Ouvir
Geografia dos Sons
Em Direto
Geografia dos Sons Luís Tinoco

Destaques

Refletor | Domingo 1h00

Rui Guimarães

|

Refletor | Domingo 1h00 Refletor | Domingo 1h00

Um novo Programa na Antena 2

Refletor
Rui Guimarães

Domingos 01h00

3 Abril - A Música Desmarcada – Caminhada Combinada
10 Abril - Diálogos Motivadores – A força da música na vida tribal
17 Abril - O Improviso na cena Rock – Uma reflexão sobre o presente
24 Abril - Seres Hipnóticos – A magia da liberdade


O improviso somos nós em decisão. Refletor observa através de uma janela a sua própria imagem de reflexão fundida na moldura sonora que o exterior lhe transmite. Numa viagem semanal ao Mundo do improviso da nossa existência musical enquanto processo de consciência ativa, a improvisação testemunha a verdade no seu estado mais primário. Um permanente agora em constante renovação construindo em corredores ímpares, percorridos pelas certezas de imaginações incertas.
A difusão de painéis preenchidos pela sinceridade dos rasgos humanos.
Seja no Agora, seja na esfera privada, sinalizam-se aqui algumas verdades do pensamento animal. A par de todas as chamadas, constatando o momento, tudo é nesse ponto de partida/chegada o sentir de um conhecimento instintivo e visceral. A música improvisada é a mais pura das verdades do nosso pensamento. Este programa reflete as certezas das variadas molduras vibracionais que nos rodeiam e o modo como estas interferem na nossa sociedade. Refletor difunde a criação musical na sua forma primária e rica – o improviso. Interessa aqui não apenas a forma da música no estado em que é posteriormente dada a conhecer, mas o impulso espontâneo de abertura para algo que não se conhece ainda. Dar a conhecer, na sua qualidade momentânea e irrepetível, e o que isso permite em termos de expressão: a forma como os músicos comunicam reinventando uma linguagem conjunta a partir das suas linguagens próprias e como através disso se reconhecem.


Um pouco ao invés daquilo a que assistimos hoje, por vezes um caminho impessoal para a perfeição, interessa-nos expor a imperfeição e a natureza altamente pessoal (e interpessoal) desse impulso – abrir ao ouvinte as portas do processo criativo.

Rui Guimarães

Para ouvir, clicar aqui.