Ouvir
Baile de Máscaras
Em Direto
Baile de Máscaras João Pedro

Letras de Canções


Kaby znala ya / Se apenas eu soubesse

Letra Original:


Kaby znala ya

Kaby znala ya, kaby vedala,
Ne smotrela by iz okoshechka
Ya na molodtsa razudalovo,
Kak on ekhal po nashey ulitse,
Nabekren zalomivshi murmolku,
Kak likhovo konya bulanovo,
Zvonkonogovo, dolgogrivovo,
Suprotiv okon na dyby vzdymal!

Kaby znala ya, kaby vedala,
Dlya nevo by ya ne ryadilasya,
S zolotoy kaymoy lentu aluyu
V kosu dlinnuyu ne vpletala by,
Rana do svetu ne vstavala by,
Za okolitsu ne speshila by,
V rose nozhenki ne mochila by,
Na prosyolok tot ne glyadela by,
Ne proyedet li tem prosyolkom on,
Na ruke derzha pestra sokola?
Kaby znala ya, kaby vedala!


 Kaby znala ya, kaby vedala,
Ne sidela by pozdnym vecherom,
Prigoryunivshis na zavaline,
Na zavaline, bliz kolodezya,
Podzhidayuchi da gadayuchi,
Ne pridyot li on, nenaglyadnyi moy,
Akh! Akh!
Ne pridyot li on, nenaglyadnyi moy,
Napoit konya studenoy vodoy!
Kaby znala ya, kaby vedala! Akh!

Tradução para Português:


Se apenas eu soubesse
Tradução do original: RDP - Maria de Nazaré Fonseca

Se apenas eu soubesse, se apenas imaginasse,
Eu não teria olhado através da janela
Quando um jovem ousado
Cavalgava descendo a nossa rua,
Com o seu boné de modo vistoso,
Montando um elegante cavalo baio,
Com cascos ruidosos e uma longa juba,
Empinando-se em frente das janelas!

Se apenas eu soubesse, se apenas imaginasse,
Eu não me adornaria para ele,
Eu não teria entrelaçado uma fita escarlate orlada de ouro
Nas minhas longas tranças,
Eu não me teria levantado cedo antes da aurora,
Eu não teria saído precipitadamente da aldeia,
Eu não teria molhado os meus pés no orvalho,
Eu não teria vigiado a vereda
Para ver se ele montava aí,
Com um falcão salpicado pousado no seu pulso,
Se apenas eu soubesse, se apenas imaginasse!

Se apenas soubesse, se apenas imaginasse,
Eu não me teria sentado até tarde de noite 
Desanimada num pequeno outeiro,
Num pequeno outeiro perto de um poço,
Esperando, tentando adivinhar 
Se o meu amado viria
Ah! Ah!
Se o meu amado viria
Para dar de beber ao seu cavalo a água gelada!
Se apenas eu soubesse, se apenas imaginasse!