Ouvir
Mezza-Voce
Em Direto
Mezza-Voce André Cunha Leal / Produção: Susana Valente

Letras de Canções


An die Parzen / Às Parcas

Letra Original:


An die Parzen

Nur Einem Sommer gönnt, ihr Gewaltigen!
Und einen Herbst zu reifem Gesange mir,
Dass williger mein Herz, vom süssen
Spiele gesättiget, dann mir sterbe.

Die Seele, der im Leben ihr göttlich Recht
Nicht ward, sie ruht auch drunten im Orkus nicht;
Doch ist mir einst das Heilge, das am
Herzen mir liegt, das Gedicht, gelungen,

Wiikommen dann, o Stille der Schattenwelt!
Zufrieden bin ich, wenn auch mein Saitenspiel
Mich nicht hinab geleitet; Einmal
Lebt ich, wie Götter, und mehr bedarfs nicht.

Tradução para Português:


Às Parcas

Concedei-me só um Verão, vós poderosas!
E um Outono para suave canto,
Para que o meu coração, saciado com doce
Música, possa então voluntariamente morrer.

A minha alma a que não foi concedido o Divino direito
Na vida, também não encontrará repouso em Orcus;
Contudo, se essa sagrada coisa que reside
No meu coração, a poesia, tiver sucesso,

Então sê bem-vindo, ó silêncio do mundo das sombras!
Eu ficarei contente, ainda que a minha lira
Não me acompanhe; eu vivi uma vez
Como os deuses vivem e nada mais é necessário.