Ouvir
A Ronda da Noite
Em Direto
A Ronda da Noite Luís Caetano

Geral

Novos Programas - Nova Grelha

A partir de 1 de Abril

|

Novos Programas - Nova Grelha Novos Programas - Nova Grelha

Novos Programas | Novas Rubricas | Ajustamento de horários

A partir de 1 de Abril, a Antena 2 apresenta novos programas de autor e novas rubricas sobre música e outras artes, o que levou a alguns ajustamentos nos seus programas habituais.
Para consultar a grelha actual, clicar aqui.


Novos Programas 


Um CertO_Olhar 
Luís Caetano 
Debate de cultura, sociedade e política
Sexta às 23h00 | Domingo às 10h00 | Segunda às 17h00 

Com Gabriela Canavilhas, Luísa Schmidt, Frei Bento Domingues e Luís Caetano.

É um espaço informal de conversa, cortês e cúmplice, mas aguerrido. 
Mais do que um debate, este programa é uma tertúlia. 
Assim o considerou uma tese de mestrado apresentada em 2008 na Universidade do Minho, intitulada Um Certo Olhar: Polifonia e Modalização na Tertúlia Radiofónica, de Ana Paula de Matos. 
O diálogo não se restringe à mesa do estúdio. Sabemos e sentimos que somos muitos mais a olhar o mundo e, juntos, trocamos ideias. 
É esta a nossa polifonia.

O programa Um Certo Olhar está disponível em escuta on demand. Para ouvir aqui.



Refletor
Rui Guimarães
Música improvisada de todo o mundo
De sábado para domingo à 01h00

O improviso somos nós em decisão. Refletor observa através de uma janela a sua própria imagem de reflexão fundida na moldura sonora que o exterior lhe transmite. Numa viagem semanal ao Mundo do improviso da nossa existência musical enquanto processo de consciência ativa, a improvisação testemunha a verdade no seu estado mais primário. Um permanente agora em constante renovação construindo em corredores ímpares, percorridos pelas certezas de imaginações incertas.
A difusão de painéis preenchidos pela sinceridade dos rasgos humanos.
Seja no Agora, seja na esfera privada, sinalizam-se aqui algumas verdades do pensamento animal. A par de todas as chamadas, constatando o momento, tudo é nesse ponto de partida/chegada o sentir de um conhecimento instintivo e visceral. A música improvisada é a mais pura das verdades do nosso pensamento. Este programa reflete as certezas das variadas molduras vibracionais que nos rodeiam e o modo como estas interferem na nossa sociedade. Refletor difunde a criação musical na sua forma primária e rica – o improviso. Interessa aqui não apenas a forma da música no estado em que é posteriormente dada a conhecer, mas o impulso espontâneo de abertura para algo que não se conhece ainda. Dar a conhecer, na sua qualidade momentânea e irrepetível, e o que isso permite em termos de expressão: a forma como os músicos comunicam reinventando uma linguagem conjunta a partir das suas linguagens próprias e como através disso se reconhecem.

Um pouco ao invés daquilo a que assistimos hoje, por vezes um caminho impessoal para a perfeição, interessa-nos expor a imperfeição e a natureza altamente pessoal (e interpessoal) desse impulso – abrir ao ouvinte as portas do processo criativo.



Coreto
Jorge Costa Pinto
Música de bandas filarmónicas
Domingo às 15h00 | Quarta às 17h00 | Sexta às 13h00

Bandas Filarmónicas são um acervo cultural, em Portugal, desde há cerca de 200 anos. Tem sido escola de música para milhares de pessoas que, em recônditos lugares, aldeias, vilas, tiveram a oportunidade de aprender a teoria de ler e escrever música, de tocar um instrumento musical e acima de tudo de conviverem, de sentirem o prazer em tocar música em conjunto.
Presentemente existem, de Norte a Sul, 800 Bandas Filarmónicas, incluindo as profissionais militares, no total de músicos integrantes serão cerca de 40.000.
A evolução técnica das Bandas Filarmónicas tem sido progressiva, sobretudo desde o aparecimento de escolas profissionais por todo o país, grande número de músicos jovens formados nessas escolas, ingressam nas Bandas de suas terras, proporcionam melhoria qualitativa na execução, os regentes têm melhor preparação, obtida nos vários cursos que existem à disposição.
Contudo a matéria-prima de origem nacional, é escassa, poucos incentivos de vária ordem e também o pouco contacto que compositores têm com o que se faz no exterior, o que tocam, o que escrevem compositores estrangeiros.
Um dos principais objetivos do programa Coreto é dar a conhecer o que tocam as nossas Bandas e o que tocam as Bandas Internacionais, para conhecimento dos ouvintes do programa, não só melómanos mas também o universo de músicos bandísticos, os executantes que terão referências comparativas e os compositores oportunidades de conhecer o que fazem os seus pares, afinal a audição da música é essencial para que aconteça evolução.
Alguma pedagogia poderá acontecer, através de simples sugestões às obras escutadas, se possível, faremos curtas entrevistas com pessoas que, com o seu saber e experiência, possam acrescentar mais-valia ao programa.




Caleidoscópio I - Amor e Morte na Ópera 
Bruno Caseirão, os dramas na ópera
sábado às 22h00 | Segunda às 13h00

O surgimento da ópera, ou dramma per musica (Drama em Música) como inicialmente se apelidava, está umbilicalmente ligado à Tragédia Grega. Em L'Orfeu de Claudio Monteverdi, a primeira grande ópera da História da Música, estreada em Mântua, em 1607, não só as personagens como o próprio enredo são retirados diretamente da Mitologia Clássica Greco‑Romana ou Latina.
Ao longo da evolução deste género musical, desde finais do Renascimento até aos nossos dias, foram inúmeros os compositores que incessantemente procuraram a osmose entre os Estados de Alma exacerbados e trágicos dos textos, e sua revivificação na ópera através de um complexo e elaborado processo de (re)caracterização dramatúrgico-musical.
A interpretação da temática do Amor e da Morte, que está na génese do próprio género operático, foi sendo aprofundada, recriada e ampliada através da inclusão e surgimento de novas tendências e correntes, não só musicais como literárias e poéticas. Estas contribuíram de forma indiscutível para o sucesso da ópera enquanto género musical performativo por excelência, originando um corpus de verdadeira tradição operática, de forte cariz mitológico e literário intimamente associado à cultura europeia.
Este ciclo, reconhecendo esta ligação profunda entre Cultura e Ópera, propõe dar a conhecer a interpretação que expoentes desta Cultura, entendida no seu sentido lato de ciência, filosofia, literatura, etc., têm de óperas paradigmáticas, partilhando como o seu mundo e entendimento lhes permitem interpretá-las e apreciá-las.
Para ver mais, clicar aqui.




Caleidoscópio II - Paisagens 
Ana Telles e João Rabaça
Música e natureza
Domingo às 22h00 | Quarta às 13h00

Esta série de programas, integrada na rúbrica Caleidoscópio, propõe uma viagem pelas paisagens de Portugal. Não se trata um roteiro descritivo, mas antes de um itinerário evocativo e sensorial, baseado em sons da natureza e obras musicais, sobretudo da tradição erudita europeia, que neles se inspiraram. Porque, se as nossas paisagens são únicas pelas histórias que contam, as sonoridades que as caracterizam são vastas na sua expressão territorial e desconhecem fronteiras.
Paisagens pretende ser uma viagem de descoberta, em que se cruzam sugestões paisagísticas com cantos de aves, zumbidos de insetos, coros de anfíbios e outros sons naturais, mas também a evocação de imagens e aromas que nos habituámos a associar a determinadas paisagens... A proposta é abrangente mas não exaustiva, como um passeio descontraído através deste território singular do sudoeste da Europa marcado pelas influências mediterrânica, atlântica e continental, que criam modos de vida distintos e esculpem realidades diferenciadas.
Paisagens convida o ouvinte a explorar repertórios musicais e sonoridades naturais, calcorreando através da imaginação as diversificadas paisagens do nosso país; e a confrontar repertórios conhecidos da música erudita europeia com outros menos explorados, estabelecendo pontes entre eles e apresentando-os sob o ângulo da temática paisagística escolhida. Pretende simultaneamente estimular a contemplação do que o rodeia, a fruição da riqueza sonora que o envolve, e a reflexão sobre a responsabilidade coletiva que temos na preservação ou reabilitação das nossas paisagens. Venha daí!
Para ver mais, clicar aqui.

As novas séries do Caleidoscópio estão disponíveis em escuta on demand. Para ouvir, clicar aqui.



Novas Rubricas 


Grandes Vozes 
André Cunha Leal
Árias das divas
De terça a sexta às 12h30 e às 18h30

Ao longo dos séculos, um pequeno número de cantores com vozes excecionais e personalidades fortes acabaram por personificar toda a paixão e todo o drama da ópera. E os apreciadores de ópera sempre reagiram com admiração. A verdade é que são os cantores que dão corpo às personagens e à música e isso causa um natural fascínio. 
De geração para geração, foram vários os que, fosse pela sua sensibilidade, fosse pelo seu virtuosismo, deixaram um verdadeiro legado de referências, alimentando com isso todo um corpo de tradições que marcariam a história daquelas obras. 
Vozes e carismas excecionais que têm lugar na Antena 2 na rubrica Grandes Vozes.



A Grande Ilusão 
Inês N. Lourenço
Estreias de cinema
Quintas às 23h30

A Grande Ilusão vai sublinhar, todas as semanas, as estreias de cinema mais estimulantes, e os autores que, através da sua escrita visual, perpetuam a magia da 7ª Arte. Há também propostas de outras salas, muito em particular, da Cinemateca Portuguesa, e sugestões de livros, DVD’s ou bandas sonoras – a criação à volta do cinema.
O filme de Jean Renoir que escolhemos para intitular este espaço, esse filme que Orson Welles nomeou como aquele que guardaria numa arca para a posteridade, no reverso do seu contexto bélico, designa aqui a poesia do encontro com o grande ecrã.




Roteiro das Artes 
António Costa Santos
Teatro Bailado Artes plásticas
De segunda a sexta às 8h10, 9h10 e 18h10

O Roteiro das Artes é feito todos os dias de semana, a seguir às notícias das 8h e das 9h, e regressa à antena depois das 18h00. 
Sugere três ou quatro actividades culturais, a realizar no próprio dia. Teatro, cinema, exposições, conferências, visitas guiadas a moinhos ou conventos, festas de enchidos no Alentejo, encontros com escritores.



Outras novidades

Agenda Cultural 
Sugestões culturais, em breves apontamentos ao longo da emissão diurna.


On Demand
O programa Império dos Sentidos passa a estar disponível em escuta on demand. Para ouvir aqui.