Ouvir
Jazz a 2
Em Direto
Jazz a 2 João Moreira dos Santos / Maria Alexandra Corvela / Luís Caetano / Produção: Cristina do Carmo

Destaques

T-Bone Walker | 1 Janeiro | 23h00

O Canto do Blues

|

T-Bone Walker | 1 Janeiro | 23h00 T-Bone Walker | 1 Janeiro | 23h00

1 Janeiro | 23h00


T-Bone Walker 
15 anos depois em O Canto do Blues

por André Pinto


Para ouvir, clicar aqui.


Há 15 anos escutava-se, no inaugural O Canto do Blues, programa de André Pinto, um dos grandes standards do Blues, Call it stormy Monday (but tuesday is just as bad), e a canção mais conhecida de T-Bone Walker.

O pioneiro da guitarra elétrica do blues americano foi o escolhido por André Pinto para abrir, em Janeiro de 2007, o seu programa dedicado a este género musical com origem nas canções afro-americanas e espirituais negros, e que é transmitido aos sábados e domingos às 23h00.

15 anos cumpridos a celebrar os sons da história do Blues na Antena 2, T-Bone Walker regressa neste aniversário de O Canto do Blues, tal como na primeira emissão, mas desta vez com Midnight Blues

Gravada em Chicago, pela Black & White Records, em 1947, Call It Stormy Monday (but tuesday is just as bad), também designada comumente como Stormy Monday, é um blues lento de doze compassos que apresenta a voz suave e lamentoso de Walker e um trabalho de guitarra distinto. Tornar-se um êxito em 1948, e inspirou BB King e outros músicos a utilizarem a guitarra elétrica neste género musical.

 




T-Bone Walker nasceu a 28 de maio de 1910 em Linden, Texas, EUA como Aaron Thibeaux Walker, de ascendência afro-americana e índia cherokee. Foi um dos primeiros músicos a usar a guitarra elétrica. 
Nos anos 20, na adolescência, muda-se com a família, também de músicos, para Dallas e começa a sua carreia musical. Aluno do mítico bluesman Blind Lemon Jefferson, em guitarra blues, T-Bone gabou-se da sua influência e orientação no próprio mestre.
Por volta de 1936, e depois de se mudar para Los Angeles, T-Bone começou a se apresentar regularmente em clubes na zona de Avenida Central, então epicentro da cena musical de jazz e blues da cidade. Inicia-se como cantor e dançarino de jazz e nas primeiras bandas de jump-blues, como Les Hite And His Orchestra. Em 1940, já  tocava com a guitarra elétrica e cantava os seus próprias composições, no seu estilo muito particular, e o próprio T-Bone afirmou que Call It Stormy Monday foi composta nesse ano.

Nos finais da década de quarenta, T-Bone Walker encontra-se em Chicago e grava Midnight Blues, uma composição do contrabaixista Shifty Henry, cujas músicas vão ser também interpretadas por nomes como Charlie Parker, Dinah Washington e Ray Charles. Naquela gravação também pela Black & White Records, em Julho de 1948, este tema é o lado B do single Plain Old Down Home Blues. À voz e guitarra de T-Bone Walker, junta-se no trompete por Teddy Buckner, no saxofone por Hubert Myers, Oscar Bradley na bateria, William Hadnot no baixo, e ao piano Willard MacDaniels.
B.B. King, no seu último álbum One Kind Favor, em 2008, inclui uma versão deste tema, Midnight Blues, como que uma homenagem ao pioneiro da guitarra eléctrica no Blues, e uma das sua principais influências.


É com este Blues da Meia-Noite, Midnight Blues, que André Pinto e a Antena 2 celebram, na noite de sábado do primeiro dia de 2022, os 15 anos de O Canto do Blues.