Antena 2

|

Intersections #11 #12 | 25 Novembro Intersections #11 #12 | 25 Novembro

A Antena 2 online apresenta, a partir de 25 de Março, a série de performances, Intersections, um projeto comunitário de Compositores e Improvisadores, da iniciativa de Javier Subatin.


Composers and Improvisers Community Project

                  | Intersections |

   Performances de Novembro


#11 Daniel Martinho & Yumi Ito | #12 Heikki Ruokangas & Marta Sánchez

Intersections #11 | Daniel Martinho & Yumi Ito




Daniel Martinho | Compositor / performer português radicado no Porto, que trabalha essencialmente na interseção entre instrumentos acústicos e electrónica, para concertos, teatro e cinema.
Concluiu a Licenciatura em Composição na ESMAE onde teve oportunidade de trabalhar com professores como Carlos Guedes, Dimitris Andrikopoulos, Klaas de Vries, Magnus Lindberg, Jonathan Harvey, Helmut Lachenmann, Vic Hoyland, Ricardo Climent, entre outros.
Em 2010 foi nomeado Jovem Compositor Residente na Casa da Música e neste contexto três das suas obras foram estreadas pelo Quarteto de Cordas de Matosinhos, pelo Remix Ensemble Casa da Música e pela Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música.
As suas obras, de instrumentos a solo a orquestras completas, têm sido executadas em todo o mundo, desde Portugal (Casa da Música, O'culto da Ajuda, Centro Cultural de Cascais, Cine-Teatro Constantino Nery, Centro de Arte de Ovar) aos Estados Unidos Estados da América (Berkley University e San Jose State University - Califórnia, University of Massachussets - Darmouth e Lowell, Rutgers University - New Jersey), Suíça (Grosser Konzertsaal - Bern), Japão (Yamaha Hall - Tóquio, Phoenix Hall - Osaka), e China (Shaoxing Grand Theatre).
Recentemente, tem desenvolvido a criação / performance em tempo real com sintetizadores modulares. Em 2018, lançou seu primeiro álbum solo, Genealogy (o primeiro de dois volumes). Como intérprete apresentou-se no Festival noc noc, em Guimarães, e foi convidado a participar na primeira edição do Festival Onda ~ em Arcos de Valdevez.


Yumi Ito | Vocalista, compositora, produtora e arranjadora nipo-polaca que mora em Basel, Suíça. A sua música é um amálgama de jazz, arte-pop e neo-clássico. Yumi toca ao vivo frequentemente e já compartilhou palcos com nomes como Al Jarreau, Becca Stevens, Kurt Rosenwinkel e Mark Turner.
Como líder de banda, side-woman e arranjadora, Yumi Ito atua no jazz, pop, teatro e cinema. Além de muitas colaborações, Ito gravou três álbuns com seu próprio nome: "Intertwined" (2016, Unit Records), "Ypsilon" com Yves Theiler (2017) e "Stardust Crystals" (2020, Unit Records). Ito apresenta-se internacionalmente com o baixista Kuba Dworak e o baterista Iago Fernandez, e com a sua orquestra de onze membros e com o guitarrista polaco Szymon Mika.
Em 2015, Ito concluiu o Bacharelato em Artes em Canto Jazz pela Universidade de Artes de Zurique. Em 2017, ela recebeu o seu diploma no mestrado em jazz vocal e composição no Jazzcampus em Basel. Os seus professores foram Guillermo Klein, Mark Turner, Jorge Rossy, Larry Grenadier, Lisette Spinnler e Jeff Ballard. Em 2017, Ito foi escolhida por Wolfgang Muthspiel para participar no prestigiado programa Focus Year Band e fez parte do conjunto internacional de oito membros por um ano. A banda gravou o álbum "After This" (2018, Neuklang) e foi treinada semanalmente por músicos como Dave Holland, Avishai Cohen, Django Bates, Steve Swallow e Lionel Loueke. O grupo apresentou-se no Opus Jazz Club Budapest, Porgy and Bess Vienna, Off Beat Festival, etc.
Como parte de uma residência de composição, Yumi Ito foi convidada duas vezes para o Leste da Islândia (em agosto de 2018 e junho de 2019) para trabalhar na música de seus projetos. Foi vencedora do Montreux Jazz Vocal Competition (2015) e integrou a banda vencedora da geração Frauenfeld festival (verão 2017) liderada pelo trombonista e compositor Adrian Mears. Em 2016, foi convidada por Yaron Herman para o 50º Festival de Jazz de Montreux para interpretar as suas próprias composições com Ziv Ravitz e Joe Martin. No verão de 2013, durante uma estadia de dois meses em Nova York, Ito estudou com Gretchen Parlato, Bob Stoloff, Jay Clayton e Bobby McFerrin. Ito já fez digressões pela Islândia, Japão, Brasil, Polônia, França, Áustria, Alemanha, Hungria, República Tcheca e Suíça.



Intersections #12 | Heikki Ruokangas & Marta Sánchez





Heikki Ruokangas | Guitarrista e compositor de jazz / vanguarda de Oulu, Finlândia. A sua música é um diálogo entre melodia e ruído, intercalando momentos sensíveis e tranquilos com violentas expressões de vanguarda, e distintas melodias e motivos atonais. Ruokangas inspira-se no jazz vanguardista, contemporâneo e tradicional, bem como na herança musical e nas tradições nativas da Finlândia.
As apresentações internacionais de Ruokangas incluem clubes e festivais na Dinamarca, Estónia, Suécia e Itália e os seus álbuns foram lançados no Reino Unido, EUA e Alemanha.
Os seus projetos atuais incluem um dueto com o multi-instrumentista Landon George (EUA), uma dupla de guitarra e acordeão com Anne-Mari Kanniainen e o seu projeto de guitarra solo Heikki Ruokangas Monologues. O novo álbum de guitarra solo de Ruokangas Kaamos Waltz foi lançado pela Rockadillo Records em agosto de 2020. 
Ruokangas é membro de um coletivo internacional de improvisadores, CI Community Project, que inclui músicos de todo o mundo (Nova York, Berlim, Lisboa, Oulu etc. .).


Marta Sánchez | Nascida e criada em Madrid, Espanha, a pianista e compositora está a trabalhar ativamente na cena da música criativa contemporânea na cidade de Nova Iorque e em todo o mundo. Traçando um caminho significativo através da sua música inovadora e original, alcançou um público internacional, obtendo reconhecimento global.
Como líder de banda, está atualmente trabalhando com o seu Quinteto de New York, com a sua banda Room Tales, com a cantora Sara Serpa, e com o Quartet Open Can, com Ralph Alessi, Michael Formanek e Mark Ferber. Está envolvida em muitos outros projetos musicais como colaboradora, performer e / ou musica de estúdio nos Estados Unidos e no exterior.
O principal projeto de Marta, o seu quinteto, foi criado logo após a sua mudança para Nova Iorque e, desde então, lançou três álbuns: “Partenika” (2015), “Danza Imposible” (2017) e “El Rayo de Luz” (2019), todos com o selo espanhol Fresh Sound. Todos os álbuns receberam elogios da imprensa americana. 
”Partenika” recebeu ótimas críticas do The New York Times, Downbeat, All Music, All About Jazz e muitos mais. Além disso, a gravação foi selecionada pelo The New York Times como um dos 10 melhores álbuns de 2015, incluindo todos os géneros, e também foi incluída nas listas das melhores gravações do ano da Jazz Journalist Association, Downbeat e All Music. 
O trabalho do quinteto, “Danza Imposible” foi resenhado e muito elogiado no famoso programa de rádio pública “Fresh Air”, obteve 4 estrelas no DownBeat, uma excelente crítica do The New York Times, no programa de Nate Chinen no WBGO, e também foi incluído em algumas listas dos melhores de 2017. 
“El Rayo de Luz” também foi incluído na lista dos 10 melhores álbuns de jazz de 2019 do The New York Times, e foi a escolha do editor na edição de dezembro da Downbeat, obteve uma crítica de quatro estrelas também na Downbeat de Giovanni Russonello, foi apresentado no programa da WBGO “The Checkout” e depois de “Danza Imposible”, a música de Marta foi tema de artigos em publicações como Jazziz e The New York Times.
Viajou pelos Estados Unidos, Europa, América do Sul e América Central, atuando como líder ou acompanhante em locais de prestígio e festivais de destaque, como o Festival de Jazz do Mar do Norte na Holanda, Eurojazz na Cidade do México, Eurojazz em Atenas, Jazz Festival Vitoria Gasteiz, Festival de Jazz de Inverno de Nova York e Madrid, entre muitos outros. Nos Estados Unidos, ela apresentou-se nalguns dos clubes mais prestigiados, incluindo o Blue Note, Birdland, Jazz Gallery, 55 Bar, The Cell Theatre, Cornelia Street Cafe ou Blue Whale.
Recebeu prémios de melhor banda sonora para curta-metragem nos festivais Alcalá de Henares, Curtficcion em Barcelona e Palma de Mallorca.
Em 2017 e 2021 recebeu a prestigiada bolsa de residência na Colónia MacDowell, onde Marta escreveu repertório para piano.



Intersections 


#9 Nabou Claerhout & Diogo Alexandre | #10 Andres Marino & Matthew Golombisky



Composers and Improvisers Community Project é uma comunidade global de músicos independentes que trabalham juntos para produzir um fluxo regular de conteúdos exclusivos online compartilhados com os fãs que apoiam seu trabalho.
Considerando os problemas crescentes que os músicos enfrentam para encontrar formas de gerar rendimentos regulares devido à pandemia COVID-19, este é o momento certo para entrar em ação e concretizar esta ideia: criar uma comunidade onde músicos de diferentes partes do globo trabalham juntos com o objetivo de oferecer um fluxo constante de conteúdo de alta qualidade e exclusivo numa plataforma única e dividir os recursos arrecadados em partes iguais - que só são possíveis de reunir com o apoio dos amantes da música.
Com esta iniciativa, os músicos envolvidos obtêm:
uma base de fãs sólida e global, composta por amantes do jazz e da música improvisada de todas as partes do mundo.
uma receita regular gerada pela contribuição mensal dos fãs em troca de uma quantidade considerável de conteúdos exclusivos, como trabalhos diários inéditos e improvisações, vídeos com áudio de alta qualidade, gravações colaborativas, downloads de áudio exclusivos e muito mais!
visibilidade, considerando que os músicos com mais visibilidade vão ainda aumentá-la com os outros músicos e, ao mesmo tempo, vão ajudar outros a alcançarem maior exposição pública.
Por outro lado, os assinantes são parte ativa da comunidade de apoio ao trabalho dos artistas e têm acesso a conteúdos exclusivos:
● Vídeos diários com áudio de alta qualidade.
● Gravações produzidas especificamente para a comunidade e com a colaboração dos músicos que dela fazem parte. Isso estimulará interações entre músicos o que poderia não acontecer noutras circunstâncias.
● Downloads exclusivos de faixas e álbuns.
● E muito mais que surgirá com o crescimento da comunidade! (estamos planeando apresentações e masterclasses online ao vivo, lançamentos de CD e muito mais).
Finalmente, espero que músicos e fãs se juntem a esta comunidade e participem do projeto.
Javier Subatin
fundador e diretor artístico