Ouvir
A Ronda da Noite
Em Direto
A Ronda da Noite Luís Caetano

Destaques

Kinorama | 3ª feiras | 12h30 e 18h30

Por Edgar Pêra

|

Kinorama | 3ª feiras | 12h30 e 18h30 Kinorama | 3ª feiras | 12h30 e 18h30

A Antena 2 estreia no início de Janeiro um novo programa semanal intitulado Kinorama, da autoria de Edgar Pêra.


3as feiras | 12h30 e 18h30


Kinorama
Um programa de Edgar Pêra


Para ouvir, clicar aqui.


Kinorama é um programa de rádio de Edgar Pêra feito a partir de bandas sonoras de filmes seus e de bandas sonoras inéditas, criadas especialmente para o programa Kinorama.

Assistência de Ana Soares, Super-visão sónica de Cláudio Vasques, música do genérico de Artur Cyaneto.





Programas

Prog. 1 | 5 Janeiro
A Cena do Ódio de Almada Negreiros, 
nos filmes Caminhos Magnéticos (produção Bando À Parte) e com Ney Matogrosso e música de The Legendary Tigerman SWK4 (produção Animatógrafo), Manuel João Vieira, José Wallenstein, Duarte Barrilaro Ruas, Rui Reininho, Suzy Peterson e Fernando Candeias. Música de Tiago Lopes e Paulo Abelho.




Prog. 2 | 12 Janeiro
A obra de Fernando Pessoa 
no filme Lisbon Revisited (produção Bando À Parte), dita por Nuno Melo, e Miguel Borges, entre outros. Sonoplastia de Artur Cyaneto e Pedro Góis.




Prog. 3 | 19 Janeiro
Excertos da banda sonora de O Espectador Espantado 
(produção Bando À Parte), com intervenções de Eduardo Lourenço e Augusto M. Seabra, entre outros.


Prog. 4 | 26 Janeiro
Excertos da banda sonora de O Trabalho Liberta? 
(produção Núcleo de Cineastas Independentes/Valentim de Carvalho) com intervenções de Agostinho da Silva, Paulo Varela Gomes, Herman José, Paulo Borges, entre outros. Música de Paulo Abelho e Tiago Lopes.




Edgar Pêra (1960), cineasta (A Janela (Marialva-Mix), O Barão, Lisbon Revisited) iniciou o seu percurso em 1985, filmando quotidianamente, sobretudo, bandas pop portuguesas. Desses primeiros registos resultaram cine-diários, vídeoclipes, fições musicais e documentários como Punk Is Not Daddy, Movimentos Perpétuos/Cine-Tributo a Carlos Paredes, Visões de Madredeus e a série televisiva Arquivos Kino-Pop.
No final dos anos 80 estreia-se na rádio, na RUT (Rádio Universidade Tejo) onde co-realiza, juntamente com Pedro Bidarra, Projecto Global, A Idade Marinetti e Missão Impossível
Em 1989 foi redator na Rádio Gest (antiga e futura Rádio Comercial), sob a direção de Alface. Pêra participa ativamente nas bandas sonoras dos seus filmes, que entende tão importantes como a imagem, tendo trabalhado com músicos como Pedro Ayres Magalhães, Vítor Rua, Nuno Rebelo, Dead Combo, Lydia Lunch, The Legendary Tigerman, JP Simões, Ricardo Ribeiro, entre muitos outros.
Em 2006 recebe, em Paris, o prémio Pasolini, juntamente com Jodorowsky e Arrabal, Desde 1990 que realiza cine-concertos (articulando filmes, rodagens em directo, manipulação de som e música ao vivo) tais como Lovecraftland, estreado na retrospectiva que lhe foi dedicada em 2019 pelo Festival de Cinema de Roterdão, um dos mais importantes da Europa.
A sua última longa-metragem, Não Sou Nada/The Nothingness Club, sobre os heterónimos de Pessoa, está em fase de pós-produção.