Ouvir
Caleidoscópio
Em Direto
Caleidoscópio O ESPELHO DE CRISTINA

Destaques

Lonnie Brooks (1933-2017) | 15 Abril 23h00

O Canto do Blues

|

Lonnie Brooks (1933-2017) | 15 Abril 23h00 Lonnie Brooks (1933-2017) | 15 Abril 23h00

15 Abril | 23h00

Lonnie Brooks (1933-2017) 


Lonnie Brooks, um dos melhores bluesmen de Chicago, faleceu no dia 1 de abril, aos 83 anos, e André Pinto em O Canto do Blues presta-lhe homenagem, dedicando-lhe o programa de sábado à noite.

Lonnie Brooks, cantor e guitarrista fica para a história, por ter feito uma síntese única entre dois estilos de blues: o do Louisiana e o de Chicago.

Lee Baker Junior nasceu a 18 de dezembro de 1933 no Louisiana. Apesar de cedo ter aprendido a tocar banjo com o seu avô, só encara a possibilidade de uma maior ligação à música, quando vai viver para Port Arthur, no Texas e começa a tocar guitarra a sério aos vinte e poucos anos.
É nesses inícios dos anos 1950 que assiste ao vivo a atuações de Clarence "Gatemouth" Brown, T-Bone Walker, BB King, Long John Hunter e outros, e começa a pensar em ganhar dinheiro com a música.
Certo dia, Brooks está tocando guitarra na varanda de sua casa, em Port Arthur, e Clifton Chenier ouve-o e convida-o para integrar a tournée da sua banda.
Em 1957 inaugura a carreira a solo, assinando então com o nome Guitar Junior.
Pouco depois, acompanha Sam Cooke em Chicago, mas surgem então dois problemas: havia outro bluesman a tocar sob o nome Guitar Junior, na cidade e o Blues ao estilo do bayou não tem o mesmo sucesso, mais a Norte.
É então que nasce o nome de Lonnie Brooks.
Especializa-se então como músico de sessões de gravação, trabalhando com, por exemplo, Jimmy Reed, e durante os anos 60, desenvolve um novo estilo de blues.
No final dos anos 70, Lonnie Brooks goza já de reputação como músico excepcionalmente dinâmico de Chicago e revelando uma nova perspectiva do Blues.
A editora é então a Alligator e um grande álbum é Bayou Lightning, de 1979, um dos melhores  do músico.




Cinco álbuns depois, Brooks é considerado já como um dos gigantes do Blues de Chicago.
Na cena musical competitiva de Chicago, o guitarrista carismático reina durante muito tempo como um dos melhores bluesmen da cidade.
A longa associação de Brooks com Alligator Records continuou até o final dos anos 90 com o lançamento de Roadhouse Rules em 1996 e, em colaboração com Phillip Walker, Lone Star Shootout em 1999.



O Canto do Blues
por André Pinto
Sábados e Domingos às 23h00
(Repetição 6ª feira às 3h00)