Ouvir
Quinta Essência
Em Direto
Quinta Essência João Almeida

Destaques

O Tempo e a Música | Domingo 11h00 | Sábado 14h00

por Rui Vieira Nery

|

O Tempo e a Música |  Domingo 11h00 | Sábado 14h00 O Tempo e a Música |  Domingo 11h00 | Sábado 14h00

Com um novo programa desde Janeiro, no ar e on demand, Rui Vieira Nery regressa à Antena 2 para partilhar histórias, desvelar acontecimentos, aprofundar reflexões, sobre músicos e obras, estéticas e movimentos, nos seus diferentes momentos históricos.


O Tempo e a Música
As Histórias da Música e as Músicas da História contadas por Rui Vieira Nery

Domingos às 11h00 
Sábados às 14h00 

Produção: Cristina do Carmo


Uma viagem guiada através de um milénio da História da Música Ocidental e de um século de registos discográficos, revelando factos, propondo reflexões, percorrendo lado a lado com o ouvinte itinerários de descoberta, partilhando com ele escolhas, empatias e aversões. 
O modo como cada compositor, cada obra ou cada intérprete se inseriram, em cada período, nas convenções e modelos estéticos, nos sistemas de produção e circulação da Música e dos músicos, nos modelos de formação e ensino, na organização da vida musical. 
A forma como a Música ocidental foi dialogando a cada momento com os contextos socio-económicos e politico-ideológicos e interagiu nesse processo com as grandes correntes de pensamento, de expressão literária e de criação artística que marcaram cada contexto. 
As dinâmicas constantes entre tradição e inovação, entre o erudito e o popular, entre o nacional e o cosmopolita, entre a individualidade de cada artista e os movimentos e tendências de grupo. 
Um mosaico musical, sempre mutante, de consagrados e esquecidos, de vencedores e vencidos, de revolucionários e conservadores, de génios e gente comum, sobre o pano de fundo de uma História, sempre em movimento, das ideias e das culturas.

Rui Vieira Nery


Episódios de O Tempo e a Música já transmitidos:




10 Abr 2016 - As óperas de Franz Schubert (I): Der vierjahrige Posten (O Sentinela durante 4 anos) e Claudine von Villa Bella









Com outras Histórias da Música, e durante este mês de Maio, aos sábados à tarde, no Centro Cultural de Belém, Rui Vieira Nery profere 4 palestras integradas no

Dias 7, 14, 21 e 28 Maio 2016 | das 16:00 às 17:30


Este ciclo pretende traçar um percurso histórico centrado na música como objeto para a construção da representação do poder: 
o canto gregoriano como instrumento da unificação da Igreja e da autoridade do Papa; 
a Música de Corte como imagem do absolutismo régio de Luis XIV; 
os nacionalismos musicais como espelho da construção das novas identidades nacionais no século XIX; 
a ópera e a música sinfónica como apologias do colonialismo europeu. 

Nestas sessões serão ainda abordadas as músicas que serviram de veículos de contestação: dos cânticos e corais protestantes como alternativa a liturgia católica, passando pelos hinos da Revolução Francesa e do Liberalismo, pelas canções revolucionárias do Movimento Operário, pelos cânticos dos movimentos fascistas entre as guerras mundiais ou pelas canções contestatárias das décadas de 1960 e 1970.