Ouvir
Nocturno
Em Direto
Nocturno André Pinto

Destaques

Palavras Cruzadas | 2.ª a 6.ª feira | 9h55 | 18h20

Por Dalila Carvalho

|

Palavras Cruzadas | 2.ª a 6.ª feira | 9h55 | 18h20 Palavras Cruzadas | 2.ª a 6.ª feira | 9h55 | 18h20

Leon Tolstói conta uma história aos netos Ilyusha e Sonya, 1909, Kryokshino. Foto de V. G. Chertkov.


A Antena 2 começa a emitir a 4 de Janeiro um novo programa diário, de 2.ª a 6.ª feira, intitulado Palavras Cruzadas, da autoria de Dalila Carvalho.


2.ª a 6.ª feira | 9h55 | 18h20

Palavras Cruzadas 
Por Dalila Carvalho


Para ouvir, clicar aqui.


Porque falamos como falamos? 
É possível discordar de uma coisa, mas concordar com essa mesma coisa se nos for dita de outro modo? 
O que nasce primeiro - o pensamento ou a palavra?
As palavras que usamos no dia-a-dia dizem mais sobre nós do que a nossa própria aparência. Mais do que imaginamos. Há palavas de esquerda e de direita, palavras que só dizemos aos 20 anos e outras que só usamos aos 50, palavras que só as mães é que dizem, e outras que usamos quando queremos dizer, exatamente, o seu contrário! Será possível?

De segunda a sexta, Dalila Carvalho convida médicos, políticos, jornalistas, artistas, historiadores, economistas, escritores… a dizer porque usam umas palavras e não outras, jogando as Palavras Cruzadas.



Programas Junho

Prog. 111 | 7 Junho
Como comunicar a morte a um doente oncológico

Prog. 112 | 8 Junho
Como comunicar a doença

Prog. 113 | 9 Junho
Como comunicar a cura

Prog. 114 | 10 Junho
As dificuldades do médico em entender o doente

Prog. 115 | 11 Junho
Os erros na Comunicação Social quando fala em Saúde

Convidada da semana: Fátima Cardoso
(médica oncologista, Diretora da Unidade de Mama da Fundação Champalimaud. Presidente da Advanced Breast Cancer)


Prog. 116 | 14 Junho
Ser Copy Desk

Prog. 117 | 15 Junho
A pontuação

Prog. 118 | 16 Junho
As siglas e os acrónimos

Prog. 119 | 17 Junho
Pontos ou vírgulas a separar números?

Prog. 120 | 18 Junho
Problemas de tradução na legendagem de filmes ou séries

Convidado da semana: Luís Alho
(Copy Desk, antigo revisor de textos de jornais, livros e revistas)


Prog. 121 | 21 Junho
Os nomes dos filhos dos imigrantes

Prog. 122 | 22 Junho
Negro, Preto, Afrodescendente ou “pessoa de cor"

Prog. 123 | 23 Junho
Metáforas racistas

Prog. 124 | 24 Junho
A falta de representatividade dos negros na publicidade

Prog. 125 | 25 Junho
A falta de heróis negros na literatura, na ciência e na história

Convidada da semana: Anabela Rodrigues 
(“Artivista”, Poeta e Mãe. Coordenadora da Associação “Solidariedade Imigrante”, membro fundador do Grupo de Teatro do Oprimido)


Prog. 126 | 28 Junho
Vocabulário da pandemia
Convidado do dia: Hugo Sousa

Prog. 127 | 29 Junho
Verdade ou mentira
Convidada do dia: Fátima Cardoso (médica oncologista)

Prog. 128 | 30 Junho
Ponto de abreviatura
Convidado do dia: Luís Alho (Copy Desk/revisor de textos)



Programas Janeiro a Maio

Prog. 1 | 4 Jan.
Faça o favor de dizer se tem uma neoplasia maligna ativa

Prog. 2 | 5 Jan.
Mama, não! Seio, Senhor Doutor. Seio!

Prog. 3 | 6 Jan.
Vai ficar tudo bem?

Prog. 4 | 7 Jan.
Morrer de doença prolongada

Prog. 5 | 8 Jan.
O índice Flynn


Prog. 6 | 11 Jan.
As palavras mais gastas de 2020
No início de janeiro, ficamos a conhecer a “Palavra do Ano”. O Palavras Cruzadas decidiu fazer a lista das palavras mais gastas de 2020.

Prog. 7 | 12 Jan.
Velho, Idoso, Sénior ou Maior?
O que nos impede de chamar velhos aos idosos? Serão os idosos Séniores ou Maiores?

Prog. 8 | 13 Jan.
Não há doenças sem nome
Sem nome, nenhuma doença pode ser estudada e diagnosticada. Sem essa palavra, a doença não existe.

Prog. 9 | 14 Jan.
Morrer por Amor
A saudade – eleita a palavra do ano 2020 - pode matar?

Prog. 10 | 15 Jan.
ADN – Pode alguém ser quem não é?

Convidado das duas primeiras semanas de emissão: Salvador Massano Cardoso
(médico, professor e autor de livros de contos)


Prog. 11 | 18 Jan.
Empregado, Trabalhador, Funcionário ou Colaborador?
Como devemos tratar quem trabalha numa empresa, num escritório, numa fábrica? O que somos, quando vendemos o nossos trabalho?

Prog. 12| 19 Jan.
Estratégico
O que é estratégico nem sempre é bom! Será que só usamos a palavra “estratégico” quando não temos mais argumentos?

Prog. 13 | 20 Jan.
CEO (Chief Executive Officer)
O que terá acontecido aos gestores e presidentes de empresas? Será que foram todos despedidos? Abre-se um jornal de economia e só encontramos CEO’s…

Prog. 14| 21 Jan.
Chairman
Chairman é a palavra inglesa para Presidente do Conselho de Administração ou Presidente não executivo… e quando na cadeira mais importante se senta uma mulher?

Prog. 15 | 22 Jan.
Os números também mentem?
É mais fácil mentir com palavras ou com números? O que mente melhor?

Convidado das emissões da semana: Daniel Bessa  
(economista, académico, antigo ministro da economia, consultor de empresas)


Prog. 16 | 25 Jan.
Arrasar
É a clareza ou a falta de imaginação que leva os Media a usar o verbo ARRASAR por tudo e por nada? Carlos Magno arrasa esta palavra!

Prog. 17| 26 Jan.
Uma questão de género
Senhoras e Senhores, Meninos e Meninas: usar sempre os géneros feminino e masculino é uma polémica antiga… mas será que também é uma questão ideológica?

Prog. 18 | 27 Jan.
Há palavras de direita e de esquerda?
As palavras que usamos dizem mais de nós do que nós delas. Será que o vocabulário pode definir politicamente uma pessoa?

Prog. 19| 28 Jan.
As perguntas do costume: como comenta, como reage e como se sente?
“Se não sabe, porque é que pergunta?” O título de um livro hoje no Palavras Cruzadas que faz perguntas a Carlos Magno sobre as perguntas do costume.

Prog. 20 | 29 Jan.
Avançar
Os quês e os porquês da linguagem dos Media, esta semana no Palavras Cruzadas. E a palavra que hoje vai ao divã é o verbo “AVANÇAR”. Com a análise de Carlos Magno.

Convidado das emissões da semana: Carlos Magno
(jornalista, analista, professor, antigo presidente da ERC, com formação em Filologia Germânica)



Prog. 21 | 1 Fev.
A palavra Amor pode meter medo. E cantada em português, mete mesmo medo. 
A quem? A Vitorino Salomé!

Prog. 22 | 2 Fev.
Portugal é um país pequeno, mas farto em sotaques
O que Vitorino Salomé nos conta é que pode haver sotaques diferentes na mesma vila ou na mesma aldeia

Prog. 23 | 3 Fev.
As palavras doces, em português do Brasil que temos inveja de não termos sido nós a inventar, mas que Vitorino Salomé sabe de cor.

Prog. 24 | 4 Fev.
O que faz de um texto uma boa letra para uma canção? 
Vitorino Salomé conta alguns segredos…

Prog. 25 | 5 Fev.
Les Feuilles Mortes”, o poema de Jacques Prévert cantado por Yves Montand tem a versão inglesa em “Automn Leaves". 
Vitorino Salomé, que também a canta, explica o que tem de especial este poema.

Convidado das emissões da semana: Vitorino Salomé
(cantor, músico e compositor)


Prog. 26 | 8 Fev.
Chamar à colação
com a advogada Patrícia Dias Mendes

Prog. 27 | 9 Fev.
Distanciamento social e distanciamento físico
com o psicólogo António Subtil

Prog. 28 | 10 Fev.
O poder performativo das palavras, o caso da palavra gay,
com o psicólogo António Subtil

Prog. 29 | 11 Fev.
Expresssões psiquiátricas
com a médica psiquiatra Joana Prata

Prog. 30 | 12 Fev.
A palavra Gourmet,
com a ativista gastronómica Teresa Vivas


Prog. 31 | 15 Fev.
Carimbar o passaporte para a final
O futebol tem expressões que só o futebol tem. Como, por exemplo, dizer que um “golo carimbou o passaporte para a final”.

Prog. 32 | 16 Fev.
O que é uma conversa?
Qual será o tema obrigatório de qualquer conversa nos dias de hoje? Ainda falamos do tempo para preencher o vazio?

Prog. 33 | 17 Fev.
Media
a palavra que designa o conjunto dos órgãos e meios de Comunicação Social, veio do outro mundo, do mundo do culto espírita, mais precisamente do espiritismo do século XIX!

Prog. 34 | 18 Fev.
Mister
Porque é que os Treinadores de futebol são Mister? E as secretárias agora são assistentes? E os vendedores de imóveis são consultores? E os fotógrafos do jornal são repórteres fotográficos?
As palavras como necessidade de organização do mundo, usando categorias.

Prog. 35 | 19 Fev.
Comunicar
não é passar para os outros as nossas ideias, as nossas vontades para que eles as tomem como suas! Comunicar tem mais que se lhe diga!

Convidado das emissões da semana: Adriano Duarte Rodrigues
(fundador do Departamento de Comunicação Social da Universidade Nova de Lisboa, e responsável pelo departamento de linguística e professor de Teoria da Comunicação)


Prog. 36 | 22 Fev.
Imagem ou linguagem?
O que faz mais pela imagem de cada um: a aparência bonita ou a beleza do discurso?

Prog. 37 | 23 Fev.
Títulos Profissionais
Como resolver de forma airosa o uso inadequado dos títulos profissionais?

Prog. 38 | 24 Fev.
Tratamento por tu e por você
Há quem só conheça duas formas de tratamento: por tu ou por você. Nem uma, nem outra podem ser a melhor solução.

Prog. 39 | 25 Fev.
Esposa ou mulher?
Chamar esposa à mulher, além de pouco elegante, está incorreto.

Prog. 40 | 26 Fev.
Com os melhores cumprimentos
Como devemos despedir-nos, numa carta ou num email, de forma correta? Quais são, afinal, os melhores “salamaleques”?

Convidada das emissões da semana: Isabel Amaral
(especialista em protocolo, imagem e comunicação)


Prog. 41 | 1 Mar.
Começar as frases com o verbo no infinitivo
Que dizer das pessoas que começam as frases pelo verbo no infinitivo (Começar…, Referir…, Sublinhar…)? 
José Mário Costa, fundador do Ciberdúvidas da Língua Portuguesa, diz que é um défice de cuidado com a língua.

Prog. 42 | 2 Mar.
Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
O que fazer quando temos uma dúvida sobre a língua portuguesa? O Ciberdúvidas da Língua Portuguesa, que celebra em 2021 o 24º aniversário, explicado pelo seu fundador, José Mário Costa.

Prog. 43 | 3 Mar.
Modismos
Que fenómeno torna populares certas palavras ou expressões, que andam na boca de toda a gente? É o fenómeno do “Modismo”, quando palavras ou expressões entram na moda

Prog. 44 | 4 Mar.
Neologismos
A necessidade aguça o engenho e também inventa novas palavras. Mas nem todas fazem sentido...

Prog. 45 | 5 Mar.
Erros mais comuns
A Lei de Gresham (segundo a qual a má moeda expulsa a boa moeda) também se aplica à língua portuguesa: há erros tão repetidos que acabam mesmo por ser dicionarizados, à força do uso.

Convidado das emissões da semana: José Mário Costa  
(jornalista, formador e fundador do Ciberdúvidas da Língua Portuguesa)


Prog. 46 | 8 Mar.
A importância dos nomes das pessoas
Os nomes podem moldar a personalidade das pessoas? Há nomes que marcam o destino?

Prog. 47 | 9 Mar.
Adição
Ser adicto ou dependente tem uma conotação totalmente diferente de ser viciado. O moralismo não pertence à medicina, defende o médico Salvador Massano Cardoso.

Prog. 48 | 10 Mar.
“Vencer a doença”
Esta expressão pode não ser a melhor para ajudar um doente.

Prog. 49 | 11 Mar.
Doente, paciente, utente ou cliente?
O que somos quando vamos ao médico? Responde o médico e professor de medicina Salvador Massano Cardoso

Prog. 50 | 12 Mar.
Pandemia, epidemia e endemia
O que distingue uma pandemia da epidemia e da endemia?

Prog. 51 | 15 Mar.
O lado bom dos vírus
Os vírus têm um lado bom! Se não fossem os vírus de milhões e milhões de anos, virávamos pintainhos.

Convidado destas emissões: Salvador Massano Cardoso
(médico, professor e autor de livros de contos)


Prog. 52 | 16 Mar.
Rede
Esta palavra foi escolhida pelo convidado, Gustavo Cardoso, Professor Catedrático de Comunicação, como a palavra mais importante da sua vida profissional.
A palavra 'rede' pode sugerir muitas coisas: rede de pesca, rede de amigos, rede de lojas, rede de transportes, rede do trapezista… Para Gustavo Cardoso, rede é quase sinónimo de vida.

Prog. 53 | 17 Mar.
Fake News
O que tem de especial esta expressão que mentira, boato ou manipulação não têm?

Prog. 54 | 18 Mar.
Meme
Não basta um pequeno vídeo ou uma imagem animada para fazer um “Meme”. O segredo está na carga viral que ele transporta.

Prog. 55 | 19 Mar.
Emoji
Nem são palavras, nem são imagens, mas já não passamos sem eles nos écrans com que comunicamos.

Convidado destas emissões: Gustavo Cardoso
(Sociólogo, Professor Catedrático de Comunicação)


Prog. 56 | 22 Mar.
Natureza ou ambiente
Quando é que deixámos de falar da natureza para passar a falar do ambiente? E o que mudou com isso? Duas perguntas para o cientista João Caraça.

Prog. 57 | 23 Mar.
As cores da economia
A economia tem uma paleta de cores: verde, azul, amarela… isto, já para não falar do mercado negro. O Físico e Professor João Caraça analisa o arco-íris da economia.

Prog. 58 | 24 Mar.
Energia
Todo o mundo é composto de mudança? De energia, responde o Físico, Professor e Investigador João Caraça.

Prog. 59 | 25 Mar.
Resiliência 
Uma palavra da física que entrou no léxico politico e social. O que significa ser resiliente, por João Caraça.

Prog. 60 | 26 Mar.
Universal e global
Porque deixámos de usar a palavra “universal” para passarmos a usar a palavra “global”? A mudança não é tão subtil quanto parece

Convidado destas emissões: João Caraça
(Cientista, Professor, doutorado em física nuclear pela Universidade de Oxford)


Prog. 61 | 29 Mar.
Responso a Santo António
As palavras contam e até encontram! O “Responso de Santo António”, dito por quem tem fé, serve para achar objetos perdidos, por Alice Lopes Vieira.

Prog. 62 | 30 Mar.
Benzedura do Pão
É um ritual que ajuda a massa a levedar, o pão a crescer, o forno a cozer e o dono da casa a viver. O gastrónomo, professor e autor de livros de história gastronómica, Virgílio Nogueiro Gomes, coleciona benzeduras.

Prog. 63 | 31 Mar.
A linguagem, a alimentação e a religião
A linguagem da alimentação na Bíblia trazida por Virgílio Nogueiro Gomes, gastrónomo e investigador com obra publicada sobre o tema.

Prog. 64 | 1 Abr.
A Páscoa: oração e alimento
A relação entre a comida e as palavras atinge um o ponto alto na Páscoa, diz o gastrónomo Virgílio Nogueiro Gomes

Prog. 65 | 2 Abr.
A literatura é para comer
O gastrónomo, escritor e professor Virgílio Nogueiro Gomes tem duas paixões: a comida e as palavras.


Prog. 66 | 5 Abr.
O MESMO
Só há um caso em que a palavra “mesmo” faz sentido no fim da frase. É em “filetes de polvo com arroz do mesmo”, na receita da quase centenária “Casa Aleixo”, no Porto, pela sua proprietária Inês Diniz.

Prog. 67 | 6 Abr.
Homoparentalidade
Jorge Gato, psicólogo, propõe outra efeméride para substituir o “Dia do Pai” ou o “Dia da Mãe”: o “Dia da Família”.

Prog. 68 | 7 Abr.
Bullying homofóbico
A violência do bullying não tem uma só face e este é um exemplo.

Prog. 69 | 8 Abr.
O que é comunicar?
Comunicar é um trabalho de interpretação, não é um trabalho de transmissão, explica Adriano Duarte Rodrigues, teórico da Comunicação.

Prog. 70 | 9 Abr.
Obrigada e Obrigado
Como agradecer? Obrigada? Obrigado? Obrigadinho? Obrigadíssima? 
Perguntas para Isabel Amaral, autora do livro “Comunicação e Imagem – Guia de protocolo para pessoas e empresas”


Prog. 71 | 12 Abr.
Advérbios de modo
Estão a morrer, de morte prematura, mas a linguista Carla Marques explica a falta que nos fazem.

Prog. 72 | 13 Abr.
Palavras que casaram e não há quem as separe
Exemplos destes casamentos sem divórcios: cuidados redobrados, sofrimento atroz... para falar sobre este fenómeno, a linguista Carla Marques

Prog. 73 | 14 Abr.
O Infinitivo Plural
Um modismo na conversação oral que está errada. Mas há casos em que é admissível...

Prog. 74 | 15 Abr.
A pronúncia padrão
Qual é, atualmente, a pronúncia padrão da língua portuguesa: ainda é o português de Coimbra ou o português de Lisboa, a região mais populosa do país?

Prog. 75 | 16 Abr.
de que
Há pequenas palavras que fazem uma grande diferença. Por exemplo, a palavra “de”.

Convidada destas emissões: Carla Marques
(Linguista, Doutorada em língua Portuguesa, pela Universidade de Coimbra, Consultora permanente do Ciberdúvidas da Língua Portuguesa)


Prog. 76 | 19 Abr.
A linguagem das faturas
E quantas vezes já nos perdemos a olhar para uma fatura a procurar um dado concreto ou a entender o que nos dizem? por Hugo Sousa, Clarificador Profissional

Prog. 77 | 20 Abr.
A linguagem dos seguros
Hoje joga-se pelos Seguros: a linguagem das empresas seguradoras, onde cabem sinistros e prémios,  por João Martins, Clarificador Profissional

Prog. 78 | 21 Abr.
A linguagem das notificações do Tribunal
Em 2017, o Ministério da Justiça decidiu alterar a linguagem de uma carta enviada a devedores. Ter simplificado a linguagem aumentou em 68% o pagamento voluntário das dívidas. Por Joana Fernandes, Clarificadora Profissional

Prog. 79 | 22 Abr.
A linguagem da Administração Pública
Na linguagem usada pela Administração Pública há bons e maus exemplos; por Joana Fernandes, Clarificadora Profissional

Prog. 80 | 23 Abr.
A linguagem das polícias
O que dizer da linguagem das multas da Polícia? O estranho caso da senhora que “foi autuada e coimada por estar dentro da viatura a fazer a ingestão do seu almoço”. Por João Martins, Clarificador Profissional

Convidada destas emissões: CLARO, a Agência da Clareza
(empresa que se dedica a simplificar a linguagem de organismos do Estado e de outras empresas


Prog. 81 | 26 Abr.
Transportes Militares
Os militares não disparam balas, não andam de tanque, muito menos de barco ou de avião. O General Carlos Branco conta-nos como é diferente o vocabulário militar.

Prog. 82 | 27 Abr.
Conceitos do teatro na linguagem militar
O que há de comum entre as forças militares e o teatro?

Prog. 83 | 28 Abr.
Geopolítica
Geopolítica, uma palavra que resulta da soma entre geografia e política, que dizer o quê ao certo?

Prog. 84 | 29 Abr.
Estratégia
A palavra estratégia invadiu a linguagem do quotidiano, mas nasceu em meios militares.

Prog. 85 | 30 Abr.
Cargos Militares no Feminino
Será que com a chegada de mulheres à vida militar foi preciso mudar a linguagem?

Convidado destas emissões: Carlos Branco
(General, em situação de reserva; esteve ao serviço de organizações internacionais, como as Nações Unidas e a NATO, foi porta-voz do Comandante da Força da NATO no Afeganistão)


Prog. 86 | 3 Mai.
A etiqueta linguística

Prog. 87 | 4 Mai.
A etiqueta linguística pode passar por uma coisa tão simples como a escolha do tempo do verbo.

Prog. 88 | 5 Mai.
O Princípio da Cortesia no discurso

Prog. 89 | 6 Mai.
O uso de certas palavras à luz do Princípio da Cortesia

Prog. 90 | 7 Mai.
A etiqueta linguística no texto escrito

Convidada desta semana de emissões: Maria Regina Rocha
(Professora de português e autora de várias gramáticas)


Prog. 91 | 10 Mai.
A linguagem da Justiça e a palavra Juiz

Prog. 92 | 11 Mai.
Expressões em latim ainda em uso no Direito

Prog. 93 | 12 Mai.
Como os juízes tratam os outros intervenientes no tribunal

Prog. 94 | 13 Mai.
Os rituais (de linguagem e não só) da Justiça

Prog. 95 | 14 Mai.
Os erros mais comuns de não juristas na linguagem jurídica

Convidado desta semana de emissões: António Latas
(Juiz Desembargador no Tribunal da Relação de Évora. Inspetor Judicial do Conselho Superior da Magistratura. Co-autor de “Notas e Comentários à Lei de Saúde Mental”. Foi formador no Centro de Estudos Judiciários).





Dalila Carvalho | A vida profissional levou-a conhecer a Comunicação por dentro e por fora: foi jornalista, de Rádio e de Televisão, onde se especializou em jornalismo económico. 
No setor público, dirigiu a comunicação da Autoridade da Concorrência nos primeiros 5 anos de existência do regulador. Foi adjunta para a comunicação no Ministério da Economia, onde assessorou vários membros do governo. Durante alguns anos, foi revisora de textos oficiais de Direito e Economia da OCDE
No setor privado foi Diretora de Comunicação de um banco. Paralelamente, ensinou várias disciplinas de jornalismo em diversas instituições de ensino superior, atividade que mantém.
Tem experiência em comunicação de crise em Fundações e em organização de eventos internacionais na área da saúde e da economia, treino em comunicação e protocolo. Integrou órgãos sociais de entidades sem fins lucrativos dedicadas ao apoio a doentes de cancro.
Licenciada em Direito, é Pós-Graduada em Gestão de Carteiras e Mercados Financeiros, Direito da Comunicação, Direito Administrativo e Tributário, e está a doutorar-se em Ciências da Comunicação.