Ouvir
O Tempo e a Música
Em Direto
O Tempo e a Música Rui Vieira Nery / Produção: Cristina do Carmo

Festivais

Festival Fora do Lugar | 20 Novembro a 6 Dezembro

Idanha-a-Nova | Online

|

Festival Fora do Lugar | 20 Novembro a 6 Dezembro Festival Fora do Lugar | 20 Novembro a 6 Dezembro

Fora do Lugar 
Festival Internacional de Músicas Antigas
9ª edição 

20 Novembro a 6 Dezembro
Idanha-a-Nova | Online


Numa edição híbrida, com parte da oferta online e parte no lugar (presencial), e uma programação totalmente redesenhada, o Fora do Lugar, neste ano atípico, volta a marcar presença no “lugar mais bonito do mundo”, Idanha-a-Nova, Cidade Criativa da Música da UNESCO.
Com uma programação mais irreverente e surpreendente, feita de música, passeios, histórias, oficinas, cinema e gastronomia, continua a querer revelar um território que se reinventa, ao mesmo tempo assente num caminho de legados, e com o olhar para o futuro.
Este ano, a música é feira por músicos portugueses, ou residentes em Portugal, com nomes como João Barradas e o seu acordeão, e os guitarristas Miguel Amaral e Pedro Rodrigues, que num duplo programa trazem um dos maiores compositores de sempre, Johann Sebastian Bach.
Da Turquia, vem Üryan, com Raquel Reis no violoncelo, Gulami Yesildal, em saz e voz, e Tiago Santos em percussão, numa visita às cores, sons e cheiros da Anatólia. No fim de semana seguinte, Carlos Rodrigues, também conhecido por Kabeção, encanta com o invulgar instrumento, o handpan, e o seu mais recente trabalho discográfico, Freedom Expressions
No último fim de semana, é a vez de O Bando de Surunyo, o ensemble dirigido pelo alaudista Hugo Sanches, com um dos mais importantes projetos musicais de recuperação de repertórios portugueses esquecidos, especializado na interpretação de música dos séculos XVI e XVII. A fechar esta edição, o regresso de Galandum Galundaina de Paulo Preto, Paulo Meirinhos, Alexandre Meirinhos e João Pratas, um projeto de preservação e divulgação da identidade cultural das Terras de Miranda e de um património musical e etnográfico único.

Além da música, o Fora do Lugar convida a habitar novas paisagens e afectos, cultiva proximidades e revela experiências singulares em Idanha - ou a partir dela -, onde a criatividade, a inovação, a sustentabilidade e a participação social assumem uma dimensão global.


Filipe Faria, diretor artístico do Festival, conversou com Inês Almeida 
no programa Raízes, sobre esta edição de Fora do Lugar.
Para ouvir, clicar aqui.



Programação | Concertos


Fim-de-semana BACH FORA DE PÉ

20 Nov. | 21h30
Online
João Barradas, Acordeão

Programa

D. Scarlatti (1685-1757), arr. João Barradas - Sonata in B minor K.87

J. S. Bach (1685-1750), arr. João Barradas - English Suite No. 3 in G minor, BWV 808

J. S. Bach (1685-1750), arr. João Barradas - Passacaglia and Fugue in C minor, BWV 582




21 Nov. | 21h30
Online
KHYTAR 16.2 (Portugal)
Miguel Amaral, guitarra portuguesa
Pedro Rodrigues, guitarra clássica

Programa
Guitarras Bem Temperadas

Johann Sebastian Bach (1685-1750), arr. Pedro Rodrigues e Miguel Amaral

- Aria Variata Alla Maniera Italiana - BWV 989

- O Cravo Bem Temperado 1º Caderno
Prelúdio nº 9 em Mi Maior - BWV 854
Prelúdio nº 10 em Mi menor - BWV 855
Prelúdio nº 20 em Lá menor - BWV 864

- Concerto em Ré menor Bach/Marcello - BWV 974
I - (Allegro)
II - Adagio
III - Presto

É cruel, sabe, que a música possa ser tão bela. Tem a beleza da solidão e da dor: da força e da liberdade. A beleza do desapontamento e do amor sempre insatisfeito. A beleza cruel da natureza, e a beleza perene da monotonia. Benjamin Britten

Guitarra Portuguesa, Guitarra Clássica e Johann Sebastian Bach. Eis-nos perante o universo do recital Guitarras Bem Temperadas. Junção aparentemente distante. Fruto da nossa vontade de trazer cada vez mais música para os nossos instrumentos, mas sobretudo, fruto de uma das mais belas características da obra genial em questão: o seu carácter universal, a sua pluralidade. A humildade com que se deixa apropriar. A generosidade com que se sente em casa numa combinação instrumental tão peculiar no que toca à música em questão.
A partir daqui há todo um mundo sonoro em descoberta. semelhanças com o cravo, com o alaúde e toda uma porta aberta para que esta música se posso ouvir, mais uma vez, como uma novidade.



2º Fim-de-semana 

27 Nov. | 21h30
Online
Üryan (Turquia, Portugal)

Raquel Reis, violoncelo 
Gulami Yesildal, saz, voz
Tiago Santos, percussão

Programa

Cores da Anatólia
Terra comum, caminhos diferentes

traditional hymn - Aydar - Huma Kusu, Erzurum-Turkey

Gregor Narekatsy (10th century) - Havun Havun, Arménia

Sufi song - Pir, Turkey-Iraq

Komitas (1869-1935) - Krunk, Armenia

Folk Dance - Es gisher, Armenia

Folk song, candle dance - Mom Bar, Armenia

kurdish song - Darhejîrokê şarkı sözleri ile 


Quando olhamos para o cosmos, os movimentos das estrelas e dos planetas, as leis da vibração e do ritmo – tudo perfeito e imutável –, vemos que o sistema cósmico funciona segundo a lei da música, a lei da harmonia. Hazrat Inayat Khan

Üryan (nu, despido, em turco) resulta do encontro entre três músicos com percursos musicais distintos que, juntos, criam uma sonoridade particular em torno da tradição musical dos Balcãs até ao Cáucaso, com arranjos e originais. Juntos, em palco, partilham o seu fascínio pela música, num registo intimista.



28 Nov. | 21h30
Online
Kabeção

Carlos Rodrigues, Handpans

Programa
Expressões da Liberdade

Astronaut

Hyperboreal 

Life is too Short

The Return of the Bucket 

Sell me One


Com um sentido de respeito e permissão delicada, a música de Kabeção atrai o ouvinte para uma experiência única e incomparável. Para além dos limites do tempo e do espaço, convida-nos a ser companheiros de viagem na exploração sonora. Intérprete de handpan ou percussionista (ou multi-instrumentista humano), Kabeção estabelece uma ligação instantânea com o público.



último Fim-de-semana

4 Dez. | 21h30
Online
O Bando de Surunyo

Eunice Abranches d’Aguiar, soprano
Raquel Mendes, soprano
Helena Correia, alto
Carlos Meireles, tenor
Sérgio Ramos, barítono
Hugo Sanches, alaúde & direcção

Programa
Ũa enselada ibérica 
As conexões musicais peninsulares no "Siglo de Oro"

 
Da queda e da redenção
Mateo Flecha (1481-1553) - El fuego – ensalada a 4, Espanha/pub. Praga, 1581

Duarte Lobo (c. 1565 -1646) - Pater Peccavi – motete a 5, Portugal/pub. Antuérpia, 1623

Manuel Cardoso (1566-1650) - Aquam quam ego dabo – motete a 5, Portugal/ Lisboa, 1648

Do amor terreno
Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra - La mas luzida belleza – romance a 4, Portugal/Coimbra, c. 1642/45

Do amor divino
Francisco Guerrero (1528-1599) - Apuestan zagales dos – vilancete a 5, Espanha/pub. Veneza, 1589

Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra - Dexad al niño que llore – letrilha ao divino a 5, Portugal/Coimbra, c. 1650,

Da esperança
Francisco Guerrero (1528-1599) - Todo quanto pudo dar – vilancete a 4, Espanha/pub. Veneza, 1589

Da condição humana
Mateo Flecha (1481-1553) - La bomba – ensalada a 4, Espanha/pub. Praga, 1581


“Docere, delectare, movere”: ensinar, deleitar, comover. Cícero ('De Oratore', 55 a.C.)

Portugal e Espanha foram palco, durante os séculos XVI e XVII, de uma das eras mais notáveis de produção poética e musical da história da cultura europeia. As fontes documentais que chegaram até nós aportam uma visão de um extraordinário dinamismo na circulação e partilha de música, poesia e teatro no mundo ibérico de então através de redes diversificadas de relações institucionais e pessoais constituídas por mestres de capela, poetas, músicos e até mesmo reis. É neste fervilhante contexto que foi escrita a música e poesia que aqui apresentamos, organizada em cinco quadros temáticos que ilustram alguns dos principais géneros musicais e temáticas poéticas do renascimento e primeiro barroco ibéricos: ‘Da queda e da redenção’; ‘Do amor terreno’; ‘Do amor divino’; ‘Da esperança’; ‘Da condição humana’.
'Ensalada' é a designação de um importante género poético-musical cultivado na Península durante os séculos XVI e XVII. Caracterizada como uma ‘colagem’ de diferentes estilos e registos poéticos-musicais, ensalada apresenta-se assim com suma propriedade como título para este programa onde se poderá escutar alguma da extraordinária música e poesia que então se cantava em Portugal e Espanha.



5 Dez. | 21h30
Online
Galandum Galundaina

Paulo Preto, voz, sanfona, gaita de fole mirandesa, dulçaina, flauta pastoril e tamboril
Paulo Meirinhos, voz, bombo, rabel, gaita de fole, realejo, garrafa, castanholas, pandeireta, pandeiro mirandês
Alexandre Meirinhos, voz, caixa de guerra, bombo, pandeireta, pandeiro mirandês, tamboril, cântaro, almofariz
João Pratas, voz, flauta pastoril , flauta de osso, tamboril, saltério, flauta transversal, bombo, pandeiro mirandês, charrascas

Programa
“D’alhá para acá. Las modas de ls nuossos abós, hoije” 
Música Tradicional da Terra de Miranda

Lhoba Parda
Chin Glin Din
Canedo
Tamborileira + Pingacho + Cirigoça
Mirandum
L Pandeiro
La pulga I l piolho
Burgalesa
Para namorar morena
Coquelhada Marralheira
Fraile Cornudo
Senhor Galandum
Nós tenemos muitos nabos


[temas do reportório tradicional mirandês com arranjos de Galandum Galundaina]

@ Filipe Faria


Para descobrir outras atividades e eventos do Festival Fora do Lugarclique aqui.